Piso de camarote do Batuba Beach cede e assusta foliões em Olivença, na primeira noite de festa

/ Entretenimento

Camarote foi interditado pela produção do evento. Foto: Reprodução

Uma parte da estrutura do ”camarote premium” do Batuba Beach (Casa de Shows), em Olivença, cedeu durante o primeiro dia da festa que ocorreu neste sábado (28/12).

Segundo informações do blog Fabio Roberto, a estrutura tinha sido liberada pelo Corpo de Bombeiros. No momento do incidente, algumas pessoas estavam no local e precisaram correr para esvaziar o espaço.

Ainda não há informações se alguém ficou ferido. O espaço foi interditado pela produção do evento para ser averiguado e, eventualmente, restaurado para os dias seguintes do evento. Ainda não se sabe o que gerou o incidente.

INSS fechará agências consideradas ineficientes e adotará reconhecimento facial em 2020

/ Economia

Em meados de janeiro, ainda nos primeiros dias do governo de Jair Bolsonaro (sem partido), uma medida provisória prometia uma devassa em benefícios previdenciários com suspeita de irregularidades e outras ações que, somadas, dariam ao governo uma economia anual de R$ 9,8 bilhões.

Passado o fôlego inicial, nem todos os planos conseguiram andar – a retomada do pente-fino nos auxílios-doença e aposentadorias por invalidez, sob responsabilidade da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, até hoje não foi feita.

No INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), o ano começava com a aposentadoria de 6.000 técnicos e analistas do serviço social e nenhuma previsão de realização de novo concurso. Desde 2015, o número de funcionários que deixaram a força de trabalho chega a 11 mil.

No estoque, 2 milhões de benefícios aguardavam havia mais de 45 dias por uma resposta do órgão. Em agosto, segundo o boletim de estatístico de setembro, 1,1 milhão de requerimentos foram apresentados e 879 mil seguiam esperando resposta quando o mês terminou.

O tempo médio de concessão em 30 de novembro estava em 59 dias, ainda superior aos 45 dias considerados razoáveis. Quando um pedido passa desse prazo, o INSS tem de pagar correção pela inflação, pois a análise é considerada em atraso.

Próximo de completar um ano à frente do instituto, o procurador federal Renato Vieira, 17º presidente do órgão, diz que o INSS precisou passar por grande transformação para equilibrar a demanda crescente diante da necessidade de economizar e da redução no quadro de servidores.

Para 2020, Vieira não descarta o fechamento de agências do órgão consideradas ineficientes e prevê colocar no ar a prova de vida -procedimento hoje feito nas agências bancárias- por meio da biometria e do reconhecimento facial ainda no primeiro semestre.

Um dos eixos desse equilíbrio, afirma o presidente do INSS, foi atualizar o funcionamento do instituto, que, segundo ele, ainda mantinha o modelo de atendimento igual ao da década de 1990.

”As necessidades da sociedade mudaram desde a década passada até 2019, 2020. Com a tecnologia, diversas outras instituições se transformaram. O melhor exemplo são as instituições financeiras. Os bancos passaram por um amplo processo de transformação digital desde 20 anos para cá”, diz Vieira.

O atendimento massivamente presencial, a necessidade de agendamento, os processos físicos e a baixa especialização na análise de benefícios eram características, afirma ele, de um órgão que não se atualizou.

”Por incrível que pareça, o INSS, com toda a complexidade que tem, pelo tamanho, importância e recursos, não tinha processo administrativo eletrônico ainda, assimétrico com grande parte do governo federal”, diz.

A partir de maio deste ano, o instituto iniciou a implantação de uma das três estratégias definidas como prioritárias no que o presidente considera a reorganização do órgão. Em seis meses, quase 100% dos serviços foram digitalizados e, em outubro, apenas 10% dos atendimentos para requerimentos foram feitos presencialmente.

O presidente do INSS atribui à boa recepção o grande volume de solicitações de maneira remota, pela central telefônica 135 ou pelo Meu INSS, site que concentra a cesta de serviços. Em outubro, 82,4 mil requerimentos foram feitos pessoalmente, 442,1 mil, por meio do site, e 287,9 mil, por telefone.

As agências não podem recusar atendimento. Então, o trabalhador que prefere ir até um posto de atendimento tem o direito de agendar ou dar andamento ao serviço que necessita. ”É verdade que existe uma camada hipervulnerável da população que não tem acesso a serviço digitais, que não consegue fazer uma transação”, diz Vieira.

”Não somos insensíveis a isso. Por isso, todos os serviços estão disponíveis no 135, por uma ligação gratuita. A pessoa ainda pode fazer o requerimento pelo telefone, conversando com o atendente, da mesma forma que ele faria em uma agência. Essa facilidade estimulou a adesão do cidadão”, afirma.

A criação de centrais de alta especialização em tipos específicos de benefícios aumentou a eficiência das análises. Se janeiro teve 655 mil conclusões, 977 mil requerimentos foram analisados e concluídos em outubro.

