Zé Cocá despede-se do cargo de secretário da UPB e comemora vitória de Quitéria

/ Política

Presidente Maria Quitéria e Zé Cocá após eleição da UPB
Presidente Maria Quitéria e Zé Cocá após eleição da UPB

O presidente do Consórcio dos Municípios do Vale do Jiquiriçá (CVJ), Zé Cocá (PP), prefeito de Lafaiete Coutinho, esteve engajado na campanha pela reeleição de Maria Quitéria (PSB) à presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB) e comemorou a vitória da prefeita, com quem esteve ao lado durante dois anos ocupando o cargo de secretário da entidade. Para Cocá, a reeleição de Quitéria é o reconhecimento dos gestores baianos pela sua luta em favor do municipalismo. ”É uma pessoa de coragem, que abraça as causas dos municípios sem distinção de partido político. Quitéria nessa eleição apresentou, sem dúvidas, as melhores propostas de solução para os problemas que os municípios vêm enfrentando. A UPB avançou muito nesses dois últimos anos e, nós, gestores, recebemos dela um tratamento digno”, disse Zé Cocá em contato telefônico com o Blog Marcos Frahm. O prefeito de Lafaiete foi um dos membros da mesa receptora de votos na sede da UPB nesta quarta-feira.

Eleição UPB: Quitéria derrota Machado e é reeleita

/ Política

Derrotado, Ricardo aplaude Quitéria
Derrotado, prefeito Ricardo Machado aplaude Maria Quitéria

A prefeita Maria Quitéria (PSB) foi reeleita presidente da União dos Municípios da Bahia com um total de 257 votos. A eleição para escolha da nova mesa diretora da UPB registrou 330 prefeitos votantes, 69 votos para o candidato derrotado, Ricardo Machado (PT), prefeito de Santo Amaro, 66 abstenções e 3 votos em branco. Reeleita presidente, a prefeita de Cardeal da Silva elogiou o governador Rui Costa (PT), que apesar de amigo de Ricardo manteve-se firme e não apoiou, abertamente, nenhum dos dois candidatos e agradeceu aos funcionários da entidade representativa. “Na hora que vou defender o prefeito, eu não olho o partido. Defendo todos da mesma forma“, afirmou Maria Quitéria. Ela rebateu o seu adversário após confirmar a sua reeleição a acusação de que o apadrinhamento de cargos, as festas grandiosas tinham que acabar e criar um corpo técnico para desenvolver projetos para os municípios. ”Aqui na UPB não tem apadrinhamento de cargos não. Não admito que desrespeitem meus funcionários porque aqui só tem gente que trabalha de verdade”, desabafou.

Quitéria comemora com prefeitos sua reeleição.
Maria Quitéria comemora sua reeleição. Fotos: Bocão News

A chapa liderada por Maria Quitéria tem como vice-presidente institucional o prefeito de Ruy Barbosa, José Bonifácio (PT); como vice-presidente administrativo o prefeito de Barra do Choça, Oberdan Rocha (PP); 1º secretário o prefeito de Mutuipe, Luis Carlos Cardoso (PT);  2º secretário, prefeito de Coribe, Manoel Rocha (PR);  1º tesoureiro o prefeito de Teixeira de Freitas, João Bosco Bittencourt (PT), e 2º tesoureiro, o prefeito de Juazeiro, Isaac Cavalcante de Carvalho (PCdoB).

Prefeito de Itagi ameniza confusão na eleição da UPB

/ Política

O prefeito Railton é o presidente da Comissão Elaitoral
Railton é o presidente da comissão eleitoral. Foto: Reprodução

O prefeito de Itagi, Railton Ramos (PT) é um dos membros da comissão eleitoral que acompanha o processo de votação na eleição da União dos Municípios da Bahia (UPB), na capital baiana. Assembleia Geral foi instalada às 08h e permanecerá aberta até as 17 horas. Durante este período os prefeitos poderão votar secretamente na sede da entidade. Um princípio de confusão foi iniciado na manhã desta quarta-feira (14) onde acontece a votação para o próximo presidente, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Segundo o site Bahia Notícias, um militante do candidato Ricardo Machado (PT), que disputa o cargo de líder da UPB com Maria Quitéria (PSB) fez denúncias não confirmadas de que os apoiadores de Quitéria entregavam santinhos dentro do auditório onde ocorre o pleito. O presidente da comissão eleitoral, o prefeito de Itajai, contudo, tentou amenizar a situação e afirmou que a prática seria proibida a partir daquele momento. O homem responsável pelo início do imbróglio não foi identificado. A comissão eleitoral é formada, também, pelos prefeitos de Varzedo, Radaman Barreto, e o de Amélia Rodrigues, Antônio Paim

