ACM Neto adia debate sobre 2022, não descarta apoiar Jair Bolsonaro e diz evitar ”extremos”

/ Política

Ex-prefeito de Salvador, ACM Neto. Foto: Reprodução/BNews

O ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, acredita que o momento de discutir a eleição de 2022 será no segundo semestre deste ano. A posição assumida pelo presidente nacional do DEM atualmente é cautelosa e de evitar se comprometer com qualquer um dos nomes cogitados para a disputa presidencial, ”seja Doria, Bolsonaro, Huck, Ciro [Gomes], [Luiz Henrique] Mandetta, qualquer um dos nomes”.

”Vamos saber com o passar do tempo se vai ter mais ou menos chance”, avaliou em entrevista à Folha de S. Paulo.

A única certeza de ACM Neto é de que ”não estará com os extremos”. Ainda assim, ele diz não descartar inteiramente a possibilidade de estar com Bolsonaro. ”Neste momento não posso fazer isso. Qual Bolsonaro vai ser? Os dos dois últimos anos que passaram? Não queremos. Agora, haverá um reposicionamento? Para a construção de algo mais amplo, que não fique limitado à direita? Não sei. Então, não posso responder agora”, justificou o ex-prefeito da capital baiana.

Ainda sobre a relação com o presidente da República, Neto sinalizou que o DEM não é oposição, mas que não tem intenção de aderir à base do governo.

Na segunda-feira (1º) surgiram especulações sobre o presidente nacional do DEM estar negociando cargos no governo federal em contrapartida com o anúncio de neutralidade do partido na eleição da Câmara nos Deputados. ACM Neto negou qualquer possibilidade.

Como o tema movimentou a política nacional nesta semana, a eleição na Câmara também foi tema discutido na entrevista. Para o democrata, ”esse assunto de eleição do Congresso será página virada em pouco tempo”.

Os comentários estão fechados.