As três estratégias buscaram atacar o que o INSS definiu como os eixos mais urgentes, que eram a fila de espera, as suspeitas de fraude e o alto grau de judicialização.
Na transformação digital, o efeito de maior impacto para o trabalhador segurado ao INSS foi o distanciamento da agência. Segundo o presidente do instituto, pelo menos 300 mil atendimentos mensais eram sobre pedidos de extrato de pagamento. ”Esse extrato é exatamente igual ao que o segurado acessa no Meu INSS”, diz. Em outubro, esse serviço ainda atendeu 128 mil pessoas.

Dos 96 serviços de responsabilidade do INSS ou intermediados pelo órgão, como o agendamento de perícia, 90 passaram a ser realizados de maneira remota. Do agendamento, que levava à definição de uma data para a entrada efetiva com o pedido na agência, os pedidos de benefícios como aposentadoria, pensão por morte e salário-maternidade passaram a ser processados automaticamente, a partir do momento do agendamento.

Com a fila sempre aumentando, houve a necessidade de tornar o processo mais eficiente. O presidente do INSS diz que o ano de 2018 foi um período de grande desequilíbrio entre o número de pedidos e a capacidade de análise e resposta, deixando mensalmente um saldo no estoque.

O pagamento de um bônus por processo analisado fora da rotina, o início do teletrabalho, a jornada semipresencial e a criação de centrais especializadas em cada tipo de benefício previdenciário tiveram início em julho, dentro da estratégia de redução de fila.

No teletrabalho (o home office), os servidores atuam somente nessas centrais especializadas e precisam produzir 30% mais. Nesse modelo, cada grupo fica dedicado a um tipo de benefício, o que elevou a produtividade em 84% desde o início.

”A falta de especialização do servidor que fazia tudo gera uma série de problemas, de velocidade no atendimento, de segurança na decisão e de erros administrativos”, afirma Vieira. Da Folhapress

Veja vídeo: Bolsonaro segura cabeça de criança para foto e brinca ”esse aí é petista, viu!”

/ Política

Um vídeo do presidente Jair Bolsonaro que circula pelas redes sociais chamou atenção de muita gente neste domingo (29). No vídeo, Bolsonaro aparece pousando pra fotos com um jovem e uma mulher que carrega no colo uma criança que está prestando atenção em algo que acontece do outro lado.

Ao perceber a falta de prestígio por parte do garoto, o presidente segura a cabeça da criança com as duas mãos forçando ele a olhar para frente. Após o registro, Bolsonaro aponta para a criança e diz: ”O moloque é petista, viu!”. Entre risos e gargalhadas alguém responde: ”Deus é mais!”.

Na praia de Inema, em Salvador, presidente Jair Bolsonaro aproveita folga para pescar

/ Política

Presidente da República de folga na Bahia. Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro está passando os dias de folga na praia de Inema, no Subúrbio de Salvador. Além de ir à praia, ele aproveitou para pescar.

Na tarde de sábado (28), ele fisgou um peixe com cerca de 15 kg.

O presidente, que possui licença para pescar, contou com a ajuda de funcionários para conseguir tirar o animal da água. Bolsonaro passará o Réveillon na Base Naval, que fica a cerca de 20 quilômetros do Centro de Salvador. Ele embarcou na sexta-feira (27) e a expectativa é que só retorne para Brasília no dia 5 de janeiro.

Papa Francisco faz apelo inusitado e pede a fiéis que recolham os celulares nas refeições e conversem

/ Religião

Francisco discursou sobre as relações familiares. Foto: AFP

O papa Francisco fez um apelo inusitado no último sábado 28, durante oração na Praça São Pedro, no Vaticano. O pontífice pediu as pessoas conversem umas com as outras durante as refeições em vez de usarem os celulares, citando Jesus, Maria e José como um exemplo que as famílias devem seguir.

”Eles rezavam, trabalhavam e se comunicavam uns com os outros. Eu me pergunto se você, em família, sabe como se comunicar ou se você é como aquelas crianças nas mesas de refeição que ficam falando no celular… onde há silêncio como na missa, mas eles não se comunicam”, discursou o papa.

”Temos que voltar a nos comunicar em nossas famílias. Pais, crianças, avós, irmãos e irmãs, essa é uma tarefa para ser assumida hoje, no dia da Família Sagrada”, completou o papa argentino, um antigo crítico do aparelho. Em 2017, ele admitiu ficar triste ao ver fiéis utilizando celulares durante missas.

Em agenda do ministério, ministra Damares Alves privilegia evangélicos, diz Folha de SP

/ Política

Jornal aponta privilégio da ministra a evangélicos. Fotos Luiz Alves

A agenda oficial da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, aponta o privilegio dado a evangélicos durante sua gestão.

Entre janeiro e novembro, 74 dos congressistas recebidos por Damares fazem parte da bancada evangélica, contra 42 não evangélicos. Os dados fazem parte do levantamento feito pela Folha de São Paulo.

