Temperatura cai na região e Jaguaquara registra chuvas fracas, após dias de forte calor

/ Jaguaquara

Temperatura cai e chove em Jaguaquara. Foto: Blog Marcos Frahm

Depois de um período de muito calor, terça-feira (16) foi de tempo nublado e registro de chuvas fracas em Jaguaquara, e em outros municípios da região do Vale do Jiquiriçá. Segundo a previsão do tempo, há ainda possibilidade de mais chuvas ao longo da semana na região. Para esta quarta-feira, a temperatura pode variar entre a mínima, de 19ºC, e a máxima, de 28ºC.

Jequié: Estádio Waldomiro Borges passa por vistoria técnica da Federação Bahiana de Futebol

/ Jequié

Estádio Waldomiro Borges passa por vistoria técnica. Foto: Secom

Na tarde desta terça-feira (16), o município de Jequié recebeu a visita do assessor técnico, Jorge Inácio Diniz, para Vistoria e Segurança de Estádios da Federação Bahiana de Futebol (FBF), que esteve avaliando a situação do Estádio Waldomiro Borges, o Waldomirão. A agenda teve como finalidade fazer um levantamento das condições estruturais do equipamento como o gramado, arquibancadas, sistema de iluminação, sanitários, vestiários e demais estruturas que vêm passando por intervenções implementadas pelo Governo do Estado. ”As obras estão sendo executadas dentro daquilo que foi solicitado. O Estádio Waldomiro Borges tem uma planta muito robusta e a avaliação é esperar que, no dia do jogo do Jequié, esteja tudo pronto e que os vestiários estejam em condições de serem utilizados, assim como a iluminação e toda a infraestrutura para o público também estejam finalizadas. Vimos aqui o enorme esforço que estão fazendo para executarem as obras. O Governo do Estado, através da SUDESB e a Prefeitura de Jequié, vêm atuando firmes. À princípio, estamos vendo um grande canteiro de obras, com muitas pessoas trabalhando. Acredito que, dentro do prazo estipulado pelo engenheiro, a obra esteja entregue para que possamos dar o mando de campo para o time do Jequié”, destacou o assessor técnico para Vistoria e Segurança de Estádios da Federação Bahiana de Futebol, Jorge Inácio Diniz. O objetivo das mudanças é atender as exigências da Federação na elaboração do projeto de requalificação da principal praça esportiva da cidade. O valor das intervenções no estádio é de aproximadamente R$ 900 mil e conta com a recuperação do gramado; novo sistema elétrico; revitalização da iluminação; instalação de um poste de 24 metros, localizado atrás dos novos vestiários e que terá novos refletores; instalação de uma estrutura de refletores com instalação de torres com três metros de altura, na marquise do estádio; construção de novos vestiários, tanto para jogadores quanto para árbitros, seguindo a normatização e padrões da Federação Bahiana de Futebol (FBF); revitalização de tribuna de imprensa e da tribuna de honra, que serão climatizadas; instalação de alambrado ao redor da área de jogo; novos bancos de reservas, seguindo também a normatização e padrões da FBF; novos sanitários masculinos e femininos na área de entrada do portão principal; salas para órgãos públicos e para o Serviço de Atendimento ao Torcedor (SAT); rampas para acessibilidade e sanitários com acessibilidade; revitalização e pintura da área externa, reforma da área interna e reforma dos antigos vestiários.

Mutuípe: Moradores cobram do DNIT implantação de redutores de velocidade na Rodovia BR-420

Moradores fecharam a BR-420 em Mutuípe. Foto: Mídia Bahia

A semana começou com interdição da Rodovia BR-420, na localidade do Novo Ferro Velho, a cerca de 2 km de Mutuípe, no Vale do Jiquiriçá. Segundo o site local Mídia Bahia, os moradores reivindicam a instalação de redutores de velocidade sobre a estrada, em face ao registro de vários acidentes no trecho, entre Mutuípe e Laje. Cansados de esperar pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, os moradores da região resolveram fechar a pista. No local, eles também cobravam da Coelba providências sobre o posicionamento de postes de energia elétrica com a rede baixa, levando risco aos usuários e a solicitação, segundo o site, teria sido atendida. O prefeito de Mutuípe, Rodrigo Maicon (MDB), aliado do Governo Temer, informou ter protocolado ofício pedindo atenção do órgão federal, DNIT.

