Em Jaguaquara, população acata toque de recolher e ruas ficam desertas no período noturno

/ Jaguaquara

PM faz cumprir toque de recolher. Foto: Blog Marcos Frahm

A Prefeitura de Jaguaquara impôs um toque de recolher na cidade, estendendo as medidas adotadas pelo poder público para combater a propagação do novo coronavírus, que já infectou duas pessoas no município.

Em novo decreto, a Prefeitura informa que a circulação de pessoas nas vias está restrita das 21h às 06h. Nesta quinta-feira (16), Jaguaquara chegou ao quarto dia de toque de recolher.

Durante o período noturno, um carro de som, contratado pela gestão municipal, circula pelas ruas acompanhado de uma viatura da Polícia Militar exibindo o comunicado que apela para que os munícipes recorram as suas casas, sob pena de responsabilização em caso de descumprimento.

Segundo a PM, a população tem acatado a ideia, reforçando o isolamento social, deixando as vias desertas mesmo antes das 21h.

A determinação trás algumas exceções, inclusive para trabalhadores de serviços essenciais. O decreto é válido até o dia (20) de abril, quando o prefeito da cidade, Giuliano Martinelli, se reunirá com gestores de outros municípios do Vale do Jiquiriçá e autoridades judiciais para discussão sobre prorrogação ou revogação de decreto.

Colaboradores do hospital de Ipiaú testaram negativo para covid-19; 05 dos infectados já estão curados

Hospital Geral de Ipiaú teve servidores infectados. Foto: Sesab

Mais de 300 colaboradores do Hospital Geral de Ipiaú – HGI  tiveram o teste negativado para a covid-19, e 5 dos 15 profissionais de saúde infectados já estão curados. Nove ainda permanecem em quarentena e um segue internado. A informação foi confirmada ao site Giro em Ipiaú, pelo diretor da unidade hospitalar, Alex Miranda. A testagem dos colaboradores foi possível após a Sesab enviar mais de 300 testes rápidos para o HGI.

A direção do hospital reafirmou que está empenhada em dar toda a assistência aos colaboradores, inclusive aos que foram infectados. Também ressaltou que vem mantendo toda a vigilância e realizando as medidas preventivas para evitar novos contágios. Em entrevistas, o diretor do Hospital Geral de Ipiaú, afirma que os profissionais e pacientes do HGI que testaram positivo para o novo coronavírus foram infectados por uma paciente assintomática.

A Secretaria Estadual de Saúde e Prefeitura Municipal de Ipiaú correm contra o tempo para colocar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município em funcionamento e prestar atendimento exclusivo para pacientes com sintomas da covid-19. O Governo Estadual já contratou uma empresa para gerir a UPA pelo período de sesis meses. Com isso, o Hospital Geral de Ipiaú, que atualmente possui uma ALA Covid, voltará a receber apenas pacientes com sintomas de outras enfermidades e emergências.

Decreto da Prefeitura de Jaguaquara limita número de pessoas em supermercados da cidade

/ Jaguaquara

Prefeitura impõe regras para mercados. Foto: Blog Marcos Frahm

O prefeito de Jaguaquara, Giuliano Martinelli, através de decreto, impõe medidas de restrição em supermercados da cidade. De acordo com o decreto, serão limitados os acessos aos estabelecimentos, com cinco clientes em fila por cada caixa.

Além disso, a gestão pública municipal exige o uso de máscara, álcool em gel e que servidores e proprietários do comércio sigam protocolo de higienização como forma de prevenção a Covid-19.

A decisão foi tomada após a última reunião entre prefeitos do Vale do Jiquiriçá e autoridades representantes do Ministério Público e Poder Judiciário.

O comércio de Jaguaquara segue funcionando parcialmente, desde o dia (18) de março, quando a prefeitura publicou o primeiro decreto de Martinelli com medidas restritivas.

O município já tem 02 casos confirmados de coronavírus, sendo duas pessoas infectadas no distrito Stela Dubois – Entroncamento. Nesta quinta-feira (16), a Prefeitura informou ter notificado mais dois casos da doença.

