Bolsonaro aposta em geração de emprego para trazer ”eleitores arrependidos” nas eleições 2022

/ Política

A campanha de reeleição de Jair Bolsonaro (PL) acredita que a geração de empregos, mais do que o Auxílio Brasil turbinado e os vouchers aprovados pela PEC Kamizake, é a grande aposta para alavancar os índices do presidente nas pesquisas. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A avaliação da coordenação da campanha é que, embora grande parte dos empregos seja precária e com remuneração baixa, sua criação mês a mês tem o poder de atingir praticamente todos os grupos demográficos e regiões do país. As bondades aprovadas pelo Congresso, por outro lado, são direcionadas a segmentos específicos.

Segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), houve a geração de 1,3 milhão de postos formais de trabalho desde o início do ano.

O salário médio de admissão, contudo, foi de R$ 1.922 em junho, abaixo do patamar de R$ 2.026 no mesmo mês de 2021.

A criação de empregos, segundo aliados do presidente, é um fato que pode ajudar Bolsonaro a recuperar eleitores arrependidos, um dos principais alvos da campanha.

 

Os comentários estão fechados.