Secretário anuncia ações de preservação do Rio Jiquiriçá em parceria com o IF Baiano

Secretário João Carlos, prefeito Cascalho e Euclides. Foto: BMFrahm

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), por recomendação do governador Rui Costa, anunciou nesta quarta-feira (24) que colocou uma atenção especial na região do Vale do Jiquiriçá, não só no contexto da sustentabilidade, mas principalmente no acompanhamento das ações de preservação do Rio Jiquiriçá.

O secretario da pasta fala em parceria com o IF Baiano, campus de Santa Inês: ”Tenho um compromisso com o Vale, não só enquanto secretário, mas, sobretudo, um compromisso sentimental. Passei a minha infância e adolescência tomando banho nesse rio, e hoje percebo o estreitamento do rio e seu desgaste ambiental. Portanto, estamos estabelecendo uma parceria com o Instituto Federal de Santa Inês para realizarmos um trabalho de preservação das matas ciliares e nascentes. Outra importante entrega, prevista para novembro, é o Plano da Bacia Hidrográfica do Rio Jiquiriçá, que pretendo apresentar e discutir com a comunidade local nos próximos meses”, informou João Carlos Oliveira, que é filho de Mutuípe e secretário da Sema.

Ele esteve participando nesta quarta, em Jiquiriçá, do seminário Parceria Mais Forte, promovido pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá e com o Colegiado Territorial. Além de João Carlos, prefeitos, que foram recepcionados pelo gestor local Cascalho, secretários municipais de Agricultura do Vale, o secretário da SDR Josias Gomes e o deputado estadual Euclides Fernandes, parlamentar que solicitou atenção do Estado ao rio estiveram presentes no evento, que ocorreu num Ginásio de Esportes da cidade.

Jequié: Prefeito assina ordem de serviço que destina mais de 3 milhões de reais em projetos sociais

/ Jequié

Prefeito, vereador e secretários comemoram. Foto: Divulgação

Visando a efetiva implementação de um projeto social voltado para a população beneficiada pelos empreendimentos financiados pelo Governo Federal, nos residenciais do Programa Minha Casa, Minha Vida, existentes na cidade, foi elaborado pela Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Infraestrutura, por meio da equipe técnica da Unidade Executora Local – Unidade Gestora de Projetos (UEL-UGP), o Plano de Desenvolvimento Socioterritorial (PDST), que será executado nesses conjuntos habitacionais, com recursos do oriundos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), gerido pelo Ministério das Cidades.

Nesta quarta-feira (24), aconteceu, no salão nobre da Prefeitura, a solenidade de assinatura da ordem de serviço. Estiveram presentes, o prefeito de Jequié, Sérgio da Gameleira; o secretário de Infraestrutura, Daniel Muniz; o secretário de Governo, Alexandro Santos; o secretário de Educação, Paulo Andrade; o secretário de Agricultura, Irrigação e Meio Ambiente, Juvenal Neto, o Neto da Água Já; o vereador, Márcio de Oliveira Melo, o Marcinho; a responsável técnica da Casali Consultoria e Assessoria LTDA., Ana Cristina Grisi Casali, que vai executar o PDST, e a equipe técnica da Unidade Executora Local – Unidade Gestora de Projetos (UEL-UGP).

A implementação do Plano de Desenvolvimento Socioterritorial é de caráter obrigatório, na entrega dos empreendimentos, mas que, por falta da elaboração dos projetos, por parte das gestões anteriores, esses recursos, no valor total de R$3.466.000,00 (três milhões, quatrocentos e sessenta e seis mil reais), destinados exclusivamente para ações sociais a serem realizadas nesses locais junto à população beneficiária desses empreendimentos e em todo o entorno, não tinham sido liberados.

O Plano de Desenvolvimento Socioterritorial é constituído de diversas ações, como atividades de mobilização e fortalecimento comunitário, educação ambiental, de geração a melhoria de trabalho e renda com cursos profissionalizantes, incluindo cursos de capacitação e qualificação, atividades socioculturais, palestras e oficinas, além de muitas outras iniciativas que serão executadas para os moradores dessas localidades. Inicialmente, os projetos sociais do PDST serão implementados, obedecendo a devida ordem de execução, nos Residenciais Campo Belo e Colina; e Jardins da Cachoeirinha I, II, III e IV; Parque do Sol; Residencial Vida Nova I e II; e no Residencial Jardim Eldorado.