Liberado nesta quinta-feira o tráfego na BR-330, entre Jequié e Jitaúna, após deslizamento de terra

/ Trânsito

A Polícia Rodoviária Federal informou, na manhã dessa quinta-feira (16), que o trecho da BR-330, entre Jitaúna e Jequié estará operando no sistema Pare e Siga durante duas semanas, entre os horários das 06:00 às 18h, quando serão realizados serviços para retirada de barreiras que permanecem nos acostamentos.

O tráfego será liberado completamente a partir das 18h às 06h do dia seguinte. A PRF orienta que os condutores redobrem a atenção nesses trechos da rodovia, afetada por uma forte chuva ocorrida na noite da última sexta-feira,  quando houve queda de árvores e deslizamento de encostas na pista.

Covid-19: Governo do Estado suspende novamente o transporte intermunicipal em Jequié

/ Trânsito

Após idas e vindas da suspensão do transporte intermunicipal em Jequié, o governo estadual decidiu mais uma vez suspender o funcionamento das viagens no município.

A decisão foi motivada após a cidade de Jequié ter tido mais dois casos confirmados da coronavírus. Além da cidade sol, o governo baiano também suspendeu o transporte intermunicipal em Irecê, Paramirim, Taperoá e Valente, totalizando um total de 74 cidades baianas com o serviço paralisado.

Procurador e secretário da Prefeitura de Feira de Santana é suspeito de assédio sexual

/ Bahia

Ícaro foi denunciado por uma servidora. Foto: Jorge Magalhães

O procurador geral do município e secretário interino de Desenvolvimento Social de Feira de Santana, Ícaro Ivvin, é suspeito de assédio sexual. A denúncia foi prestada por uma funcionária da Secretaria de Desenvolvimento Social na Delegacia da Mulher (DEAM) da cidade, que fica a cerca de 100 km de Salvador.

Ivvin disse que está buscando informações sobre o caso com a delegacia e acredita que a denúncia tem conotação política, porque tem tido problemas na secretaria desde que assumiu a pasta, no dia 5 de abril.

O prefeito da cidade, Colbert Martins, informou que ainda não foi notificado da denúncia de assédio, mas, assim que for comunicado, vai abrir uma sindicância para apurar o fato. Ele também disse que vai avaliar se o secretário aguarda o resultado no cargo. As informações são do G1

Boletim epidemiológico: Estado da Bahia tem 967 casos confirmados de Covid-19

/ Bahia

A Bahia registra 967 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 9,64% do total de casos notificados. Até o momento, 5.285 casos foram descartados e houve 34 óbitos, sendo 18 no município de Salvador e 16 nos municípios de Lauro de Freitas (3), Gongogi (1), Itapetinga (1), Utinga (1), Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (2), Ilhéus (2), Belmonte (1), Vitória da Conquista (1) e Itapé (1).

O 34º óbito foi registrado nesta quinta-feira (16), em um hospital público da capital. O paciente era um homem de 81 anos, residente em Salvador, com comorbidade. Ele foi admitido na unidade hospitalar no dia 12 e veio a falecer ontem (15).

Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas desta quinta-feira (16). Ao todo, 253 pessoas estão recuperadas e 104 encontram-se internadas, sendo 45 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Os casos confirmados estão distribuídos em 87 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (58,84%). Quanto ao sexo dos casos confirmados, 56,84% foram do sexo feminino. A mediana de idade foi 39 anos, variando de 4 dias a 97 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 29,39% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 habitantes também foi maior nesta faixa etária (127,72/ 1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer passou a ser maior entre os adultos jovens, seguida da faixa de 50 a 59 anos (118,41/ 1.000.000 habitantes).

Número de mortes por covid-19 no país se aproxima de 2 mil, diz Ministério da Saúde

/ Saúde

Em meio à troca de comando, o Ministério da Saúde divulgou hoje (16) novo balanço de casos confirmados e óbitos relacionados ao novo coronavírus. Os óbitos totalizaram 1.924, enquanto as pessoas infectadas chegaram a 30.425.

O número de mortes é 10% superior ao divulgado ontem (15), quando foram contabilizadas 1.736 mortes. Nas últimas 24 horas, 188 pessoas morreram, menos do que nos dois dias anteriores, quando foi batido o recorde de 204 novas mortes.

O total de casos confirmados hoje marcou um aumento de 7% em relação ao de ontem (15), quando foram registrados 28.320 casos confirmados. O número de novos casos confirmados nas últimas 24 horas foi de 2.105, menos do que os 3.058 anunciados ontem.

