Prefeitura de Jequié e Estado dão início a projeto de testagem da Covid nas escolas municipais e estaduais

/ Jequié

Projeto segue um cronograma para a coleta de amostras. Foto: PMJ

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, juntamente com o Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Saúde (SESAB), deu início, na quarta-feira (3) ao projeto ”Partiu! #Testagem nas Escolas”, com o objetivo de identificar, monitorar e isolar casos da Covid-19 na comunidade escolar. O projeto, que será executado a cada quinze dias, deverá coletar, neste primeiro ciclo, 3 mil amostras, entre estudantes e funcionários das unidades escolares municipais e estaduais, que deverão ser encaminhadas ao Laboratório Central do Estado (Lacen/BA), para análise.

O projeto segue um cronograma para a coleta de amostras no CEEP Regis Pacheco; Colégio Estadual Paulo Freire; Colégio Da Policia Militar Cpm Professor Poeta Luís Neves Cotrim; Colégio Estadual Doutor Milton Santos; Colégio Estadual Professora Georgina Miranda Pereira; Centro Educacional Ministro Simões Filho; Colégio Municipal Stela Câmara Dubois; Escola Municipal Nossa Senhora da Luz; Centro Educacional Presidente Médici; Colégio Municipal Jornalista Fernando Barreto; Escola Municipal Adolfo Ribeiro; Colégio Municipal Professora Florípes Sodré; e Escola Municipal Joaquim Marques Monteiro.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SESAB), Tereza Paim, o projeto “Partiu! #Testagem nas Escolas” tem a duração de três meses e, em parceria com os municípios, pretende realizar a testagem de, até, 180 mil funcionários e estudantes com idade superior a 13 anos da rede pública municipal e estadual, desde que estejam assintomáticos e participando das atividades presenciais. Em Jequié, os alunos e funcionários testados neste primeiro ciclo, correspondem a 10% da comunidade escolar local, de um total de 9 mil testes que deverão ser realizados.

Para a secretária de Saúde, Polliana Leandro, independente da testagem que vem sendo realizada, no ambiente escolar, os cuidados e a manutenção dos protocolos sanitários devem continuar sendo mantidos.

Município de Maracás tem 80% da população vacinada com a segunda dose zera casos de Covid

/ Saúde

Casos do vírus em Maracás foram zerados. Foto: Divulgação

Com 37.198 doses da vacina contra Covid-19 aplicadas, desde o início do processo de imunização, Maracás já vacinou 80% da sua população com as duas doses ou dose única do imunizante.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde, até esta quinta-feira (4), o Município aplicou: 20.199 1ª dose, 15.749 2ª dose, 957 3ª dose e 293 dose única.

A parcela da população imunizada com a 1ª dose é de 101% e 80% 2ª dose ou dose única. Maracás, que desde o início da pandemia registrou 3.725 casos do Coronavírus, com 77 óbitos, zerou  número de ativos, segundo revela o boletim epidemiológico divulgado nesta quinta.

Chuva forte provoca alagamentos em Jaguaquara; tempestade também atingiu outras cidades da região

/ Jaguaquara

Centro de Jaguaquara completamente alagado. Foto: Rede social

Os territórios do Vale do Jiquiriçá e Médio Rio de Contas registraram chuva forte no início da noite desta quinta-feira (3).

Em Jaguaquara, a tempestade atingiu fortemente a maior cidade do Vale, inclusive provocando alagamentos na área central, concentrando sempre o maior volume de águas, que arrastam terra, pedras e entulhos das partes mais altas.

Até as 18h40, a chuva caia intensamente e as pessoas que circulavam nas imediações do Mercado Municipal, na Praça Guilherme Silva, por exemplo, encontravam dificuldades por conta da enxurrada.  A água invadiu até estabelecimentos comerciais, mas ainda não foi possível calcular grandes prejuízos. A Prefeitura não informou se houve desabamento de casas no município e os reflexos deverão ser notados amanhã.

Em outras cidades da região, como Itaquara, Maracás, Ubaíra, Jiquiriçá e Mutuípe a tempestade também resultou em alagamentos. Já no Médio Rio de Contas, o volume maior de águas da chuva foi registrado em Ipiaú e Apuarema.

Oferta por voto na PEC dos Precatórios chegou a R$ 15 milhões, mas deputados podem não ver dinheiro

/ Brasília

O feirão de emendas promovido por Arthur Lira na noite desta quarta-feira, durante a votação da PEC dos Precatórios, pode acabar se transformando em foco de conflitos em poucas semanas. No Salão Verde, onde a movimentação de parlamentares era frenética, dois deputados relataram ter ouvido que a oferta por um voto a favor da PEC chegava a R$ 15 milhões para adesões de última hora. A questão é que os deputados podem acabar sem ver a cor do dinheiro.

