Jerônimo em Gandu: ”Vamos fazer um grande mutirão, para que ninguém mais passe fome”

/ Política

Jerônimo durante ato em Gandu. Foto: Ascom / PT Bahia

Em agenda de campanha no município de Gandu, no baixo sul baiano, neste sábado (3), o candidato ao governo Jerônimo Rodrigues (PT) se comprometeu, caso seja eleito, a lutar junto com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para erradicar a fome.

”Tem gente na praça, tem coração na praça e estamos enchendo a praça para firmar um acordo pela Bahia e pelo Brasil: em 1º de janeiro, assim que o Lula assumir o Brasil e eu assumir a Bahia, nós vamos fazer um grande mutirão, para que ninguém mais no País passe fome”, disse o ex-secretário de Educação, em palanque ao lado do governador Rui Costa (PT) e do senador e candidato à reeleição Otto Alencar (PSD).

“Nós não podemos compactuar com isso, em um país rico como o Brasil, que ainda haja pessoas passando fome. A fome é a pior das humilhações”, acrescentou Jerônimo durante o evento, que segundo a organização teve a presença de mais de 10 mil pessoas, incluindo vice-prefeitos, deputados federais e estaduais e lideranças políticas.

Na ocasião, o candidato prometeu ainda governar de forma democrática, ouvindo prefeitos e deputados para construir uma agenda pela Bahia. ”Aqui, por exemplo, vamos investir no hospital de Gandu, para ampliar o atendimento na região, e vamos conversar com as universidades estaduais e federais, para trazer opções de estudo mais perto da região, que são duas das demandas locais”, disse o petista.

Ao discursar no encontro, o governador Rui Costa aproveitou para provocar ACM Neto (União Brasil). ”Um dia desses, o adversário esteve aqui, neste mesmo lugar, e não tinha quase ninguém na rua, eu vi as fotos e os vídeos”, disse ele. “Não tem como ele ganhar uma eleição colocando meia dúzia de pessoas na rua, enquanto a gente traz uma multidão como esta”, ironizou o gestor estadual.

Ao minimizar o resultado das pesquisas eleitorais que colocam o ex-prefeito de Salvador à frente na disputa pelo Palácio de Ondina, Rui lembrou de 2014, quando foi eleito governador. ”Em agosto daquele ano, as pesquisas diziam que meu adversário ia ganhar, mas a gente ia às cidades, ia aos eventos, e via muito mais gente do que eles”, disse o petista. ”Nas urnas, veio a resposta”, concluiu.

Fraca recepção a ACM Neto em Jaguaquara acende sinal de alerta para opositores da política local

/ Política

ACM não teve recepção calorosa em Jaguaquara. Foto: Reprodução

A passagem do candidato a ACM Neto (UB) por Jaguaquara no sábado (03) deu mostras de que os opositores do governador Rui Costa (PT) na cidade estão em baixa ou lhes faltam algum ingrediente para ”aglutinar”. Isso não quer dizer que, necessariamente, os políticos que defendem o nome do candidato apoiado por Rui, Jerônimo Rodrigues (PT), estão em alta, mas que o evento da oposição não atraiu grande público é do conhecimento de todos e o assunto rende comentários na cidade mais populosa do Vale do Jiquiriçá, indicando que a população em geral ainda não está engajada para participar de mobilizações presenciais em torno de projetos políticos.

O movimento, apesar de não ter ganhado a adesão do público fez com que adversários locais, a exemplos dos ex-prefeitos: Ademir Moreira, Giuliano Martinelli e Valdemiro Alves – Mirinho estivessem juntos dividindo o mesmo espaço, deixando de lado as arestas e fazendo o eleitorado refletir sobre a frase de Nicolau Maquiavel ;”Em política, os aliados de hoje são os inimigos de amanhã”.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, é perceptível a reação do ex-prefeito de Salvador gesticulando para sinalizar pelo encerramento da carreata que não pode ser transformada em caminhada como a dos petistas no último mês de julho, quando Jerônimo e Rui foram recebidos por correligionários de toda a região

Para os observadores da política local, a fraca recepção a um líder político que vive um momento de plenitude da carreira, disputando um cargo de governador do Estado aos 43 anos, com reais chances de êxito no processo eleitoral pode ser considerada decepcionante ao candidato que estava acompanhado de deputados, do vice-governador João Leão e do filho candidato a senador, Cacá Leão, lideranças que estavam acostumadas com recepções calorosas em Jaguaquara. Enquanto ACM visitava o município, a prefeita Edione Agostinone (PP) e sua comitiva composta por vice-prefeito e vereadores participava da campanha de Jerônimo na vizinha cidade de Jequié.

