Na França, prefeitos desafiam governo e aprovam restrições ao uso de produtos agrotóxicos

/ Mundo

Prefeitos de cerca de 40 cidades francesas localizadas na região dos Alpes e do Atlântico aprovaram restrições ao uso de agrotóxicos, de acordo com reportagem da Folha publicada hoje (20).

Os gestores seguiram o exemplo do prefeito da pequena aldeia de Langouët, na região da Bretanha, oeste da França, Daniel Cueff. Ele deu uma ordem municipal de proibição de uso dos agrotóxicos e foi repreendido pelo governo francês, que levou o caso à Justiça.

Após um verão de sucessivas ondas de calor, que apontaram a realidade da mudança no clima, os políticos que são vistos como capazes de agir ganharam prestígio no país.  Os ambientalistas estão em ascensão e os políticos tradicionais começam a se curvar. Nem mesmo o presidente Emmanuel Macron ficou fora da lição e recentemente declarou que mudou sobre as questões ecológicas.

O mandatário francês fez questão de destacar novas iniciativas ecológicas e comprou uma disputa com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, quanto às queimadas na Amazônia.

Macron chegou a manifestar um apoio cauteloso ao prefeito  Daniel Cuef, que se tornou famoso, dizendo que ”apoio as intenções dele mas não posso concordar com o desrespeito à lei”, ainda que ”os motivos do prefeito fossem bons”. Cueff recebeu o comentário com sarcasmo: ”Na política, o que conta não são as intenções, mas a prática”, disse.

Que situação! Mãe vende filhos recém-nascidos para pagar cartão de crédito e comprar celular

/ Mundo

Mãe vendeu os gêmeos para duas famílias. Foto: Reprodução

Uma mulher, natural da cidade de Zhejiang, na China, vendeu os filhos recém-nascidos por € 8.235 Euros, equivalente a R$ 37.194,20. A venda aconteceu em setembro do ano passado, duas semanas após o nascimento das crianças, mas só foi divulgado pela polícia na última sexta-feira pela polícia de Zhejiang.

De acordo com o jornal britânico Daily Mail, a mulher, identificada como Ma, vendeu os gêmeos a duas famílias diferentes que viviam a mais de 692 km da sua casa, na cidade de Chinatown. Um dos meninos foi vendido por € 5.698 euros e o outro por € 2.537, totalizando 8.235 euros. Ela disse que usou o dinheiro para pagar a dívida de um cartão e comprar um celular.

Segundo informações, a mãe tomou a decisão pela venda dos bebês após o pai, Wu, não ter aparecido no hospital para ajudá-la. Ela também não recebeu apoio dos pais na época. Quando o pai soube da venda, pediu a parte do dinheiro para pagar dívidas de jogo, mas o dinheiro já tinha sido gasto.

Após o final da investigação, os bebês foram retirados da famílias que os compraram e estão sob s guarda dos avós. Ma e Wu foram detidos. O tráfico de crianças resulta numa pena que pode ir até 10 anos de prisão na China.

Macron alfineta Jair Bolsonaro e diz ser ”erro” confundir soberania com agressividade

/ Mundo

Presidente da França, Emanuel Macron. Foto: Reprodução

O presidente da França, Emanuel Macron, alfinetou nesta terça-feira (27/08), o presidente Jair Bolsonaro ao comentar a posição do governo brasileiro ao recusar a oferta de ajuda dos países ricos do G-7 no combate aos incêndios na Amazônia. Sem citar o nome de Bolsonaro, Macron diz que ”alguns dirigentes confundem soberania com agressividade” e defendeu ser um erro pensar desta forma.

Nesta terça, Bolsonaro condicionou o recebimento da ajuda de R$ 83 milhões oferecida pelo G-7 a um pedido de desculpas de Mácron. ”Observei a atitude de alguns dirigentes que consideram que soberania significa agressividade. Acho que isso é um erro. Somos um país soberano e, quando temos grandes eventos, aceitamos com felicidade a solidariedade internacional porque é um sinal de amizade”, afirmou Macron, em discurso na conferência de embaixadores franceses em Paris.

