Bruno Reis sobre Carnaval de Salvador: ”É importante que decisão seja em conjunto com o Estado”

/ Bahia

Prefeito fala sobre o Carnaval. Foto: Bruno Concha/Secom

Defensor da retomada das tradicionais festas populares em Salvador, diante do avanço da vacinação contra a Covid-19, o prefeito Bruno Reis (DEM) ponderou nesta segunda-feira (25) que a realização do Carnaval depende do alinhamento com o governador da Bahia, Rui Costa (PT).

”Tenho dito que a Prefeitura é o principal organizador, mas ela não faz sozinha a festa. É importante que essa decisão seja em conjunto com o governo do Estado, porque tem uma grande participação. Vamos sentar com todos esses atores para tomar essa decisão, se dá para fazer nos moldes tradicionais ou se precisa fazer algum ajuste ou se não dá para fazer”, afirmou.

Em coletiva à imprensa, durante entrega de 120 unidades habitacionais do Residencial Novo Mané Dendê, na região do Subúrbio Ferroviária, Bruno reforçou que tudo vai depender dos índices relacionados à pandemia entre os meses de outubro e novembro.

”Há uma pergunta a ser respondida. Após a vacinação, podemos voltar ao normal, viver como vivíamos antes? Se sim, dá para vislumbrar Réveillon, Lavagem do Bonfim, festa de Largo, Carnaval. Nossa expectativa é chegar ao dia 30 de novembro com todos os públicos vacinados com 1ª, 2ª e 3ª dose, os públicos que forem autorizados”, destacou.

Com mais de 80 mil pessoas autorizadas a tomar a 2ª dose, mas que não voltaram a procurar os postos, o prefeito fez um apelo. Ele pede que a população acima de 18 anos procure pela vacina entre esta segunda e terça-feira (25), quando ocorre o ‘Arrastão da 2ª dose‘.

”Até amanhã à noite estamos com o arrastão da segunda dose. Isso nos dá uma segurança maior para dar passos seguintes, flexibilizando mais as medidas de isolamento social e vislumbrando a possibilidade de realizar esses eventos”, disse. As informações são do bahia.ba

Os comentários estão fechados.