Ao comentar prisão de ex-ministro da Educação, Jerônimo diz que Neto se omite do debate nacional

/ Política

Jerônimo provoca ACM após prisão de Milton. Foto: Reprodução

Ex-secretário estadual de Educação e pré-candidato ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT) provocou o rival ACM Neto (UB) ao comentar a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, ocorrida nesta quarta-feira (22) pela Polícia Federal.

”Um ex-ministro da Educação deixou o Brasil em circunstâncias duvidosas após uma série de denúncias. Outro nem chegou a tomar posse no cargo porque mentiu no currículo. Agora, a Polícia Federal prende Milton Ribeiro em investigação sobre corrupção”, declarou o petista, citando Abraham Weintraub (PMB), que foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) por improbidade administrativa e Carlos Decotelli, que não assumiu a pasta após serem apontadas incoerências em seu currículo profissional.

Ao mencionar os escândalos, Jerônimo criticou ”a forma que o atual presidente trata a educação” e afirmou que Neto “por medo ou vergonha, mais uma vez se omite do debate nacional”. ”Para ele, tanto faz quem vai ser o próximo presidente?”, questionou o ex-secretário de Rui Costa (PT), insinuando aproximação do ex-prefeito de Salvador com o presidente Jair Bolsonaro (PL).

”Eu tenho lado, tenho muito orgulho de fazer parte do time de Lula”, concluiu Rodrigues.

Os comentários estão fechados.