 

Educação: Inep prorroga prazo de inscrição de servidores para trabalhar no Enem

/ Educação

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) prorrogou até o dia (29) de julho o prazo para que servidores públicos federais e professores da rede pública estadual ou municipal interessados em trabalhar no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) façam a inscrição na internet. O prazo terminaria na segunda-feira (22).

A oportunidade é para atuação na Rede Nacional de Certificadores (RNC) do Enem, nos dois domingos de aplicação da prova, nos dias 3 e 10 de novembro. Os certificadores atuam como representantes do Inep em todos os locais de prova e são responsáveis por conferir vários procedimentos como a chegada e a abertura dos malotes, a distribuição das provas, o trabalho dos chefes de sala, aplicadores e fiscais, entre outros.

Todo o trabalho é feito por meio de um aplicativo, pelo qual os certificadores enviam alertas e relatórios ao Inep durante todo o processo. O valor pago é de R$ 342 por dia, o que equivale a R$ 28,50 por hora de trabalho.

Os interessados precisam cumprir alguns critérios antes de se inscreverem pela internet, no Sistema RNC ou pelo aplicativo da Rede. Além de serem servidores públicos do Executivo, em exercício, ou professores da rede pública, precisam ter formação mínima de nível médio; não estar inscritos nem terem parentes inscritos no Enem 2019 além de não terem vínculo com qualquer atividade do Enem ou do Inep.

Segundo o Inep, todos os inscritos que atenderem aos critérios serão convocados para uma capacitação a distância. Aqueles que obtiverem a nota mínima exigida estarão aptos a atuar como certificadores do Enem. As demandas de trabalho são emitidas na semana da prova, de acordo com a necessidade do Inep para cada local de prova. Em 2019, o Enem será aplicado em 1.728 municípios.

Agricultores do Vale do Jiquiriçá recebem mudas de frutíferas e discutem a produção rural

Secretários, deputado e prefeitos no evento. Fotos: Blog Marcos Frahm

Para dinamizar os processos de produção com insumos de elevada qualidade, visando maior rentabilidade e produtividade para a agricultura familiar, foram entregues, nesta quarta-feira (24), 16.500 mil mudas de frutíferas e essências florestais, para agricultores do Território de Identidade Vale do Jiquiriçá, no município de Jiquiriçá.

A entrega aconteceu, no município de Jiquiriçá, durante o seminário Parceria Mais Forte – Governo do Estado e Sociedade Civil juntos pela Agricultura Familiar, promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá e com o Colegiado Territorial.

O seminário reuniu representantes da sociedade civil e do poder público estadual dos municípios da região para debater iniciativas que possam alavancar a produção rural dos municípios que compõem o Vale do Jiquiriçá. Esse é o quinto encontro realizado pela SDR, com o objetivo de discutir iniciativas para o desenvolvimento da agricultura familiar da Bahia.

O secretário de Desenvolvimento Rural, Josias Gomes, destacou que nos menores municípios o maior empregador é a agricultura familiar: ”Temos mais de 700 mil propriedades da agricultura familiar pra cuidar e é por isso que estamos chamando os prefeitos e os gestores municipais para que, juntos, possamos realizar ações para aumentar a produtividade rural do estado”.

Evento reuniu também secretários municipais e produtores rurais

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, apontou que entre as ações executadas pelo Governo do Estado estão assistência técnica e extensão rural (Ater), fomento à produção e agroindustrialização: ”Estamos apresentando um conjunto de possibilidades e analisando o que já foi feito para que possamos fazer mais e melhor. Esses seminários têm sido um momento importante, pois além de estar com toda a equipe da SDR, estamos com parceiros importantes como a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e a Agência de Defesa Agropecuária (Adab), para que possam ver o potencial que temos e juntos fazermos a economia dos municípios girar”.

Dona Marinalva dos Santos de Jesus, agricultora familiar da comunidade de Macuca, produz cacau, guaraná, urucum, pimenta do reino, entre outros produtos. Segundo ela, com a entrega das mudas ela vai aumentar sua produção: ”A expectativa é de a gente aumentar nossa renda”.