Eleição UPB: Prefeitos do Vale estão com Quitéria

/ Política

Carlinhos de Mutuípe e Iracema de Itaquara
Carlinhos de Mutuípe e Iracema de Itaquara. Foto: BMF

Prefeitos do território Vale do Jiquiriçá participam, nesta quarta-feira, da eleição para escolha do novo líder da União dos Municípios da Bahia (UPB), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, onde ocorre a votação iniciada às 08h de hoje. Disputam o cargo de presidente da entidade, que defende as bandeiras municipalistas a líder atual da UPB, prefeita de Cardeal da Silva, Maria Quitéria (PSB) e Ricardo Machado (PT), gestor de Santo Amaro da Purificação. Dos gestores do Vale do Jiquiriçá, Quitéria deve levar quase que a totalidade dos votos. Eles dizem ter um motivo a mais para votar com a prefeita. É que o prefeito de Mutuípe, Luis Carlos o Carlinhos do PT, apesar de ser colega de partido de Ricardo Machado integra a chapa de Quitéria e é candidato ao cargo de 1º Secretário da União dos Municípios da Bahia.

Prefeitos baianos estão mobilizados na eleição da UPB; Maria Quitéria enfrenta Ricardo Machado

/ Política

Maria Quitéria tenta à reeleição. Foto: Bocão News
Presidente Quitéria tenta à reeleição. Foto: Bocão News

O clima é quente na sede da União dos Municípios da Bahia (UPB), em Salvador, onde acontece nesta quarta-feira (14) a votação para escolha do próximo presidente da entidade, que tem como líder e candidata a reeleição a prefeita de Cardeal da Silva, Maria Quitéria (PSB), disputando o cargo contra o prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado (PT).

Prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado, disputa com Quitéria
Prefeito de Santo Amaro, Ricardo, disputa com Quitéria

Prefeitos de todo o Estado se dividem entre Quitéria e Ricardo Machado. A presidente atual diz contar com o maior número de apoiadores, inclusive nomes de peso da política baiana, como ACM Neto (DEM), Geddel Vieira Lima (PMDB), Otto Alencar (PSD) e Marcelo Nilo (PDT). Já o petista Machado tem o apoio da empresária Rose Costa, irmã do governador Rui Costa (PT), que preferiu não se envolver no processo.

Maracás: Prefeito nega articulação por ação que suspendeu posse na Câmara de Vereadores

/ Política

Paulo dos Anjos lamenta
Paulo dos Anjos lamenta situação. Foto: Blog Marcos Frahm

O prefeito de Maracás, Paulo dos Anjos (PT), indagado pelo Blog Marcos Frahm sobre o embaraço que envolve vereadores da sua base aliada e oposicionistas, na Câmara Municipal, nega ter influenciado na ação dos governistas que resultou na suspensão da posse da vereadora eleita presidente, Noélia de Souza Novaes (PV). Paulo disse que o problema envolve apenas os vereadores e que lamenta o fato de o Poder Legislativo de Maracás permanecer sem um novo líder. O gestor diz torcer para que a Justiça decida sobre o impasse e, como já ocupou a cadeira de presidente da Câmara, segue os vereadores governistas ao afirmar que os oposicionistas descumpriram à Lei Orgânica do Município durante a eleição da Casa.

Maracás: Câmara Municipal está sem presidente; Justiça suspendeu posse de vereadora

/ Política

Câmara está sem funcionar. Foto: Blog Marcos Frahm
Câmara está sem funcionar. Foto: Blog Marcos Frahm