Em Jaguaquara, além de Edione, Jerônimo conta com o apoio do ex-candidato a prefeito nas eleições 2020, Raimundo Louzado do PSD.

Mais de 697 mil brasileiros no exterior poderão votar para presidente nas eleições 2022

/ Política

Mais de 697 mil pessoas que moram em outros países poderão votar para Presidente da República nas eleições presidenciais de 2022. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o número representa um aumento de 39,2% em relação às eleições de 2018.

Em abril, o plenário do TSE autorizou a instalação de postos de votação fora da sede das embaixadas e repartições consulares em 21 países. A decisão atendeu a um pedido feito pelo Ministério das Relações Exteriores, que apontou a necessidade de criação de novas seções eleitorais para abraçar o índice crescente de eleitores que não votam no Brasil.

Lisboa, Miami, Boston, Nagoia e Londres são os locais que concentram a maior quantidade de brasileiros aptos a votar no exterior.

 

Vitória empata com o ABC no Barradão pelo terceiro jogo do quadrangular final da Série C

/ Esporte

É o segundo jogo consecutivo que o Leão não vence. Foto: Correio

O Vitória ficou no empate sem gols com o ABC, neste domingo (4), no Barradão, pela terceira rodada da segunda fase da Série C. É o segundo jogo consecutivo que o Leão não vence no quadrangular final que vai definir o acesso à Série B de 2023.

O Rubro-Negro segue na terceira colocação do grupo C com quatro pontos, dois a menos que o Figueirense, que é o segundo. Com sete, o time potiguar é o líder isolado. Sem pontuar, o Paysandu é o lanterna da chave. Vale lembrar que apenas o dois primeiros colocados conquistam o acesso.

O Vitória e ABC voltam a se enfrentar no próximo sábado (10), às 17h, mas desta vez, no Frasqueirão, pela quarta rodada. As informações são do site Bahia Notícias

Tanhaçu: Idoso de 64 anos morre após colidir motocicleta em caminhão na Rodovia BA-142

/ Trânsito

Batida aconteceu na sexta-feira. Foto: WhatsApp/Achei Sudoeste

Um idoso de 64 anos, identificado como José Antônio Santos, morreu na sexta-feira (2) após colidir a motocicleta que pilotava na traseira de um caminhão na BA-142, na cidade de Tanhaçu, a 142 km de Brumado.

De acordo com a apuração do site Achei Sudoeste, parceiro do Bahia Notícias, o caminhão estava com defeito e estacionado no acostamento da rodovia.

José não resistiu aos ferimentos e morreu no local, o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) em Brumado para ser necropsiado. O velório e o sepultamento aconteceram neste sábado (03).

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o acidente foi registrado por volta das 18h. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) realizou a perícia. O motorista do caminhão, um idoso de 65 anos, não se feriu.

Batida entre veículos arranca semáforo em Jequié, no cruzamento da Alves Pereira com a Ruy Barbosa

/ Trânsito

Caminhonete e carro bateram em cruzamento. Foto: Rede sociais

Dois carros colidiram e um dos automóveis esbarrou na estrutura que sustenta um conjunto semafórico no Centro de Jequié.

O acidente aconteceu na manhã deste domingo (4), por volta das 07 horas, no cruzamento da Avenida Alves Pereira com a Praça Ruy Barbosa, local de grade fluxo, quando uma caminhonete Hilux seguia da Alves Pereira e colidiu com um Hyundai Creta parado no cruzamento e que foi empurrado até o semáforo, ficando imprensado na estrutura metálica.

Parte do conjunto metafórico foi arrancada com impacto da colisão

Os ocupantes dos veículos foram socorridos com lesões após o acidente que deverá ser apurado pela Superintendência Municipal de Trânsito de Jequié. O caso foi registrado pela Polícia Militar. Com informações do Blog do Marcos Frahm

Técnico de enfermagem flagrado passando a mão em partes íntimas de colegas é condenado a 17 anos

/ Justiça

Um técnico em enfermagem que não teve o nome divulgado foi condenado a 17 de prisão por importunação sexual e estupro de vulnerável. O homem de 46 anos foi denunciado por pelo menos oito colegas de trabalho e uma adolescente.

De acordo com a investigação policial, o suspeito aproveitava quando as mulheres estavam dormindo na sala de descanso do Hospital de Peruíbe, no litoral de São Paulo, para passar a mão nos seios, nádegas e genitais delas. Apesar da condenação, ainda cabe recurso.