A tática de trocar votos por verbas a cada votação importante vem sendo usada por Lira desde que ele passou a administrar a distribuição das emendas de relator, chamadas de orçamento secreto por não se saber exatamente qual o critério de distribuição dos recursos e nem haver transparência na aplicação do dinheiro.

Agora, faltando exatos 39 dias úteis para o prazo final de empenho das emendas neste ano e Lira ainda tem em suas mãos cerca de R$ 5 bilhões que ainda não distribuiu, dos R$ 11,5 bilhões que recebeu neste ano. Mesmo que ele queira atender a todos aos que prometeu liberar recursos, pode não haver tempo hábil.

Essa era, aliás, uma das preocupações que os deputados expressavam na madrugada de ontem, em meio às negociações para a votação da PEC dos Precatórios. Pelo menos três deles contaram ontem, abertamente, que nem o que já foi prometido em outras votações foi entregue ainda.

Mesmo emendas autorizadas pelos presidentes das Casas acabaram emperradas nos ministérios – Ciência e Tecnologia, comandado por Marcos Pontes, por exemplo, não empenhou nem um centavo dos R$ 75 milhões que poderia carimbar em emendas de relator.

Na pasta da Cidadania, liderada por João Roma, o empenho não passa de 37% do total reservado. E não que seja difícil aplicar o dinheiro. O valor de emendas pode ser alocado até para a compra de microônibus para assistência social, o que não exige nem sequer a apresentação de um projeto básico.

Leia mais na coluna de Malu Gaspar, em O Globo.

Alexandre Aleluia e Eduardo Bolsonaro querem proibir o ”passaporte da vacina” no país

/ Política

Alexandre Aleluia e Eduardo Bolsonaro. Foto: Assessoria de Aleluia

Nesta quinta-feira (4), o vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM) reuniu-se em Brasília com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL/SP) e conversou sobre o projeto de lei que apresentou na Câmara Municipal de Salvador (CMS) que proíbe a utilização do chamado ”passaporte sanitário” para que os cidadãos tenham acesso a locais públicos na capital baiana.

”O deputado Eduardo Bolsonaro e eu temos essa luta conjunta contra as arbitrariedades que políticos e gestores em todo o Brasil vêm cometendo em nome de um alegado ‘cuidado com a saúde’. Estão avançando o sinal sobre aquilo que é democrático e estão atuando para limitar as liberdades individuais”, salientou o vereador soteropolitano.

Na Câmara Municipal de Salvador, o edil conseguiu que fosse feita uma representação à Prefeitura Municipal somente após a decisão dos vereadores sobre o tema. ”Não é razoável a aprovação desse passaporte, de forma unilateral, sem que haja uma deliberação legislativa”, salientou Alexandre Aleluia, que conversou com o parlamentar por São Paulo sobre as maneiras para conter abusos em todo o país.

Bahia registra 616 novos casos de Covid-19 e mais 10 óbitos pela doença, diz boletim da Sesab

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 616 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,05%) e 554 recuperados (+0,05%). O boletim epidemiológico desta quinta-feira (4) também registra 10 óbitos. Dos 1.247.344 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.217.944 já são considerados recuperados, 2.299 encontram-se ativos e 27.101 tiveram óbito confirmado. Os dados ainda podem sofrer alterações devido à instabilidade do sistema do Ministério da Saúde. A base ministerial tem, eventualmente, disponibilizado informações inconsistentes ou incompletas.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.582.558 casos descartados e 245.220 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira. Na Bahia, 52.337 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Vacinação

Com 10.701.540 vacinados contra o coronavírus (Covid-19) com a primeira dose ou dose única, a Bahia já vacinou 84,05% da população com 12 anos ou mais, estimada em 12.732.254. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) realiza o contato diário com as equipes de cada município a fim de aferir o quantitativo de doses aplicadas e disponibiliza as informações detalhadas.

Três pessoas de uma mesma família são mortas dentro de casa, em disputa por terreno, em Madre de Deus

/ Bahia

Três pessoas de uma mesma família foram assassinadas dentro de casa, no bairro do Barbeirinho, que fica em Madre de Deus, região metropolitana de Salvador, na noite de quarta-feira (3). Nesta quinta (4), a polícia informou que o crime foi motivado por uma disputa de terreno.

Um adolescente, que também é parente das vítimas, foi baleado e está em estado grave no Hospital Geral do Estado (HGE). As vítimas que morreram são os irmãos Emily Souza dos Santos, de 22 anos, e Ítalo Souza da Luz, que não teve idade divulgada, além do padrasto dos dois, Paulo César de Jesus, de 37 anos.

O crime aconteceu por volta das 23h30. A Polícia Militar detalhou que dois homens armados invadiram a residência da família, que fica na Rua Santa Lúcia. O capitão Renato Brito, subcomandante da 10º Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), contou detalhes sobre a motivação do crime.