Perante a Justiça de Maracás, a posse da vereadora Noélia de Souza Novaes (PV), para o cargo de presidente da Câmara local, marcada para o dia 1º deste mês, não aconteceu. Ao que tudo indica, a população vai ter que esperar por mais um pouco para saber quem de fato irá assumir a presidência da Casa Legislativa que, desde dezembro de 2014 está fechada. É que a Justiça decidiu impedir a posse da presidente eleita, após acatar ação dos vereadores situacionistas que alegam ilegalidade no processo de eleição da Câmara, ocorrida na noite do dia 12 de dezembro, quando a vereadora Noélia, que até então era governista, migrou para a oposição ao eleger-se presidente da Casa pela base oposicionista ao prefeito Paulo dos Anjos (PT), que teria decidido pela candidatura da prima Maria Soledade Brito dos Anjos (PV), a vereadora Suzi, que se manteve na oposição durante os primeiros dois anos do mandato de Paulo e, em dezembro, de olho na liderança do Poder Legislativo, resolveu unir-se ao primo-prefeito e as investidas deram errado. Noélia venceu Suzi por 6 votos a 5. Na ação, impetrada por vereadores derrotados, que pedem a nulidade da eleição, consta a alegação de que não houve qualquer publicidade de divulgação para a eleição e que o processo foi realizado descumprindo a Lei Orgânica Municipal. Em decisão liminar, proferida no mandado de segurança impetrado pelos vereadores governistas, a juíza Monique Ribeiro de Carvalho Gomes suspendeu a cerimônia de posse e ainda não decidiu se convocará novo pleito.

José Rocha não é mais presidente do PR Bahia

/ Política

Zé Rocha durante entrevista ao Blog Marcos Frahm
Zé Rocha durante entrevista ao Blog Marcos Frahm

O deputado federal Zé Rocha não é mais o presidente do PR baiano. A legenda partidária já tem um novo comandante. Após um histórico de divergências com Zé Rocha, o colega João Barcelar assume o partido na Bahia e diz não fará caça as bruxas, em uma menção a Rocha, com quem vinha rivalizando por estar na presidência do partido.  ”Quero que o deputado Zé Rocha se sinta a vontade no partido, com condições de tocar o mandato dele. Não vou fazer caça às bruxas nem perseguição, agora é escolha dele. Ele tem que saber o que ele quer”, avisou o republicano João Barcelar. A falta de consenso na cúpula do partido rendeu, inclusive, a perda da Secretaria de Turismo no governo Rui Costa (PT). Na época do anúncio dos secretários, Rui afirmou que por falta de um nome do PR, teve que colocar a pasta nas mãos do deputado federal Nelson Pelegrino (PT). Mas Bacelar não descarta a possibilidade de participar do segundo escalão do governo petista

Eleição UPB: Clima esquenta e irmã de Rui diz que Quitéria ”plantou lebre” sobre apoio a Ricardo Machado

/ Política

"Não conheço Maria Quitéria'', diz Rose. Foto: Bahia Notícias
“Não conheço Maria Quitéria”, diz Rose. Foto: Bahia Notícias

No clima quente das eleições para a presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB), a irmã do governador da Bahia Rose Costa, 52 anos, disse que tomou como surpresa o fato de integrantes da chapa da atual presidente e candidata à reeleição, Maria Quitéria (PSB), terem ventilado uma fraude em relação a telefonemas dados por ela (Rose) a prefeitos do interior na busca de apoio para Ricardo Machado (PT) – o outro postulante ao cargo máximo da UPB. A administradora declarou que Quitéria deveria ter lhe procurado ao invés de atribuir farsa ao nome dela. “Não conheço Maria Quitéria. Ela (Quitéria) que entrou com essa lebre. Meu nome é Rose Costa. Não tenho como negar minha origem”, disse em entrevista ao Bahia Notícias. Segundo a irmã mais nova do governador, em “nenhuma ligação” que fez disse que estava a mando do governador. “Eu não estou com irmã de Rui costa, estou como cidadã de meu estado, não sou funcionaria pública, não trabalho para governo federal, nem estadual”, acrescentou. A entrada na campanha do prefeito de Santo Amaro, segundo Rose, se deve à amizade e por acreditar no projeto de Machado à frente dos municípios. Se seu apoio ao petista pode criar atrito entre o governador e aliados, inclusive Maria Quitéria, que apoiou Costa na condução ao Palácio de Ondina, Rose se mostrou independente. “O governador é nulo nessas decisões. Eu não preciso consultá-lo porque sou livre. Não tenho porque dar cada passo e consultar ele”, pontuou. A administradora também rechaçou a possibilidade de ser alçada em algum cargo caso Machado seja eleito na UPB. “De jeito nenhum, nunca trabalhei na vida pública. Tenho minha independência, sou bem estruturada, tenho a minha profissão e a minha profissão não é a política”, concluiu. A eleição para presidente da UPB ocorre nesta quarta-feira (14). Informações do Bahia Notícias

Eleição UPB: Rose Costa, irmã de Rui, confirma que faz campanha para Ricardo Machado