O técnico de enfermagem está preso desde 2021, quando foi indiciado pelos crimes contra as profissionais e a menor de idade. À época, foram divulgadas imagens que mostram o homem deitado em um colchão na sala de descanso da UPA da cidade e colocando a mão por baixo do cobertor de uma outra funcionária, que dormia em uma cama próxima. Do Metro1

Briga de torcidas organizadas de Bahia e Vitória tem três feridos; PM prende 53 torcedores

/ Bahia

Ainda não há informações sobre o estado dos feridos. Foto: Rede social

Uma briga entre integrantes da Torcida Uniformizada Os Imbatíveis (TUI), ligada ao Vitória, e da Torcida Organizada Bamor, ligada ao Bahia, terminou com pelo menos três homens feridos no início da tarde deste domingo (4), nas proximidades do Largo da Argeral, no bairro de São Caetano, em Salvador.

Em vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ver homens vestindo camisetas da TUI agredindo três outros rapazes, já no chão e desacordados. De acordo com a Polícia Civil, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e levou as vítimas para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas ainda não há detalhes sobre os estados de saúde dos três homens.

A Polícia Militar da Bahia (PM-BA) chegou a ser acionada para conter a confusão e deteve 53 homens uniformizados com os símbolos da TUI, já depois das agressões. Eles se preparavam para ir ao Barradão no fim da tarde deste domingo, quando o Vitória enfrenta o ABC do Rio Grande do Norte, em um jogo pela segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro.

Apesar do Bahia ter jogado neste sábado (3) em uma outra competição (saiba mais aqui), é esperado que integrantes da Bamor também compareçam ao Barradão para o jogo do Vitória, devido à aliança da organizada tricolor com a Garra Alvinegra, grupo ligado ao ABC, que esteve com uma bandeira durante do jogo na Fonte Nova. Com informações do Bahia Notícias

Familiares e amigos de Zé Bim se despedem do famoso e irreverente repórter, em Salvador

/ Imprensa

Zé Bim foi sepultado no Jardim da Saudade. Foto: Chico Lopes/TV Aratu

Familiares e amigos de José Neri Rosa, o irreverente repórter de rádio e TV, conhecido como Zé Bim, participaram do seu sepultamento, na tarde deste domingo (4/9), no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador.

Zé Bim faleceu no sábado (3/9), após sofrer um infarto no Hospital Roberto Santos, onde estava internado. O ”Capitão dos Repórteres” como era conhecido integrou, por alguns anos, a equipe do programa ”Que Venha o Povo” da TV Aratu e brilhava com o seu estilo divertido na condução de seu trabalho. Com informações do Aratu On

Ministro Luís Barroso suspende aplicação do piso nacional da enfermagem; decisão vai ao plenário

/ Justiça

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso suspendeu neste domingo (4/9) o piso salarial nacional da enfermagem e deu prazo de 60 dias para entes públicos e privados da área da saúde esclarecerem o impacto financeiro do piso salarial, os riscos para empregabilidade no setor e eventual redução na qualidade dos serviços. A informação foi divulgada pela assessoria do STF.

A decisão cautelar do ministro foi concedida no âmbito da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 7222 e será levada a referendo no plenário virtual do STF nos próximos dias. Ao final do prazo e mediante as informações, o caso será reavaliado por Barroso. A ação foi apresentada pela Confederação Nacional de Saúde, Hospitais e Estabelecimentos e Serviços (CNSaúde), que questionou a constitucionalidade da Lei 14.434/2022, que estabeleceu os novos pisos salariais.

Entre outros pontos, a CNSaúde alegou que a lei seria inconstitucional porque a regra que define remuneração de servidores é de iniciativa privativa do chefe do Executivo, o que não ocorreu, e que a norma desrespeitou a auto-organização financeira, administrativa e orçamentária dos entes subnacionais

Sancionada há exatamente um mês pelo presidente Jair Bolsonaro, a lei institui o piso salarial nacional para enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e parteiras. No caso dos primeiros, o piso previsto é de R$ 4.750. Para técnicos, o valor corresponde a 70% do piso, enquanto auxiliares e parteiras terão direito a 50%.

O piso nacional vale para contratados sob o regime da CLT e para servidores das três esferas (União, estados e municípios), inclusive autarquias e fundações. O texto foi aprovado pelo Congresso Nacional em julho, atendendo uma reivindicação histórica da categoria, que representa cerca de 2,6 milhões de trabalhadores.

IMPACTOS

Na liminar concedida neste domingo, Barroso ressaltou a importância da valorização dos profissionais de enfermagem, mas destacou que ”é preciso atentar, neste momento, aos eventuais impactos negativos da adoção dos pisos salariais impugnados”.