Macron disse ainda que outros países amazônicos pediram ajuda internacional para combater as queimadas e que terão o auxílio o mais rápido possível. ”Acima de tudo, há nove países na Amazônia. Muitas outras nações já pediram a nossa ajuda. É importante mobilizá-la para que Colômbia, Bolívia e todas as regiões brasileiras que queiram ter acesso a essa ajuda internacional possam tê-la e reflorestar (a Amazônia) rapidamente”, declarou. Estadão Conteúdo

Com Alberto Fernández, oposição obtém 47% dos votos e vence eleições primárias na Argentina

/ Mundo

Fernández venceu as eleições primárias. Foto: Reprodução

O candidato de oposição à Presidência da Argentina, Alberto Fernández, venceu as eleições primárias realizadas no país nesse domingo (11). Fernández e a sua vice, a ex-presidente Cristina Kirchner, conquistaram 47% dos votos, enquanto o atual presidente, Mauricio Macri, candidato à reeleição, obteve 32%. A vantagem é suficiente para que Alberto Fernández e Cristina Kirchner sejam eleitos, em primeiro turno, no dia 27 de outubro.

Os argentinos foram às urnas ontem para as eleições primárias, que servem para definir os partidos e candidatos habilitados a participar das eleições gerais. No entanto, o resultado surpreendeu não apenas os kirchneristas, mas também os opositores. Sondagens feitas anteriormente apontavam uma distância de, no máximo, 6 pontos percentuais entre as duas chapas principais.

A dupla Alberto Fernández e Cristina Kirchner obteve 15 pontos percentuais a mais de votos do Mauricio Macri e seu vice, Miguel Pichetto. O resultado é praticamente a confirmação da vitória da chapa Fernández-Kirchner, já que eles obtiveram 47% dos votos e precisam de pelo menos 45% para ganhar em primeiro turno. Ainda na noite de ontem, Macri reconheceu a derrota nas primárias. ”Tivemos uma péssima eleição e isso nos obriga a partir de amanhã [hoje, dia 12] a redobrar os esforços. Dói que não tenhamos tido todo o apoio que esperávamos”, afirmou. A inflação na Argentina terminou o primeiro semestre deste ano em 22%, e 32% da população se encontram na linha da pobreza. Da Agência Brasil

Helicóptero bate em prédio no centro de NY e deixa o piloto morto; edifício estava vazio

/ Mundo

O Departamento de Bombeiros de Nova York informou que um helicóptero colidiu com um prédio na 7ª avenida, em Manhattan, nesta segunda-feira, 10. De acordo com os bombeiros, o piloto do helicóptero morreu no acidente. O edifício foi esvaziado e os bombeiros trabalham no local. Segundo o governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, o helicóptero tentou fazer um pouso forçado no teto do edifício. ”Havia sinais de fogo quando ele tentou pousar e as pessoas que estavam no prédio sentiram o edifício tremer”, disse Cuomo à rede de TV CNN.

Ainda de acordo com o governador, as informações sobre o acidente são preliminares. A polícia pediu que curiosos não se aproximem do local. A polícia informou em sua conta de Twitter que o helicóptero fez uma aterrissagem brutal no topo do edifício de 54 andares – onde fica a sede do banco BNP Paribas.

Sob uma chuva torrencial e neblina, ”um helicóptero bateu contra um arranha-céu” situado no número 787 da Sétima Avenida, entre as ruas 51 e 52, disseram os bombeiros. O tráfego da Sétima Avenida foi interrompido na zona do acidente, que ocorreu por volta das 14h00 no horário local (16h00 em Brasília).