/ Política

Ricardo Machado é prefeito de Santo Amaro
Ricardo Machado é prefeito de Santo Amaro. Foto: Divulgação

Após a candidata à presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB), Maria Quitéria (PSB), enviar nota à imprensa afirmando que ligações falsas estariam sendo feitas por uma mulher que se passava por irmã do governador Rui Costa (PT) para pedir a prefeitos apoio para o candidato Ricardo Machado, a própria Rose Costa, irmã de Rui, confirmou que realiza o ato. Rose fez questão de deixar claro, em conversa com o Bocão News, que faz as ligações por conta própria e que não tem interferência do governador. “Eu estou, sim, ligando para os prefeitos e pedindo apoio para Ricardo. Ele é meu amigo e eu tenho o direito de pedir apoio para quem eu quiser. E para isso eu não tenho que pedir autorização de ninguém. Eu digo nas ligações que sou irmã de Rui, mas que o meu pedido nada tem a ver com ele. Ele está nulo nessa eleição”, explicou Rose. “Eu sou livre para apoiar, inclusive, alguém que seja adversário de Rui”, lembrou. Rose se disse indignada com o fato de Quitéria classificar como falsas suas ligações aos prefeitos. Com informações do Bocão News

Eleição UPB: Prefeitos denunciam ligação falsa com pedido de voto para Ricardo Machado

/ Política

Prefeitos se encontram na UPB na quarta para votação
Prefeitos se encontram na UPB na quarta para votação

A quatro dias da eleição que elegerá a nova diretoria da União dos Municípios da Bahia (UPB), prefeitos baianos estão chamando de “golpe baixo” ligações de uma mulher que se passa por irmã do governador Rui Costa, pedindo voto para candidatura do prefeito de Santo Amaro, Ricardo Machado. O prefeito de Lapão, Ricardo Rodrigues (PSD), diz ter atendido o telefonema de uma pessoa que se identificou como Rose Costa. Na conversa, ela pede que o prefeito vote em Machado para presidente da entidade e afirma que o mesmo conta com o apoio do governador. “Ela disse que a ‘família Costa’ deve muito a Ricardo Machado. Desconfiei do tom da conversa e comentei com outros colegas que desmentiram”. O golpe não poupou nem membros da chapa concorrente, encabeçada Maria Quitéria (PSB). O vice-presidente da UPB, José Bonifácio (PT), disse ter recebido a ligação e informou o caso ao institucional do governador. “Rui já declarou que não vai intervir na disputa, insistir em uma situação como essa é golpe baixo“, rebateu. Na última terça-feira (6/1), durante a inauguração de obras em Salvador, Rui Costa afirmou à imprensa que não iria se posicionar. Eleito com o apoio da atual presidente da UPB, Maria Quitéria, que deixou de seguir a orientação de seu partido para apoiar o petista, o governador revelou ter “boa relação com ambos” e que “não há preferência” entre os postulantes ao cargo.

Política: Procuradoria pede cassação do diploma do deputado Benito Gama

/ Política

Na Bahia, Benito apoiou Rui, mas agora vai de Aécio.
Deputado Federal Benito Gama (PTB). Foto Blog Marcos Frahm.

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE-BA) requereu a cassação do diploma e do mandato do deputado federal Benito Gama (PTB) por meio de ação de impugnação de mandato eletivo (Aime). A ação foi protocolada no dia 7 de janeiro no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) por abuso de poder econômico e graves irregularidades nas contas de campanha. Segundo a acusação, enquanto candidato, Gama subcontratou serviços de terceiros e adquiriu bens destinados à campanha eleitoral, mas não os declarou na prestação de contas, fugindo do controle efetivo dos gastos. A campanha do deputado figurou no rol das mais caras do Brasil para a Câmara dos Deputados, com gasto total de quase R$ 6 milhões, sendo R$ 4,5 milhões despendidos na prestação de serviços de terceiros. A partir de matéria publicada no Jornal Folha de São Paulo, a PRE apurou que a campanha do candidato repassou a lideranças políticas – entre eles ex-prefeitos, ex-vereadores e até mesmo pastores evangélicos – vultosas quantias, a fim de obter apoio e retorno eleitoral, tudo sob o pretexto de prestação de serviços. Nas apurações, diversas pessoas – 30 foram ouvidas – confirmaram ter recebido dinheiro para a campanha do candidato em vários municípios baianos, a exemplo do postulante ao cargo de prefeito derrotado em 2012 em Jaguaquara, que recebeu R$ 300 mil; de um dentista atuante na região de Canarana, que recebeu R$ 120 mil e muitos outros. Todos declararam ao Ministério Público Eleitoral (MPE) que receberam o dinheiro para exercer a função de coordenadores da campanha e contratar pessoas para divulgá-la e realizar ações como pintura de muros, afixação de publicidade, distribuição de santinhos e outros materiais. Além da subcontratação de terceiros, diversas testemunhas relataram que, com os valores recebidos, também realizaram gastos com aquisição de materiais e insumos para uso na campanha eleitoral, sendo que essas informações foram omitidas na prestação de contas do atual deputado, em desrespeito à legislação. De acordo com a PRE-BA, a AIME tramitará em segredo de justiça, conforme regra da Constituição Federal. Informações do Bahia Notícias.