”A informação que nos foi passada é de que as vítimas estavam em disputa por esse terreno, que pertencia à uma mulher [mãe das vítimas] e eles [os suspeitos] não queriam devolver esse terreno. Eles [suspeitos] ocupavam uma casa ao lado. Houve um desentendimento, eles já tinham saído da localidade há dois dias, e agora retornaram para efetuar esse triplo homicídio, com mais uma vítima que foi regulada para o Hospital Geral do Estado”, explicou.

A mãe das vítimas também deu detalhes sobre a ação. Ela estava no imóvel no momento da invasão e não foi foi atingida pelos disparos. O nome dela não será divulgado para evitar represálias. G1

Homem morre depois de ser baleado na Rua Siqueira Campos, bairro Joaquim Romão, em Jequié

/ Jequié

Por volta das 18 horas de quarta-feira (03), um homem foi baleado na Rua Siqueira Campos, bairro Joaquim Romão, em Jequié.

Cristiano Amaro Santana, conhecido como ”Cristiano da gata” foi baleado e socorrido para o Hospital Prado Valadares-HGPV, com pelo menos 6 disparos de arma de fogo.

Horas depois Cristiano não resistiu aos ferimentos e o morreu. Segundo a Polícia, a vítima tinha envolvimento no mundo do crime e a Delegacia Territorial já iniciou as investigações. As informações são do Blog Júnior Mascote

Governo da Bahia identifica mais de 300 servidores com indícios de acúmulo incompatível de cargos

/ Bahia

A Secretaria da Administração (Saeb) identificou 364 servidores estaduais, que apresentam indícios de acúmulo incompatível de cargos públicos. Os dados foram publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (3).

Todos os servidores identificados foram convocados para comparecer à sede da Corregedoria-Geral, no Vale do Ogunjá, entre os dias 8 de novembro e 7 de dezembro. Na visita, devem apresentar documentação que ateste a legalidade dos vínculos. Uma segunda convocação para a apresentação dos documentos aconteceu via portal do RH Bahia, sistema de Recursos Humanos do Estado.

Segundo informações da pasta estadual de administração, os casos foram descobertos em na operação Multivínculos 2021, deflagrada pela Corregedoria-Geral da Saeb. A apuração visava verificar a existência de situações irregulares junto às folhas de pessoal do Poder Executivo do Estado e dos 417 municípios da Bahia e utiliza a base de dados do Sistema Integrado de Auditoria e Gestão (SIGA).

Os servidores detectados pela Corregedoria-Geral apresentavam acúmulo de cargos no estado e em prefeituras municipais. Em alguns casos foram descobertos servidores com até quatro vínculos, acumulando cargos no estado e em cidades diferentes do interior.

Os acúmulos, além de serem proibidos por lei, geram incompatibilidade de carga horária. A exceção fica por conta de carreiras específicas como, por exemplo, acúmulo de dois cargos de professor; ou um cargo de professor, com outro técnico ou científico; ou ainda dois cargos da área de saúde. A compatibilidade de carga horária, mesmo nestes casos, precisa ser preservada.

A Corregedoria-Geral vai instaurar investigações preliminares para apurar os casos individualmente. Os servidores que não apresentarem a documentação à CGR responderão a Processo Administrativo Disciplinar (PAD). Também vão responder a PAD aqueles que apresentarem documentação que não comprove a legalidade dos múltiplos vínculos.

Ciro Gomes suspende candidatura à Presidência da República após votos do PDT na PEC da Precatórios

/ Política

Ciro anuncia suspensão de sua candidatura. Foto: Reprodução

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) anunciou, nesta quinta-feira (4), a suspensão de sua candidatura à presidência da República após grande parte da bancada do PDT na Câmara dos Deputados votar a favor da PEC dos Precatórios.

”Há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada PEC dos Precatórios”, escreveu.

”A mim só me resta um caminho: deixar a minha pré-candidatura em suspenso até que a bancada do meu partido reavalie sua posição. Temos um instrumento definitivo nas mãos, que é a votação em segundo turno, para reverter a decisão e voltarmos ao rumo certo”, continuou.

Tribunal Regional Federal autoriza retomada de apuração sobre atentado contra Jair Bolsonaro

/ Justiça

Adélio Bispo teria sido o autor. Reprodução: Divulgação/ Polícia Militar

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região, sediado em Brasília, decidiu hoje (3) rejeitar um recurso que impedia a retomada das investigações sobre o atentado contra o presidente da República, Jair Bolsonaro, durante a campanha eleitoral de 2018. O caso envolve a suposta participação de pessoas que seriam os mandantes ou teriam atuado em parceria com Adélio Bispo (foto), autor da facada.