Na China, consórcio anuncia a Rui conclusão do projeto conceitual do VLT de Salvador

/ Mundo

Governador Rui Costa segue na China. Foto: Diego Mascarenhas

O projeto conceitual do Veículo Leve de Transporte (VLT), que terá obras iniciadas em 2019, e ligará o Comércio , em Salvador, até a Ilha de São João, no município de Simões Filho, já foi concluído. A informação foi anunciada ao governador Rui Costa durante reunião realizada na sede da Build Your Dreams (BYD), empresa que forma, junto com a Metrogreen, o consórcio Skyrail Bahia, cujo contrato com o Governo do Estado foi assinado em fevereiro deste ano. O encontro ocorreu na cidade de Shenzen, na tarde desta quarta-feira (15), último dia de agenda do governador em missão internacional na China. A entrega do documento, que faz parte do cronograma de implantação do VLT, será feita até esta sexta-feira (17). Os últimos detalhes do projeto serão concluídos após ajustes técnicos debatidos hoje, durante a reunião.

Com cerca de 20 quilômetros de extensão, 22 estações e capacidade para transportar cerca de 150 mil usuários por dia, o modal será do tipo monotrilho, movido à propulsão elétrica, sem emissão de agentes poluentes que prejudicam o meio ambiente. Cada composição é formada por quatro carros, que tem capacidade para levar 150 pessoas, totalizando 600 passageiros por veículo. Em horário de pico, o sistema contará com um vlt a cada quatro minutos. A obra será realizada por meio da modalidade de Parceria Público-Privada (PPP).

Ainda na sede da BYD, o governador andou no modelo do equipamento que será implantado em Salvador e publicou um vídeo nas redes sociais mostrando a experiência. ”Estou aqui conhecendo toda a tecnologia utilizada na produção dos trens do VLT que nós vamos implantar no subúrbio da capital baiana e em Simões Filho. É um belíssimo equipamento”, afirmou Rui.

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Sérgio Brito, acompanhou o governador na reunião. ”Foi uma experiência fantástica. Visitamos a empresa e estivemos dentro do modelo de trem que estará em Salvador. É um equipamento de primeira qualidade e de primeira linha, que tem alta performance e é referência mundial. Será um grande empreendimento para a nossa capital”, ressaltou Sérgio. Também fizeram parte da comitiva os secretários da Casa Civil, Bruno Dauster e o senador Jaques Wagner.

Em Pequim, empresa apresenta sistema de reconhecimento facial a Rui Costa

/ Mundo

Rui Costa segue no exterior. Foto: Diego Mascarenhas

Câmeras não servem apenas para filmar; hoje a principal função delas é analisar. Esse é um dos conceitos da Face Plus Plus, primeira empresa chinesa a se reunir com o governador Rui Costa na terceira missão internacional do gestor no país asiático, iniciada neste domingo (12). Convidado a conhecer a empresa, sediada em Pequim, Rui viu de perto a tecnologia da Face Plus Plus empregada no reconhecimento facial, ao lado dos secretários da Casa Civil, Bruno Dauster; do Desenvolvimento Urbano, Sérgio Brito; e do senador Jaques Wagner.

Com atuação em 15 países e identificação de mais de 10 mil suspeitos por meio do sistema, a empresa chinesa apresentou o portfólio de serviços à comitiva baiana e revelou interesse em participar da licitação do Governo do Estado que visa à contratação do serviço de reconhecimento facial para a área de segurança em 55 cidades baianas. A licitação, explicou Bruno Dauster, deve ser lançada ainda neste primeiro semestre de 2019. Atualmente, um projeto piloto da também chinesa Huawei está em execução na capital baiana.

Para além da segurança pública, os diretores da Face Plus Plus apresentaram ao governador softwares que permitem, por exemplo, o pagamento de uma conta em um restaurante a partir da leitura do algoritmo do rosto ou o controle de frequência de alunos em uma escola. Na oportunidade, Rui também destacou o interesse no serviço de leitura inteligente de placas de carro para identificação de carros roubados ou com tarifas em atraso.