Camaçari: Caetano e Luiza Maia rompem com prefeito

/ Política

Luiz Caetano e Luiza abrem de Delgado. Foto: Bocão News
Luiz Caetano e Luiza abrem de Delgado. Foto: Bocão News

O ex-prefeito de Camaçari e deputado federal eleito, Luiz Caetano (PT), e a deputada estadual Luiz Maia (PT), sua mulher, romperam politicamente com o atual gestor camaçariense, Ademar Delgado, afilhado político do casal petista. A gestão petista teve início em 2004, quando Caetano venceu pela primeira vez as eleições, depois se reelegeu em 2008, e conseguiu emplacar seu sucessor, Delgado, em 2012. As rugas entre os três petistas veio a público durante as eleições quando Luiza Maia revelou que a rejeição do atual prefeito já tinha rompido a barreira dos 70% e o motivo seria modo de governar de Delgado, que não costuma ouvir conselhos. Depois da mulher, Caetano também deixou claro a insatisfação com o afilhado e afirmou que estava disposta a sentar para discutir 2016 se Delgado não ”atendesse as reivindicações da população”. De acordo com a deputada Luiza Maia, o anúncio do rompimento foi feito na manhã desta quinta-feira (8), em encontro com a executiva municipal do PT, presidida pelo vereador de Camaçari Marcelino, ligado a Nelson Pelegrino. ”Ele [Ademar] não está querendo ouvir. A cidade está chateada”, afirmou Luiza Maia, em entrevista ao Bocão News. A parlamentar informou ainda que ela, Caetano, o vereador Téo e uma vereadora, que ainda não poderia ser anunciado, cortaram as relações políticas com Delgado. Na manhã desta quinta-feira (08), a executiva do partido dos trabalhadores (PT) de Camaçari, se reuniu e segundo fontes não oficiais o ex-prefeito de Camaçari, Luiz Caetano(PT) declarou oficialmente seu rompimento com o então prefeito de Camaçari, Ademar Delgado (PT).”A gestão não tem funcionado. Eu estou do lado do povo, e vou ajudar o povo a pressionar o governo”, decretou. Na última terça-feira (6), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), recebeu Delgado em seu gabinete, primeiro prefeito desde que assumiu o cargo. Para Luiza Maia, o encontro foi visto como natural. ”Não vejo problema. Ele [Rui Costa] deve estar sabendo como anda a gestão dele [Delgado] e está querendo ajudar”, disse a petista. Nota do Bocão News

Eleição UPB: Irmão de Otto está na chapa de Quitéria

/ Política

O prefeito de Simões Filho, Eduardo Alencar, integra a chapa
O prefeito de Simões Filho, Eduardo Alencar, integra a chapa

O prefeito de Simões Filho, Eduardo Alencar (PSD), foi anunciado ontem (7/1) como integrante da chapa encabeçada por Maria Quitéria na disputa pela presidência da UPB. O alcaide é irmão do senador Otto Alencar, que preside a legenda no estado. Maria Quitéria que já contava com o apoio de lideranças como o presidente da Assembleia, Marcelo Nilo (PDT), Gedel Vieira Lima (PMDB) e do vice-governador João Leão (PP), abocanha mais esse apoio para seguir com favoritismo na eleição da entidade. A entrada de Alencar na chapa faz parte da estratégia de suprapartidarizar o comando da UPB. Como vice-presidente institucional, foi escolhido o petista José Bonifácio, que ocupa este cargo na atual diretoria. O vice administrativo é do PP, Oberdan Rocha – prefeito de Barra do Choça. A chapa traz ainda nomes do PR, o prefeito de Coribe Manoel Rocha (PR), e do PCdoB, Isaac de Carvalho prefeito de Juazeiro.