”Trata-se de ponto que merece esclarecimento antes que se possa cogitar da aplicação da lei”, acrescentou. Ainda segundo o magistrado, houve desequilíbrio na divisão dos custos do reajuste salarial, já que repasses de recursos públicos para procedimentos de saúde seguem com taxas desatualizadas.

”No fundo, afigura-se plausível o argumento de que o Legislativo aprovou o projeto e o Executivo o sancionou sem cuidarem das providências que viabilizariam a sua execução, como, por exemplo, o aumento da tabela de reembolso do SUS à rede conveniada. Nessa hipótese, teriam querido ter o bônus da benesse sem o ônus do aumento das próprias despesas, terceirizando a conta.”

Serão intimados a prestar informações no prazo de 60 dias sobre o impacto financeiro da norma os 26 estados e o Distrito Federal, a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e o Ministério da Economia.

Já o Ministério do Trabalho e a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde (CNTS) terão que informar detalhadamente sobre os riscos de demissões. Por fim, o Ministério da Saúde, conselhos da área da saúde e a Federação Brasileira de Hospitais (FBH) precisarão esclarecer sobre o alegado risco de fechamento de leitos e redução nos quadros de enfermeiros e técnicos.

 

Tribunal Superior Eleitoral manda tirar do ar postagens com fake news sobre Ipec e Instituto Lula

/ Justiça

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Paulo de Tarso Sanseverino determinou, neste domingo (4/9), que sejam retiradas do ar as publicações falsas que apontavam que o Instituto de Pesquisa e Consultoria Estratégica (Ipec) ficaria no mesmo endereço do Instituto Lula.

O vídeo com narração do youtuber Gayer, apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL) e candidato a deputado federal em Goiás, repercutiu nas redes sociais durante a última semana. Com 45 segundo, o conteúdo afirma que o Ipec estaria localizado dentro da sede do Instituto Lula e relaciona isso aos resultados das pesquisas que colocam Lula na liderança pelo pleito da presidência.  A legenda cita: ”Agora tá explicado!!! Cadê o Xandão [presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes]? É crime eleitoral isso ou não?”.

Paulo de Tarso Sanseverino entendeu que a publicação divulga informação inverídica sobre o Ipec. ”As publicações que contêm informações inverídicas estão sendo postadas no período crítico do processo eleitoral, em perfis com alto número de seguidores e gerando um alto número de visualizações, o que possibilita, em tese, a ocorrência de repercussão negativa de difícil reparação na imagem do candidato”, destaca a liminar.

O Instituto Lula fica localizado na Rua Pouso Alegre, no bairro do Ipiranga, em São Paulo. Já o Ipec fica a 5km dali, na Avenida Paulista. A confusão ocorreu porque o Instituto Lula surgiu a partir do Instituto Cidadania, cuja sigla já foi Ipec. Os advogados da Coligação Brasil da Esperança, que tem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como candidato, enxergam o vídeo como uma estratégia de questionar a credibilidade das pesquisa.

Lula, Bolsonaro e Ciro miram voto de mulheres e mostram esposas na propaganda eleitoral

/ Política

Na busca pelo voto das mulheres, maioria entre os eleitores, os líderes nas pesquisas Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Jair Bolsonaro (PL) e Ciro Gomes (PDT) adotam caminhos parecidos. Na primeira semana de propaganda eleitoral no rádio e na televisão, o trio replicou o que vinha testando nas redes sociais, em entrevistas e discursos, com citações e espaços para suas esposas falarem.

”No momento, há um termômetro social de inserir a mulher em instâncias em que, em geral, ela é alijada”, afirma a professora de ciência política da Universidade Presbiteriana Mackenzie Carolina Botelho.

No sábado (3), foi a vez da socióloga Rosângela da Silva, a Janja, aparecer pela primeira vez no horário eleitoral reservado à candidatura à Presidência de seu marido, Lula, na televisão. Se apresentou como esposa do candidato e disse estar ao lado dele ”nessa caminhada pelo Brasil da esperança”.

”Sabemos das dificuldades que nós mulheres enfrentamos atualmente. São milhões de mulheres endividadas para poder levar alimentos para suas famílias”, diz a socióloga, filiada ao PT desde os anos 1980.

Além da esposa de Lula, outras dez mulheres apareceram na propaganda petista deste sábado na televisão, que teve locução de feminina. O candidato foi o único homem a falar nos 3 minutos e 40 segundos integralmente dedicados a propostas para elas.

”Vamos juntas com Lula garantir segurança alimentar para as famílias e oportunidades para todas as mulheres”, conclui Janja.