 

 

 

Prefeitura de Itaquara reforça frota de veículos da Saúde com entrega de uma nova ambulância

/ Itaquara

Prefeito e vereadores entregam ambulância. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Itaquara, no Vale do Jiquiriçá, entregou uma nova ambulância a população reforçando a frota de veículos da Secretaria Municipal de Saúde para o transporte de pacientes. O novo veículo, fruto de emenda parlamentar do deputado estadual Victor Bonfim foi entregue pelo prefeito Marco Aurélio Costa, na presença de vereadores e membros da administração pública municipal.

Itaquara completou 93 anos de emancipação político-administrativa no último dia (19/07) e, para o prefeito, a nova ambulância é um dos presentes de aniversário. ”O nosso governo tem feito com que a nossa cidade se torne mais democrática e nós estamos governando para todos. Sabemos que a saúde é uma das áreas mais importantes de qualquer gestão pública e por isso nos esforçamos para que a frota da saúde fosse reforçada com esse presente”, declarou o gestor.

Na ocasião, Marco Aurélio também presidiu cerimônia de entrega da Praça do Cinquentenário, que passou por obra de requalificação e ganhou a implantação de letreiro turístico com a frase: ”Eu Amo Itaquara”.

 

Novo bafômetro da Polícia Rodoviária Federal detecta embriaguez de motorista por respiração

/ Trânsito

Novos aparelhos de detecção de alcoolemia, os chamados bafômetros, foram distribuídos hoje para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Rio de Janeiro. Os chamados ”bafômetros passivos” detectam a presença de álcool sem a necessidade de soprar no aparelho.

Segundo o porta-voz da PRF no estado, José Hélio Macedo, o órgão vai receber 18 aparelhos para agilizar a fiscalização nas estradas. O bafômetro age por aproximação com o condutor.

”O aparelho facilita bastante o nosso trabalho por questão de agilidade porque o motorista não precisa descer do carro. Na aproximação da cabine do veículo você consegue fazer a detecção da presença de álcool. Ele tem uma sensibilidade bem grande e ganha nessa agilidade”.

Macedo cita também a economia proporcionada pelo novo modelo, já que o bafômetro tradicional requer o uso de um bocal que custa em torno de R$ 2 a unidade. ”Em uma fiscalização de alcoolemia você gastava diversos bocais e às vezes sem necessidade porque o condutor não estava embriagado. É uma melhoria até mesmo para quem está sendo fiscalizado, porque se não tiver nada de errado, ela vai embora mais rápido”.

O policial destaca que o bafômetro passivo apenas indica o consumo de álcool, mas não mede a quantidade no organismo da pessoa, o que é necessário para a aplicação da multa. Por isso, em caso de positivo, será preciso fazer o teste à moda antiga.

”O aparelho não dispensa o outro equipamento, porque se o motorista estiver alcoolizado, para fazer a multa ou a prisão a gente precisa ter o teor alcoólico, o índice. E só o outro equipamento faz essa medição, esse faz só essa triagem. É para facilitar e também a questão do custo”.

Os novos aparelhos serão utilizados nas operações de fiscalização de rotina da PRF nas rodovias federais do estado e também poderão fazer parte de operações integradas do órgão federal com as blitzes da Lei Seca do governo do Rio de Janeiro.

O novo bafômetro foi usado na fiscalização na manhã de hoje na praça do pedágio da ponte Rio-Niterói, onde a PRF fez a demonstração do aparelho para a imprensa. O marceneiro Rodrigo Souza da Conceição aprovou o novo equipamento. ”Esse é bom, porque tem gente que se recusa a fazer [o teste], né? Assim o policial já vai abordar quem tem quase certeza que fez uso de bebida. Melhora o serviço da polícia. E pra gente também, né, que tem que trabalhar. Todo mundo ganha”.

Apreensões de entorpecentes

Também hoje, a PRF anunciou o aumento de 30% na apreensão de entorpecentes nas rodovias federais do Rio de Janeiro. Os dados se referem ao primeiro semestre de 2019, na comparação com o mesmo período do ano passado.

O volume apreendido este ano passa de 12 toneladas, sendo maconha a maior parte. Segundo a PRF, a corporação apreendeu no estado no primeiro semestre deste ano 11,7 toneladas de maconha, 632 quilos de cocaína, 52,8 quilos de crack, 12 quilos de haxixe e 60 quilos de skunk.

As cargas de drogas costumam ser escondidas em fundos falsos de veículos ou em meio a outros tipos de cargas em caminhões e dentro de ônibus. Para identificar os entorpecentes, a PRF intensificou o uso de cães farejadores na fiscalização.