São Paulo concentra o maior número de óbitos (853), quase três vezes o número do segundo colocado, o Rio de Janeiro (300). Os estados são seguidos por Pernambuco (160), Ceará (124) e Amazonas (124).

Além disso, foram registradas mortes no Paraná (41), Maranhão (37), Minas Gerais (33), Bahia (30), Santa Catarina (29), Pará (24), Paraíba (24), Rio Grande do Norte (20), Rio Grande do Sul (19), Espírito Santo (22), Distrito Federal (20), Goiás (16), Piauí (oito), Amapá (sete), Alagoas (cinco), Mato Grosso do Sul (cinco), Mato Grosso (cinco), Acre (cinco), Sergipe (quatro), Roraima (três), Rondônia (três) e Tocantins (um). A taxa de letalidade do país ficou em 6,3%, mesmo índice registrado ontem.

Rui Costa afirma que não há previsão de corte nos salários dos servidores estaduais

/ Bahia

”Não há previsão de cortes nos salários”. Foto: Fernando Vivas

O governador Rui Costa afirmou que não há previsão de corte nos salários dos servidores estaduais por causa da pandemia do coronavírus. O petista ressaltou que o governo estadual está tentando reduzir o custeio ”do que for possível”.

”Não há previsão de cortes nos salários. O que nós estamos fazendo é tentar reduzir o custeio daquilo que for possível, mas não temos no horizonte de curto prazo corte nos salários. Espero que a situação não se agrave e chegue a esse ponto. Vamos manter trabalho firme e cortar o que podemos cortar”, disse em áudio disponibilizado pela Secretaria de Comunicação.

”Que não haja uma mudança radical do governo”, afirma ACM sobre estratégias de novo ministro

/ Política

ACM Neto lamenta saída de Mandetta. Foto: Vagner Souza

Prefeito de Salvador e presidente nacional do Democratas (DEM), ACM Neto voltou a elogiar, na noite desta quinta-feira (16), a postura do agora ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O gestor afirmou torcer para que a estratégia do sucessor do cargo, Nelson Teich, frente à pandemia do novo coronavírus, ”não seja uma mudança radical”.

Nas palavras de Neto, Mandetta teve, desde o começo, ”um foco principal que foi cuidar da saúde pública e preservar a vida das pessoas”. ”Nossa preocupação principal é que não haja uma mudança radical do governo federal em relação ao coronavírus para que isso depois possa significar a perda de milhares de vidas em nosso país”, diz, em discurso parecido com o que assina em nota oficial do DEM.

”Nos últimos dias, a permanência do ministro já se mostrava insustentável em função das claras divergências que ficaram evidenciadas da posição dele, com o presidente da República. Nesse momento, a gente não pode deixar de ressaltar o trabalho importantíssimo que o ministro fez pelo Brasil, defendendo medidas, admitindo orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), medidas que foram fundamentais para a preservação da vida de milhares de brasileiros”.

Neto afirma ainda que espera de Teich uma gestão que inclua “uma interlocução com prefeitos e governadores de todo Brasil, porque é preciso fazer um trabalho articulado como vinha fazendo o ministro Mandetta” – a quem atribui um ”destaque de desempenho” da pasta da Saúde brasileira, frente a outros países.

”É preciso aguardar a chegada do novo ministro, e quais serão as diretrizes que ele vai adotar. O que nós esperamos, como cidadãos brasileiros, é que ele possa dar seguimento a uma política pautada por decisões técnicas, científicas, seguindo as orientações da OMS, e que ele coloque a preservação da vida das pessoas em primeiro lugar”. O prefeito também repercutiu o assunto em sua conta no Twitter.

Vamos trabalhar para que a sociedade volte mais rápido a uma vida normal, diz o novo ministro

/ Política

Nelson Teich é o novo ministro da Saúde. Foto: Alan Santos

O novo ministro da Saúde, Nelson Teich, disse, em seu primeiro pronunciamento, nesta quinta-feira (16), que irá trabalhar para que ”a sociedade volte cada vez mais rápido a uma vida normal”.

Ao assumir o ministério, Teich afirmou que não haverá nenhuma definição brusca por parte do governo federal, mas fez questão de ressaltar que saúde e economia são áreas complementares.