A China tem uma média de 12 policiais para cada 10 mil habitantes, cerca de metade da média brasileira. Para os diretores da Face Plus Plus, o fato é explicado pelo avanço da tecnologia no país, que também resultou na redução de ocorrências e no aumento da resolução de casos de violência. As imagens capturadas têm funcionado, em grande parte dos casos, como elemento para investigação policial.

”Temos reduzido o número de homicídios e investido cada vez mais em segurança pública, inclusive na contratação de policiais. No entanto, é um caminho sem volta ampliar o uso da tecnologia nesta área, sobretudo com a finalidade de garantir o cumprimento da lei e atuar na prevenção de situações de violência”, afirmou o governador.

Ainda em Washington, governador Rui Costa discute ampliação de parceria com o Banco Mundial

/ Mundo

Rui se reuniu com representantes do Banco. Foto: Carlos Prates

Ainda em Washington, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (8), o governador Rui Costa se reuniu com representantes do Banco Mundial, responsável pelo financiamento de diversos projetos na Bahia. O Governo do Estado tem interesse na parceria com o banco em um novo programa, com foco na atenção hospitalar, incluindo investimentos na área de tecnologia. Além de qualificar os serviços e a gestão de centros estaduais de referência, o programa terá como objetivos a ampliação da conectividade de todos os hospitais municipais, estaduais e filantrópicos e a implantação do prontuário eletrônico nas unidades de saúde sob gestão do Estado.

De acordo com o governador, há ainda interesse na parceria para financiamento na área de abastecimento de água e na educação, que envolve, dentre outras ações, o aumento do número de escolas que funcionam em tempo integral, o que demanda algumas mudanças na estrutura física das instituições. ”Também apresentamos projetos de redefinição e equalização de dívidas do Estado, para liberar a capacidade de investimento na Bahia. Vamos formalizar as propostas em uma carta e esperamos, em breve, poder contratar programação financeira para aumentar os investimentos e atender, portanto, a necessidade do povo”, explicou Rui Costa.

Dentre as propostas de financiamento para a saúde, o secretário estadual, Fábio Vilas-Boas, destacou investimentos na reestruturação da rede de atenção hospitalar e no fortalecimento de centros regionais, para que seja possível manter e atender pacientes nas cidades do interior sem a necessidade de transferência para a capital. ”Definimos uma linha de investimento para que o Governo possa continuar oferecendo um serviço de qualidade, o que significa investir na capacitação de profissionais, na formatação, implantação e implementação de protocolos assistenciais, tanto na atenção básica, quanto na atenção de média complexidade e na atenção hospitalar”, afirmou Fábio, que também participou do encontro.

Os secretários da Casa Civil, Bruno Dauster, da Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro; e o superintendente de Atração de Investimentos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Paulo Guimarães, também acompanharam o governador na reunião.

Vinte e cinco militares venezuelanos pediram asilo à Embaixada do Brasil e foram recebidos, diz Planalto

/ Mundo

O Palácio do Planalto confirmou na tarde desta terça-feira, 30, que cerca de 25 militares venezuelanos pediram asilo à Embaixada do Brasil em Caracas e foram recebidos. O governo brasileiro não revelou, por enquanto, a identidade dos militares acolhidos. A decisão de recebê-los foi do presidente Jair Bolsonaro. Embora a leitura inicial deste gesto seja de que autoridades militares começariam a se desgarrar de Nicolás Maduro, o que reforçaria a situação do presidente autoproclamado Juan Guaidó, fontes do Planalto ressaltaram que não há dados concretos sobre isso.

A situação ainda está muito instável, conforme relatou uma fonte do Planalto. Daí a cautela em se afirmar que melhorou a situação de Guaidó. As informações sobre a possibilidade de novas deserções venezuelanas ainda não foram atualizadas. Uma espécie de gabinete de crise foi montado no Planalto para acompanhar de perto a situação e repassar as informações para o presidente Bolsonaro.