O colegiado rejeitou um recurso da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que contestava medidas de busca e apreensão determinadas pela Justiça Federal em 2019 contra advogados particulares que se apresentaram para defender Adélio.

Ao comentar o resultado o julgamento, o advogado Frederick Wassef, representante de Bolsonaro, disse que a morte do presidente foi encomendada e a Polícia Federal (PF) poderá prosseguir com as investigações.

Segundo Wassef, a partir de agora, imagens de câmeras que mostrariam o encontro de pessoas que contrataram os advogados particulares e celulares apreendidos poderão ser analisados.

”Todas as informações, todos os elementos colhidos até o momento pela Polícia Federal e outros mais que serão colhidos poderão ser usados na investigação. Isso acarretará no desdobramento de novas investigações e até abertura de novos inquéritos policiais para chegar à autoria, aos mandantes, quem encomendou a morte de Jair Bolsonaro, quem pagou, quem está por detrás disso”, afirmou.

Em junho de 2019, Adélio Bispo foi absolvido pela facada. A decisão foi proferida após o processo criminal que o considerou inimputável por transtorno mental.

Na decisão, o magistrado responsável pelo caso decidiu também que ele deveria ficar internado em um hospital psiquiátrico por tempo indeterminado. No entanto, diante de sua periculosidade e da falta de vagas, Adélio permanece no presídio federal de Campo Grande, onde está preso desde o atentado.

Candidatos já podem consultar locais de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)

/ Educação

Os estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021, já podem consultar os locais de prova. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame, liberou, nesta quarta-feira, o acesso ao Cartão de Confirmação de Inscrição.

Para acessar, é necessário que o candidato faça o login na página do participante. Lá, vai encontrar as informações sobre o número de inscrição; data, hora e local das provas.

O Inep alerta que não envia informações sobre locais de prova pelos Correios, e-mail, SMS ou outros aplicativos de mensagens. Devido a possibilidade de golpes, o Instituto orienta o participante a não fornecer dados pessoais.

Caso o candidato identifique algum dado pessoal ou informação básica de inscrição com erro, é necessário entrar em contato com o órgão para que seja feita a devida correção.

Prova

A aplicação das provas impressas e digitais do Enem 2021 está prevista para os dias 21 e 28 de novembro. Já nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022, ocorrem os exames para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL). O exame vai ser aplicado em 1.747 municípios brasileiros.

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 75 milhões, com sorteio em São Paulo

/ Esporte

Nenhuma aposta acertou as seis dezenas do concurso 2.425 da Mega-Sena. O sorteio foi realizado na noite dessa quarta-feira (3) no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

De acordo com a estimativa da Caixa, o prêmio acumulado para o próximo sorteio, no sábado (6), é de R$ 75 milhões. As dezenas sorteadas foram: 10 –  31 – 38 – 46 – 49 – 54.

A quina registrou 75 apostas ganhadoras. Cada uma vai pagar R$57.727,72. A quadra teve 5.048  apostas vencedoras. Cada apostador receberá R$ 1.225,26.

As apostas para o concurso 2.426 podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, nas casas lotéricas credenciadas pela Caixa, em todo país ou pela internet. O volante, com seis dezenas marcadas, custa R$ 4,50.

Radialista Júnior Mascote troca Rádio Povo por Jequié FM e diz que mudança é por melhoria profissional

/ Imprensa

Júnior Mascote veste a camisa da 89 FM. Foto: Blog Marcos Frahm

O radialista Júnior Mascote deixou os microfones da Rádio Povo FM de Jequié, onde atuava na apresentação do programa Página 96, das 18 às 19h, de segunda a sexta-feira e vai ingressar na 89 FM, com estreia marcada para o próximo dia (16) de novembro,  a partir das 08h, com enfoque no noticiário policial, perfil que lhe rendeu destaque no meio radiofônico de Jequié, inclusive na sua passagem pela Rádio Cidade Sol FM.

Considerado um dos jovens e potenciais talentos do rádio em Jequié, Mascote teria integrado o quadro da Rádio Povo em sua segunda passagem por intermédio do deputado federal Antonio Brito (PSD), amigo pessoal do proprietário da emissora, o empresário José Roberto Pazzi e lá tornou-se um dos grande críticos da gestão do prefeito Zé Cocá (PP), adversário de Brito.

Agora, ingressa na 89, que tem como um dos sócios o deputado federal Leur Lomanto (DEM), figura muito próxima de Cocá. Perguntado na tarde desta quarta-feira (3) pelo Blog Marcos Frahm sobre a mudança, Júnior afirmou que ela ocorre em cunho profissional, buscando a melhoria na carreira e que a ida para a 89 não tem fins políticos. ”Todas as grandes emissoras da cidade tem participação de políticos. A mudança é profissional”. O comunicador é também editor-chefe do blog www.juniormascote.com.br, um dos pioneiros portais de notícias na internet da região.