Além disso, a ministra manteve agenda regular com grupos aliados à pauta religiosa, como pastores e entidades de missionários. Dos parlamentares recebidos por Damares, 63% pertenciam eram evangélicos. No Congresso, a bancada evangélica ocupa 203 assentos, sendo 34% do total.

Deputados devem votar quarentena para juízes que queiram concorrer a cargos políticos

/ Brasília

Líderes de partidos de centro e centro-direita na Câmara preveem votar no início do ano legislativo, em fevereiro, projeto do deputado Fábio Trad (PSD-MS) que estabelece uma quarentena de seis anos para juízes e procuradores que queiram se candidatar a cargos eletivos na política.

Os deputados também querem votar proposta que acaba com os pagamentos a advogados públicos dos honorários de sucumbência —valores quitados pelas partes derrotadas em processos judiciais. Esse dinheiro se soma aos salários e pode extrapolar o teto constitucional. As informações são da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.

Jogo das Estrelas: Ex-jogador do Flamengo, Petkovic fratura duas costelas em disputa de bola

/ Esporte

Petkovic foi levado ao hospital. Foto: Esporte Interativo

Nem tudo foi festa no Jogo das Estrelas do Zico, neste sábado, no Maracanã. O sérvio Petkovic, comentarista do Grupo Globo, fraturou duas costelas após uma disputa de bola.

O ex-jogador de Flamengo, Vasco, Fluminense, entre outros times, foi levado ao hospital, onde ficou constatado o problema. As informações são do canal ”Sportv”.

Mesmo tendo atuado em muitos times, Petkovic tem o seu nome marcado na história do Flamengo. Em 2001, na final do Estadual contra o Vasco, o sérvio fez o gol do título em cobrança de falta aos 43 minutos do segundo tempo.

Operação Faroeste: Ministro Fux mantém ex-presidente do Tribunal de Justiça afastado

/ Justiça

Desembargador Gesivaldo Britto continua afastado. Foto: Reprodução

O ministro do Supremo Tribunal de Federal (STF), Luiz Fux, negou neste sábado (28) reverter o afastamento do presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), Gesivaldo Britto.

Em novembro, o ministro Og Fernandes, do STJ, autorizou na Operação Faroeste prisões, buscas e o afastamento de quatro desembargadores da Bahia suspeitos de envolvimento num esquema de venda de decisões judiciais.

Ao analisar o pedido, Fux considerou que o ministro Og Fernandes apresentou corretamente a motivação para os afastamentos. As informações são do site O Antagonista.

Tarifa branca de energia elétrica será ampliada a pequenos consumidores em 2020

/ Economia

A maior parte dos consumidores de energia em todo o país terá uma oportunidade de mudar os hábitos e diminuir a conta de luz. Em vigor desde 2018 para grandes consumidores, a tarifa branca de energia será estendida a quase todos os brasileiros em 1º de janeiro.

A tarifa branca consiste na redução do preço da energia fora do horário de pico, também chamado de horário de ponta e envolve três faixas de valores. Nos dias úteis, a cobrança da energia será dividida em três faixas de horário: o horário de ponta (tarifa vermelha), entre o fim da tarde e o início da noite; a faixa intermediária (amarela), uma hora antes e uma hora depois do horário de ponta, e o horário fora de ponta (verde), com custo mais baixo no restante do dia.

Nos fins de semana e nos feriados nacionais, a tarifa de energia sempre será cobrada pelo valor fora de ponta. O modelo começou a ser usado em 2018, para unidades com consumo superior a 500 quilowatts-hora (kWh). Em 2019, passou a ser aplicado em unidades com consumo a partir de 250 kWh.

A mudança não valerá apenas para unidades residenciais consumidoras da subclasse de baixa renda, atualmente tarifadas em condições vantajosas. Esse modelo de tarifação é aplicado em países como Canadá, Austrália, Itália, França e Reino Unido.

Adesão

Cada concessionária de energia estabelece o horário de ponta. Para aderir à tarifa branca, o consumidor precisará formalizar a opção na distribuidora a partir de janeiro. A empresa instalará um novo medidor de energia capaz de registrar o consumo nas diferentes faixas horárias.

O consumidor deverá prestar atenção antes de optar pela tarifa branca. Isso porque a adesão envolve mudanças de hábito, como usar aparelhos que consomem mais energia, principalmente o chuveiro elétrico, fora dos horários de pico. Caso o cliente não preste atenção e mantenha o consumo no horário de ponta, poderá fechar o mês com a conta mais cara.

Confira o horário de ponta das principais distribuidoras de energia:

Cemig – Minas Gerais: 17h às 19h59

Enel – São Paulo: 17h30 às 20h29

Light – Rio de Janeiro: 17h30 às 20h29

CEB – Distrito Federal: 18h às 20h59

CPFL – São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul e Minas Gerais: 18h às 20h59

CEEE – Rio Grande do Sul: 18h às 20h59

Celesc – Santa Catarina: 18h às 20h59

Coelba – Bahia: 18h às 20h59

Copel – Paraná: 18h às 20h59