Dupla é presa transportando mais de R$ 300 mil em espécie dentro de carro na BR-116

/ Trânsito

Apreensão ocorreu no KM-836 da BR-116. Foto: Divulgação/PRF

Dois homens foram presos por transportar R$ 302.500 sem comprovação lícita, no carro onde estavam, na BR-116, altura de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o flagrante aconteceu nesta quarta-feira (24), no km-836, durante uma abordagem de rotina.

Segundo a PRF, durante a fiscalização, os policiais desconfiaram da reação dos homens, que estavam nervosos, e fizeram uma busca no veículo. A quantia foi encontrada na bagagem dos homens, dentro da mala do carro.

A PRF informou ainda que, durante a abordagem, o motorista disse que o dinheiro foi adquirido em uma transação comercial realizada em Santa Catarina, de onde saíram. Eles seguiam para o estado de Sergipe. Os homens foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal da cidade, junto com o veículo e o dinheiro apreendido.

Especialista em desinformação diz que não há ”solução mágica” para combater fake news

/ Imprensa

Como é possível combater a desinformação, também conhecida como notícias falsas (ou fake news, no termo popularizado em inglês)? Na avaliação da professora e diretora do grupo de especialistas em desinformação da Comissão Europeia – órgão executivo da União Europeia, Madeleine de Cock Buning, não há apenas uma solução que dê conta do problema.

”Não há bala de prata. É um problema com várias faces. E tem que ter uma solução multidimensional. O nosso trabalho é definir o escopo do problema e formular recomendações”, disse.

Madeleine participou hoje, em São Paulo, da conferência de abertura do Seminário Internet, Desinformação e Democracia, promovido pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), órgão multissetorial que organiza endereços da web no país e indica diretrizes sobre a rede. O evento dá continuidade a um debate iniciado no ano passado sobre práticas para para conter o fenômeno da desinformação na internet.

O uso do termo desinformação, segundo a professora, é mais preciso do que fake news, nome apropriado por alguns políticos e seus apoiadores para desvalorizar notícias que os desagradam. ”Nosso trabalho é definir o escopo do problema e formular recomendações”, afirmou.

Segundo a coordenadora, o grupo elaborou um relatório com recomendações sobre o tema. ”É preciso ter uma abordagem em diferentes dimensões, fazer pesquisas para compreender o fenômeno e monitorar sua evolução. Isso inclui entender porque as pessoas gostam e compartilham notícias falsas e qual o impacto disso na vida política, como em eleições.”

O relatório sugere que as plataformas digitais adotem medidas para dar mais transparência à sua operação, mostrando como funcionam sistemas, algoritmos responsáveis pela escolha dos conteúdos, recomendações de vídeos, textos e imagens a cada usuário. ”As plataformas não são transparentes sobre seus algoritmos. Somos deixados no escuro sobre o funcionamento desses sistemas”, ressaltou a professora.

O documento elaborado pelo grupo da União Europeia indica que a desinformação não será combatida se não houver um ambiente plural e diverso, com diferentes fontes de informação disponíveis aos cidadãos. A promoção passa pelo empoderamento, tanto dos jornalistas e veículos profissionais de notícias, quanto dos próprios usuários. Iniciativas de formação – ”alfabetização midiática” – fundamentais para que as pessoas tenham uma postura mais crítica,  não acreditem ou não repassem as mensagens automaticamente.

Para Madeleine, a disseminação de notícias falsas está vinculada à desconfiança no conjunto das instituições, gerando um desinteresse no que elas apresentam como verdade. ”Em muitos casos, pessoas preferem acreditar naquilo que confirma suas opiniões, evitando posições críticas.” Da Agência Brasil

Leão diz que Bolsonaro ainda está aprendendo governar. ”Espero que ele chegue lá”

/ Entrevista

Leão comenta declaração de Bolsonaro. Foto: Camila Souza

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, João Leão garantiu nesta quarta-feira (24) que as declarações do Presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre a região Nordeste, e seus governadores, não interferirá na maneira como a bancada do PP será orientada no segundo turno da reforma da Previdência.

No Congresso, na votação do primeiro turno do texto proposto pelo governo federal, a legenda apoiou a reforma. ”No PP os deputados são livres, têm uma orientação que é a do partido a nível nacional”, garantiu ao BNews, durante a abertura do III Encontro Nordeste de Advocacia Pública.