Venezuela: Líder da oposição sai de prisão, prega deposição de Maduro e ditadura fala em golpe

/ Mundo

Juan Guaidó diz que tem apoio dos militares. Foto: Reprodução

O líder da oposição, Juan Guaidó, e o preso político Leopoldo López, que estava impedido de sair de casa, em prisão domiciliar, foram no início da manhã desta terça-feira (30) até a base militar de La Carlota, em Caracas, acompanhados de militares dissidentes. “Hoje soldados que são valentes vieram até aqui porque nosso primeiro de maio começou hoje. Estamos chamando as Forças Armadas para acabar com a usurpação hoje.” Guaidó deu as declarações por meio de um vídeo publicados em suas redes sociais, no qual aparece cercado de militares que o apoiam, armados, e ao lado de López. Também nas redes sociais, Gauidó afirmou que está “dando início à fase final da Operação Liberdade”.

Não se sabe, até a publicação deste texto, como teria sido a libertação de Leopoldo Lopez. Eram 6h (7h no Brasil), quando Caracas despertou de modo tenso. Após as declarações do líder oposicionista, o dia amanhece com muitas buzinas soando nas ruas, gente caminhando e gritando. Também eram ouvidos panelaços. O governo fechou o trânsito nas principais vias perto da base de La Carlota. Agentes atiram bombas de gás lacrimogêneo em quem tenta chegar perto. Por meio das redes sociais, o ministro da Comunicação do governo, Jorge Rodríguez, pulicou que “nestes momentos, estamos enfrentando e desafiando um reduzido número de efetivos militares traidores que se posicionaram para tentar um golpe de Estado”.

O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino, porém, afirmou que há normalidade nos quartéis. Nas redes sociais, publicou que “a Força Armada se mantém firme na defesa da Constituição e de suas autoridades legítimas. Todas as unidades militares das oito regiões de defesa integral reportam normalidade em seus quartéis e bases, sob mando de seus comandantes naturais”. Quase cem dias após a juramentação do líder da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, como “presidente encarregado” da Venezuela, Caracas ainda vive entra a esperança de uma mudança que então parecia iminente e o aumento do desespero por conta da (ainda mais acelerada) degradação das condições de vida.

Ao chegar em Caracas, no fim da tarde desta segunda-feira (29), a reportagem da Folha pôde ver vários grupos e famílias tirando água do rio Guaire em baldes de distintos tamanhos. Entre eles, estavam também os conhecidos como “mineradores”, geralmente adolescentes, apenas em calções ou bermudas, que se metem no meio do rio para buscar restos de alimento ou algo que possa ser útil. Nas últimas semanas, a falta de água e os apagões que vão e vem são o drama mais recente da crise venezuelana. Vários quarteirões da parte leste da cidade, onde estão os bairros de classe média e alta, estavam sem luz, um cenário que lembra o início da devastação ocorrida na cidade norte-americana de Detroit depois da crise da queda da venda de automóveis.

Prefeito de Nova York agradece a museu por cancelar jantar homenageando Bolsonaro

/ Mundo

Bill de Blasio se manifestou pelo Twitter. Foto: Reprodução

Atual prefeito de Nova York, Bill de Blasio manifestou-se através de sua conta pessoal no Twiter sobre o cancelamento de jantar que homenagearia Jair Bolsonaro, que seria sediado no Museu de História Natural.

O prefeito publicou : ”Jair Bolsonaro é um homem perigoso. Seu racismo visível, homofobia e decisões destrutivas terão um impacto devastador no futuro do nosso planeta. Em nome da nossa cidade, obrigado Museu de História Natural de Nova York por cancelar este evento”. Bill de Blasio havia criticado Bolsonaro antes do Museu definir que o jantar seria cancelado e voltando a carga nesta terça.