O protagonismo contrasta com o papel desempenhado pela então esposa do petista nas eleições em eleições anteriores. Morta em 2017, Marisa Letícia teve uma presença mais discreta nas disputas de 1989, 1994, 1998, 2002 e 2006.

Não falava em propagandas ou comícios, quando conquistar o voto feminino era um problema para o petista, lembra Luciana Panke, pesquisadora da Universidade Federal do Paraná e doutora em comunicação política.

Na véspera do primeiro turno, há 20 anos, a campanha do ex-presidente veiculou um vídeo com mulheres grávidas e uma participação do cantor Chico Buarque. Foi a estratégia usada para atingir as mulheres na eleição de 2002.

”Vivemos um momento social em que a invisibilidade feminina não é mais aceita. Elas precisam aparecer, nem que seja como esposa”, afirma Panke, que ressalta que a pauta de representatividade deixou de ser exclusiva de partidos de esquerda e centro-esquerda e aparece em candidaturas de direita.

Caso do atual presidente, que convocou a primeira-dama para a sua campanha. Michelle Bolsonaro fez discursos em comícios e apareceu vídeo de 30 segundos em que defende o governo do marido. Na peça, divulgada no YouTube e na televisão, o presidente não aparece.

O vídeo foi retirado do ar após uma decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), atendendo a um pedido da coligação de Simone Tebet (MDB). A campanha bolsonarista infringiu a legislação que determina que outra pessoa que não o candidato pode ocupar 25% do tempo da propaganda.

A exposição da primeira-dama é usada para tentar melhorar a imagem do presidente com o público feminino, um ponto fraco da campanha. No debate do dia 28 de agosto, Bolsonaro se exaltou e atacou a jornalista Vera Magalhães após ser questionado sobre vacinação. Disse que ela “era uma vergonha para a sua profissão”, insulto que repetiu à adversária Simone Tebet (MDB).

Na pesquisa Datafolha, divulgada na quinta (1º), 35% dos homens diziam votar no candidato à reeleição em resposta espontânea. O índice caía para 24% entre as mulheres. Os números variam menos entre os eleitores de Lula: 39% dos homens declararam voto no petista, contra 41% das mulheres.

Já a rejeição de Bolsonaro é mais discrepante. São 55% das mulheres as que dizem não votar de jeito nenhum no atual presidente, índice que cai para 35% quando se fala do petista.

Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), mulheres representam 52,65% do eleitorado, contra 47,33% que correspondem aos homens. Entre os que disputam um cargo, mulheres ainda são minoria: elas são 33% do total. Mas o número é um recorde, assim como o de candidatas à Presidência e à Vice-Presidência. Oito mulheres participam da corrida ao Palácio do Planalto em 2022.

Uma delas é a vice na chapa de Ciro Gomes, Alessandra Paula Matos, vice-prefeita de Salvador. Nos programas de televisão do candidato do PDT, ela apareceu numa imagem estática, com o santinho da dupla. Quem fala no programa é a esposa de Ciro, Giselle Bezerra, que faz as vezes de apresentadora do programa do candidato do PDT.

Os movimentos adotados na campanha presidencial são replicados por candidatos nos estados. No Rio Grande do Sul, o bolsonarista Onyx Lorenzoni (PL), candidato ao governo do estado, repetiu o presidente e colocou a sua esposa, Denise, para falar em uma propaganda exibida na televisão e compartilhada nas redes sociais.

Aparição mais discreta teve a esposa do aliado de Lula na Bahia, o candidato ao Senado Otto Alencar (PSD-BA), que falou durante uma propaganda em que o político apresentava a família. ”O Otto sempre foi isso, aquele ser humano, aquele braço, aquela mão que está sempre estendida”, afirmou Márcia.

Daniela Arcanjo e Paulo Passos/Folhapress

Litro da gasolina no Sudeste do Brasil fecha agosto em R$ 5,59, diz pesquisa da empresa frota Ticket Log

/ Economia

Em patamar abaixo do restante do país, a região Sudeste fechou agosto com o litro da gasolina custando em média R$ 5,59, um recuo de quase 10% em relação a julho, segundo levantamento da empresa de gestão de frota Ticket Log.

Na média nacional, que ficou em R$ 5,75. Em São Paulo, o etanol aparece como opção mais vantajosa. O biocombustível do estado é o mais barato do país, de acordo com o levantamento.

O preço do etanol também caiu quase 10% no Sudeste, com uma média de R$ 4,43 em agosto.

O diesel na região ficou acima dos R$ 7, mas abaixo da média nacional.

*por Joana Cunha/Folhapress