Depois de mais de 48 horas do decreto de prisão, Lula se entregou à Polícia Federal

/ Política

Lula deixa o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Foto: Estadão

Depois de mais de 48 horas da expedição do decreto de prisão pelo juiz Sérgio Moro, Lula se entregou à Polícia Federal pouco antes das 19 horas deste sábado (7).  Ele deixou o prédio do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC a pé e entrou em um dos carros da PF não identificados que o aguardavam em uma garagem próxima. Em seguida, os veículos saíram em comboio. O ex-presidente tentava deixar o prédio desde as 17 horas, mas era impedido por militantes contrários à rendição. Eles gritavam ”cercar, cercar e não prender”, enquanto dirigentes do PT pediam que saíssem dos portões do sindicato. Gleisi Hoffmann, presidente do partido, alertou que a situação jurídica de Lula poderia se agravar se ele não cumprisse o acordo feito entre seus advogados e a PF. O petista anunciou que havia decidido se entregar no início da tarde, em discurso ao final de uma missa em homenagem à sua falecida esposa, Marisa Letícia. Ainda, convocou os aliados a se tornarem ”milhões de Lulas pelo País”. ”Não adianta eles tentarem me parar. Eu não vou parar porque não sou ser humano, sou uma ideia e estou com vocês”, disse.

Pré-candidatura de Zé Ronaldo ao governo do Estado é oficializada pelo Democratas de ACM

/ Política

Zé Ronaldo vai disputar o Governo do Estado. Foto: Bocão News

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse na manhã deste sábado (7), em Feira de Santana, que ”a Bahia precisa de um governador que fale menos e faça mais, faça menos propaganda e trabalhe mais pelo povo”. A declaração foi dada durante coletiva que lançou o prefeito Zé Ronaldo (DEM) como pré-candidato ao governo do Estado. ”A Bahia precisa de um governador que fale menos e faça mais. A Bahia precisa de um governador que faça menos propaganda e trabalhe mais pelo povo”, afirmou Neto, em referência velada a Rui Costa (PT), atual chefe do Palácio de Ondina. ”A Bahia precisa de um governador que tenha pulso para resolver este problema que tanto nos aflige, do crescimento da violência e da criminalidade. A Bahia precisa de um governador que faça pela capital mas faça também pelo interior. A Bahia precisa de um governador que tenha passado pela trajetória que ele [Zé Ronaldo] passou. Que possa olhar para o futuro. Que devolva ao nosso estado a sua posição de destaque em todo o Brasil. A sua posição de força em todo o Brasil. Um governador que está ao lado de um grupo político”, continuou o democrata, que aproveitou para exaltar o aliado. ”Esse seu jeito simples. Esse seu jeito de home sincero, verdadeiro. Um homem cuja trajetória política é irretocável. Ninguém pode levantar a voz para falar nada contra Zé Ronaldo. A biografia dele é a biografia de um homem limpo, transparente, honesto, um homem de bem, e é isso que a Bahia precisa”, disse Neto. ”Que não está na política por interesses pessoais. Que não está na política para dividir o governo entre partidos políticos. A Bahia precisa de um governador que olhe no olho do povo, fale a verdade, trabalhe 14, 15 16 horas por dia, para fazer o melhor para o povo. E esse governador está nascendo hoje, na terra de Feira de Santana, capital do interior do estado”, acrescentou.

Prefeito de Feira de Santana assina renúncia da prefeitura e será candidato a governador

/ Política

Zé Ronaldo será o candidato do DEM. Foto: Jornal Grande Bahia

O prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo (DEM), assinou a renúncia do cargo na manhã deste sábado (7), após a publicação do Diário Oficial do Município, para se candidatar a governador, com apoio do prefeito de Salvador, ACM Neto. Segundo o site Bahia Notícias, o deputado federal João Gualberto, presidente estadual do PSDB, já havia sinalizado em entrevista que o até então prefeito de Feira estava acertando detalhes da candidatura. Neto já havia declarado nesta sexta-feira (6) seu apoio a Zé Ronaldo e ele já era visto como uma espécie de plano B da oposição. ”Não sei o que a vida reserva pra você. Só sei de duas coisas. Primeiro: nós estamos juntos. Segundo: Esse homem está mais do que preparado para construir o futuro da Bahia”, defendeu o prefeito de Salvador.

Filho de Paulo Souto desiste de candidatura à reeleição após desistência de ACM Neto

/ Política

Deputado Fábio Souto desiste de reeleição. Foto: Agência Câmara

O deputado estadual Fábio Souto (DEM), filho do secretário da Fazenda de Salvador e ex-governador Paulo Souto (DEM), desistiu de tentar reeleição após a desistência do prefeito ACM Neto (DEM) de sair candidato a governador do Estado. De acordo com informações do site Bocão News, o democrata teria avaliado um cenário complicado para conseguir garantir continuidade na Assembleia Legislativa da Bahia. Vale ressaltar que Souto era deputado federal e em 2014 concorreu a vaga estadual, justamente por dificuldades de viabilização.

Homem que matou prefeito de Macajuba é condenado em júri popular a 16 anos e 4 meses

/ Justiça

Após confessar ter matado o ex-prefeito de Macajuba, Fernão Sampaio, Flávio Albergaria de Oliveira, conhecido como ”Binho de Moacir”, foi condenado nesta sexta-feira (6) a 16 anos e quatro meses de prisão.  O julgamento demorou cerca de 10h e foi realizado por meio de júri popular. Binho foi condenado por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima). De acordo com o filho de Fernão, Maurício Sampaio, a defesa tentou desqualificar a imagem de Fernão e que em nenhum momento Binho demonstrou arrependimento. ”Ele continua demonstrando o ódio que ficou inerente, bastante explícito pelas entrelinhas do processo que teve uma motivação política, nada que foi dito, nenhuma alegação”, disse Maurício. Para o filho do ex-prefeito, o que fica é o descontentamento com as leis que permitem que o acusado tenha pena reduzida. ”Infelizmente a gente fica um pouco decepcionado com a lei, não se trata de 16 anos e quatro meses, mas sim da vida de uma pessoa. Existe o regramento do código criminal que vai dando benefícios ao réu, imagino que em um caso desse ele deve ficar preso no máximo durante oito anos”, declarou. Fernão Sampaio foi morto no dia 2 de abril de 2015 na principal avenida de Macajuba. O prefeito circulava pela via quando foi abordado pelo acusado que desferiu quatro tiros. Quando foi preso, o acusado disse que o fato ocorreu após a prefeitura desapropriar um terreno pertencente à família dele. O Ex-prefeito Fernão cumpria o quarto mandato no município na cidade e o crime chocou a população local. As informações são do Bahia Notícias