”É direito deles reclamar”, diz Jair Bolsonaro sobre reação palestina a escritório em Jerusalém

/ Mundo

Presidente Jair Bolsonaro em Jerusalém. Foto: Alan Santos

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou nesta segunda-feira (1º) que ”é direito” dos palestinos reclamarem de sua intenção de mudar a embaixada brasileiro em Israel para Jerusalém, mas que pretende fazer isso antes do fim de seu mandato, em 2022. A declaração foi dada após Bolsonaro sair de um almoço em um hotel em Jerusalém, um dia após ele anunciar abertura de um escritório de negócios na cidade -uma repartição sem status diplomático. Nesta segunda, porém, o brasileiro voltou a afirmar que pretende sim mudar a embaixada, uma de suas promessas de campanha.

“Tenho compromisso, mas meu mandato vai até 2022. Tem que fazer as coisas devagar, com calma, sem problemas”, afirmou ele. “O que eu quero é que seja respeitada a autonomia de Israel. Se eu fosse hoje abrir negociações com Israel, eu colocaria a embaixada onde? Em Jerusalém. Não queremos ofender ninguém, mas quero que respeitem a nossa autonomia”, afirmou.

Questionado por jornalistas como essa decisão seria recebida pelos palestinos e se ela viola resoluções da ONU sobre Jerusalém, o presidente disse que “é direito deles reclamar”. No domingo, após o anúncio da abertura do escritório em Jerusalém, a Autoridade Palestina condenou “nos termos mais fortes” a decisão brasileira e convocou seu embaixador no Brasil para consultas.

O comunicado palestino considera a decisão brasileira “uma violação flagrante da legitimidade e das resoluções internacionais, uma agressão direta ao nosso povo e a seus direitos e uma resposta afirmativa para a pressão israelense-americana que mira reforçar a ocupação e a construção de assentamentos e na área ocupada em Jerusalém”.

Tragédia: Já passa de 700 número de mortos pela passagem do ciclone Idai na África

/ Mundo

Já passa de 700 o número de mortos pela passagem do ciclone Idai na África. O país mais afetado, segundo o G1, é Moçambique, onde já foram contabilizados 446 mortos. No total, foram afetadas 531 mil pessoas em Moçambique, das quais 110 mil no campo, informou o ministro do Meio Ambiente do país Celso Correia. O ciclone passou pela cidade portuária da Beira, com ventos de até 170 km/h na última semana, e seguiu para o interior do continente. No Zimbábue, foram registradas 259 mortes e no Malaui, 56.

Ator americano da série ”Empire” é preso por forjar boletim sobre agressão homofóbica

/ Mundo

Ator Jussie Smollett, da série Empire, é preso. Foto: Reprodução

O ator Jussie Smollett, da série americana ”Empire”, está sendo investigado pela Polícia de Chicago, Illinois, Estados Unidos, por supostamente ter forjado um boletim de ocorrência em que denunciou uma agressão homofóbica. Jussie se entregou à polícia nesta quinta-feira (21). ”Jussie Smollett agora é oficialmente classificado como um suspeito em uma investigação criminal pela Polícia de Chicago para a apresentação de um relatório policial falsa”, afirmou a polícia. Smollet mobilizou as redes sociais depois de precisar ser internado por conta de uma suposta agressão que teria homofobia e racismo como motivações. O caso ganhou repercussão no final de janeiro, e de acordo com o ator, dois homens mascarados gritaram insultos racistas e homofóbicos para ele enquanto saia de um restaurante. Em depoimento à polícia, Jussie afirmou que os agressores gritavam “esta é uma região da MAGA”, em referência ao tema de campanha do presidente Donald Trump, ”Make America Great Again” (Torne a América Grande Novamente). Dois irmãos nigerianos foram presos como possíveis suspeitos, mas foram liberados por falta de provas.