”Não vai haver nenhuma definição brusca. Como a gente tem pouca informação e tudo é muito confuso, a gente começa a tratar ideia como se fosse fato. Saúde e economia não competem entre si, elas são complementares. Quando você polariza começa a tratar como se fosse ‘pessoas versus dinheiro, o bem versus o mal, emprego versus pessoas doentes’, e não é nada disso”, defendeu.

”Quero deixar claro que existe um alinhamento completo entre eu, o presidente e todo grupo do Ministério. O que a gente está fazendo aqui hoje é trabalhar para que a sociedade volte cada vez mais rápido a uma vida normal”, garantiu.

Jair Bolsonaro: ”selamos um ciclo na Saúde; Mandetta se prontificou a uma transição”

/ Política

Bolsonaro demitiu Henrique Mandetta. Foto: Carolina Antunes

O presidente Jair Bolsonaro anunciou oficialmente nesta quinta-feira, em pronunciamento, a demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Em uma conversa de 30 minutos, Bolsonaro disse que chegou a um ”divórcio consensual” e que também falaram da situação da pandemia do novo coronavírus no País.

”(Foi) uma conversa bastante produtiva, muito cordial, onde nós selamos um ciclo do Ministério da Saúde. Ele (Mandetta) se prontificou a participar de uma transição mais tranquila possível com maior riqueza de detalhes que se possa oferecer”, declarou.

A saída de Mandetta ocorre após semanas de divergências entre o presidente e ele. Nos últimos dias, Bolsonaro e seu auxiliar mediam forças com críticas e gestos públicos. As recomendações sobre o isolamento social e a indicação de uso da cloroquina no tratamento de pacientes com covid-19 são as principais desavenças entre os dois.

Pelo Twitter, Mandetta já havia anunciado a decisão do mandatário de demiti-lo. ”Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde”, disse. O agora ex-ministro também agradeceu sua equipe e a sua passagem pelo Ministério. Em coletiva de imprensa, na sede da pasta, Mandetta reforçou sua defesa pela ”ciência”.

Demissão de Mandetta provoca panelaços contra Bolsonaro em diferentes pontos do país

/ Política

Mandetta não é mais ministro da Saúde. Foto: Anderson Riedel

A demissão de Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde provocou panelaços nesta quinta-feira (16) em diferentes pontos do país. Em São Paulo, houve protestos na área central da cidade, nos bairros da Bela Vista, Consolação, Jardins e Santa Cecília. Em Pinheiros (zona oeste), moradores também fizeram panelaços.

Em Laranjeiras, bairro da zona sul do Rio de Janeiro, também houve manifestações contra a demissão. Mandetta foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro, após um longo processo de embate entre eles diante das ações de combate ao novo coronavírus.
O presidente convidou o oncologista Nelson Teich para assumir o lugar de Mandetta.

Mandetta confirmou sua demissão por meio de sua conta no Twitter. ”Acabo de ouvir do presidente Jair Bolsonaro o aviso da minha demissão do Ministério da Saúde. Quero agradecer a oportunidade que me foi dada, de ser gerente do nosso SUS, de pôr de pé o projeto de melhoria da saúde dos brasileiros e de planejar o enfrentamento da pandemia do coronavírus, o grande desafio que o nosso sistema de saúde está por enfrentar”, escreveu.

”Agradeço a toda a equipe que esteve comigo no MS e desejo êxito ao meu sucessor no cargo de ministro da Saúde. Rogo a Deus e a Nossa Senhora Aparecida que abençoem muito o nosso país”, completou. Com informações da Folhapress

Esposa do ex-deputado Augusto Castro diz que o político falta pouco para se recuperar

/ Saúde

Ex-deputado Augusto Castro está internado. Foto: Divulgação

A esposa do ex-deputado estadual Augusto Castro (PSD), Andrea Simas, garantiu, em uma publicação feita nas redes sociais nesta quinta-feira (16), que ”falta pouco” para que o marido, enfim, se recupere após ser diagnosticado com o novo coronavírus.

”Ainda na intensiva para estabilizar, mas depois de 24 angustiantes dias, agora falta pouco para celebrarmos novamente a sua vida”, escreveu Andrea, em seu perfil no Instagram.