De acordo com Leão, o mesmo prognóstico vale para o episódio da inauguração do Aeroporto Glauber Rocha, em Vitória da Conquista, na última terça-feira (23), e seus desdobramentos. Alegado que o evento havia assumido um caráter político-partidário, o governador Rui Costa (PT) anunciou que não compareceria na véspera do evento.

Mais exatamente sobre o imbróglio envolvendo o governador e o presidente. Leão lamentou o ocorrido, e se descreveu como alguém de ”outro tempo”, no qual a política era feita com ”respeito” e ”carinho” para com as pessoas. ”Não gostaria de ver essas coisas acontecendo da maneira como aconteceram”, disse.

Questionado mais precisamente sobre Bolsonaro ter utilizado o termo ”Paraíba” para se referir ao Nordeste, Leão preferiu não polemizar e avaliou que o presidente ainda está aprendendo governar. ”Espero que ele chegue lá, e tenho muita vontade que dê certo. Como um bom brasileiro, quero que ele acerte. Agora, ele precisa tomar cuidado com o que diz”, salientou.

Locomotiva

Durante o evento, pouco antes de falar com a reportagem, Leão anunciou que o edital de licitação da ponte Salvador-Itaparica será lançado no próximo dia 2 de setembro. Sobre o assunto, o vice-governador afirmou que o empreendimento irá “dobrar a receita do Estado”, fazendo com que a Bahia passe a ser altamente competitiva.

Usando a analogia do Brasil como um trem, e dos estados da federação como partes deste veículo, Leão avalia que o ex-governador, e atual senador, Jaques Wagner assumiu a Bahia como o ”24° vagão”.

Para ele, este cenário foi revertido ao longo dos anos, e o objetivo é de que o Estado seja “a grande locomotiva do Brasil”, ajudando no desenvolvimento do País com protagonismo semelhante ao do estado de São Paulo.

”Temos algumas coisas nas quais já somos os segundos. Em outras, já somos os primeiros. Em alguns aspectos, passamos a ser a locomotiva”, avaliou.

Sérgio Moro comemora ação da PF e associa prisões a conteúdo divulgado pelo Intercept

/ Justiça

Ministro Moro comemora ação da PF. Foto: Isaac Amorim

O ministro Sergio Moro (Justiça) associou a prisão nesta terça-feira (23) das quatro pessoas suspeitas de hackear telefones de autoridades à divulgação, pelo site The Intercept Brasil, de mensagens que mostram interferência do ex-juiz da Lava Jato nas investigações da força-tarefa. Essa conexão, no entanto, não está citada na decisão do juiz federal Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, que autorizou as detenções. Tampouco há menção no pedido do Ministério Público que as fundamentou. Quando as primeiras mensagens vieram à tona, em 9 de junho, o site Intercept informou que obteve o material de uma fonte anônima, que pediu sigilo.

O pacote inclui mensagens privadas e de grupos da força-tarefa no aplicativo Telegram a partir de 2014. ”Parabenizo a Polícia Federal pela investigação do grupo de hackers, assim como o MPF [Ministério Público Federal] e a Justiça Federal. Pessoas com antecedentes criminais, envolvidas em várias espécies de crimes. Elas, a fonte de confiança daqueles que divulgaram as supostas mensagens obtidas por crime”, escreveu Moro no Twitter nesta quarta-feira (24). ”Leio, na decisão do Juiz, a referência a 5.616 ligações efetuadas pelo grupo com o mesmo modus operandi e suspeitas, portanto, de serem hackeamentos. Meu terminal só recebeu três. Preocupante”, concluiu o ministro.

Foram presos nesta terça Gustavo Henrique Elias Santos, Suelen Priscila de Oliveira, Danilo Cristiano Marques e Walter Delgatti Neto. ”Há fortes indícios de que os investigados integram organização criminosa para a prática de crimes e se uniram para violar o sigilo telefônico de diversas autoridades brasileiras via invasão do aplicativo Telegram”, diz o juiz no despacho.

Ministro diz que Brasil está no mesmo nível que Japão e Suécia em relação à ”fome”

/ Brasília

Ministro Osmar Terra utilizou dados da FAO. Foto: Reprodução

O ministro da Cidadania, Osmar Terra, disse nesta quarta-feira (24) que o Brasil está no mesmo nível que países como Japão, Suécia e Noruega em relação à fome.

”Se você pegar os dados da FAO (órgão da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) nós temos menos de 2,5% (da população) com risco de subnutrição. É igual da Suécia, do Japão, da Noruega”, disse em entrevista à rádio Gaúcha.

O relatório da FAO divulgado neste ano confirma o que disse o ministro. No Brasil, 5,2 milhões de pessoas estavam em estado de subalimentação. Isso equivale a 2,5% da população, mesmo percentual que Suécia, Japão e Noruega no mesmo período.

”Não existe fome endêmica. Estamos com os índices iguais aos países mais avançados do mundo nesta questão da subnutrição. Então, não há um motivo para acusar o governo ou dizer que a fome voltou ou é um grande problema no Brasil. A obesidade mata mais, inclusive, que os homicídios no Brasil”, falou.

Com slogan ”$aque certo”, Governo Federal anuncia liberação das contas ativas e inativas do FGTS

/ Economia

O governo lança nesta quarta-feira (24) uma medida provisória que vai permitir saques de contas ativas e inativas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Com slogan ”Saque certo” com o uso de um cifrão na letra ”S”, o texto será assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) no Palácio do Planalto.

De acordo com informações da equipe ministerial, o limite máximo de saque deverá ser de R$ 500 para cada conta do trabalhador. O valor foi mencionado na véspera pelo porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, e reafirmado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Segundo Onyx, além do teto de R$ 500, haverá uma regra de proporcionalidade para calcular o valor de retirada.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, ele explicou que a liberação será determinado pelo saldo da conta. Os trabalhadores que tiverem menos recursos guardados poderão sacar uma proporção maior. O governo decidiu que a medida de flexibilização de saques do FGTS vai dar ao trabalhador a possibilidade de sacar recursos anualmente, e não apenas uma vez, como foi feito em gestões anteriores.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na terça (23) que a medida vai movimentar cerca de R$ 30 bilhões neste ano. Até o ano que vem, os recursos chegarão a R$ 42 bilhões. O anúncio ocorre com uma semana de atraso em relação à previsão inicial dada pelo governo. A mudança de planos ocorreu depois de pressão do setor de construção civil. Como o FGTS financia o programa Minha Casa Minha Vida, empresários manifestaram ao Palácio do Planalto receios sobre um eventual corte de recursos.

Educação: Prazo para novos convocados do Partiu Estágio termina nesta quarta-feira

/ Educação

Termina nesta quarta-feira (24) o prazo para que os 461 universitários convocados pelo Programa Partiu Estágio realizem a entrega da documentação. Esse prazo é restrito aos 408 selecionados do primeiro edital (001/2019), com vagas para toda a administração pública.
Os 53 convocados do segundo edital (002/2019), destinado a alunos de cursos de Letras, Matemática e Educação Física, que vão atuar pela Secretaria da Educação do Estado para reforço escolar em todo a Bahia, devem se apresentar até sexta (26). A lista com os nomes dos selecionados está disponível para visualização no site da Secretaria da Administração (Saeb).
A vaga de estágio é garantida apenas com a entrega de toda documentação exigida, dentro do prazo regulamentar. A lista de todos os documentos requisitados pode ser conferida no e-mail de convocação ou nos dois editais do programa. Quem não entregar toda a documentação, ou não se apresentar dentro do período estipulado, perderá a vaga.
Sobre o programa 
O Partiu Estágio é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso a oportunidades de estágio a estudantes universitários de instituições estaduais, federais e privadas com sede na Bahia e que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho.
É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. Desde o lançamento, em abril de 2017, já foram contratados 8,7 mil universitários para atuar no serviço público baiano.

Deputado Antonio Brito pede a requalificação do aeroporto de Jequié à Seinfra do Estado

/ Jequié

Marcus Cavalcanti recebe Antonio Brito. Foto: Divulgação

Em reunião na última segunda-feira (22), com o secretário de Infraestrutura do Estado (Seinfra), Marcus Cavalcanti, o deputado federal Antonio Brito solicitou a revitalização do aeroporto Vicente Grillo, em Jequié.

O secretário por sua vez, se comprometeu de avaliar e agilizar as demandas de manutenção e requalificação do aeroporto. No encontro, o deputado também levou ao secretário as solicitações referentes ao Distrito Industrial de Jequié.