Estado divulga tabela de pagamento do funcionalismo público estadual para 2018

/ Bahia

Após encerrar 2017 no grupo dos estados brasileiros que seguem pagando os salários do funcionalismo rigorosamente em dia e honrando os compromissos com os fornecedores, a Bahia dá mais uma demonstração de equilíbrio fiscal no ano que se inicia: a tabela de pagamento dos servidores ativos, aposentados e pensionistas das administrações Direta e Indireta em 2018, fixando as datas de desembolso dos vencimentos mês a mês, foi publicada na edição do Diário Oficial do Estado que circulou neste fim de semana.A tabela poderá ser consultada também no Portal do Servidor (www.portaldoservidor.ba.gov.br). Os funcionários irão receber seus vencimentos sempre no último dia útil de cada mês. A primeira parcela do 13º salário será quitada ao longo do ano, já que a maior parte dos servidores estaduais recebe o benefício no mês de aniversário. Já a segunda parcela será paga no dia 20 de dezembro.De acordo com o secretário da Fazenda, Manoel Vitório, a publicação da tabela anual e o seu rigoroso cumprimento pelo Estado assegura que os servidores públicos baianos possam organizar a sua vida financeira, o que não tem acontecido com o funcionalismo de outros estados que têm atrasado e mesmo parcelado as suas folhas de pagamento. ”A manutenção do equilíbrio fiscal, sob a liderança do governador Rui Costa, tem promovido as condições necessárias para que a Bahia continue a honrar seus compromissos”, afirma Vitório, ao lembrar que a Bahia segue assegurando a prestação dos serviços públicos e sustentando o ritmo dos investimentos em áreas como infraestrutura, mobilidade, saúde, educação e segurança: em 2017, o governo baiano investiu um total de R$ 2,65 bilhões em obras e ações que beneficiam diretamente a população em todo o Estado.

Esporte: Contusão poderá deixar o goleiro Léo, do Jequié, fora do Campeonato Baiano

/ Esporte

Léo Paredão comentou sobre sua contusão. Foto: Divulgação/ADJ

O goleiro Léo Paredão poderá representar uma baixa da Associação Desportiva Jequié-ADJ, na disputa do Campeonato Baiano 2018, que terá sua rodada de estreia no próximo domingo (21). O atleta sofreu uma contusão na cervical C1, durante a partida amistosa do último domingo (14), na cidade de Ipiaú, contra o Vitória da Conquista. O tempo médio de restabelecimento do atleta é de cerca de 45 dias, o que poderá lhe deixar fora da competição. Além de Léo, a ADJ conta com os goleiros Maciel e Nathan. A gerência de futebol já avalia a contratação de um novo goleiro para suprir a possibilidade do jogador que vinha sendo observado como titular da posição não conseguir em tempo condições de retornar aos gramados. Com informações do Jequié Repórter

Educação: Colégios da Rede Estadual de Ensino iniciam matrículas para ano letivo de 2018

/ Educação

Matrículas na rede estadual começaram. Foto: Claudionor Junior

As matrículas na rede estadual de ensino começaram nesta terça-feira (16) e seguem até o dia 23 de janeiro, conforme um cronograma traçado de acordo com o perfil do estudante. O procedimento de matrícula pode ser feito em qualquer escola da rede ou no Portal da Educação. É importante ficar atento ao calendário definido pela Secretaria de Educação (SEC) para não perder o dia correto.”A primeira etapa tem a ver com os alunos que já deveriam ter feito a sua confirmação ano passado. Hoje, portanto é para a turma que já estava na nossa rede e que deixou de fazer a matrícula porque perdeu o prazo, mudou de endereço ou porque a escola em que estava não tem a série subsequente. No ano passado, mais ou menos 600 mil estudantes confirmaram matrícula”, explicou o secretário da educação Walter Pinheiro. Os dias 17 e 18 estão destinados aos alunos do ensino Fundamental que estavam na rede municipal de ensino. No dia 19, serão atendidos os novos alunos do Ensino Fundamental que estão entrando para rede estadual. Nos dia 22 e 23, será a matrícula para o Ensino Médio. Nos dias 25, 26 e 29 haverá um acompanhamento especial para a Educação Inclusiva. ”É importante frisar que na matrícula do Ensino Médio estamos inserindo uma série de novidades. Por exemplo, no Ensino Médio Profissional, nós estamos reduzindo o tempo do curso de quatro para três anos, para que o estudante possa ter acesso mais ágil ao mundo do trabalho. Também teremos Educação Profissional nas escolas de ensino regular. Ofertas de cursos de curta duração, duração plena. Um desafio para chegarmos até dezembro de 2018 em todas as escolas de Ensino Médio da Bahia com pelo menos um curso profissionalizante”, acrescentou Pinheiro. Também começaram as matrículas dos novos alunos do Colégio Estadual da Polícia Militar (CPM). O advogado Jurandir Monteiro tem uma filha estudando no CPM Dendezeiros há seis anos e foi realizar a matrícula da segunda filha, contemplada este ano com uma vaga para a 3ª série do Ensino Fundamental na unidade, através de sorteio eletrônico. ”A gente precisa passar para os filhos toda uma questão de disciplina, de responsabilidade para o futuro. Aqui a gente encontra toda essa preparação”, comenta sobre a escolha. As matrículas para novos alunos do CPM em todo o estado acontece até o dia 18 de janeiro, presencialmente, na unidade contemplada. Caso haja desistência, novos candidatos serão chamados. ”Toda pessoa que se inscreve para o sorteio eletrônico recebe uma senha e tem acesso à sua classificação. Por exemplo, se houverem dez vagas para o 6º ano, a 10ª e a 11ª (pessoa), já começa a se preparar”, explica o coordenador de disciplina do CPM Dendezeiros, Major Ramon. Esses candidatos serão convocados de imediato para preencher a vaga.

Chiclete com Banana confirma mudança: filho de Jequié, Khill da Patchanka assume o vocal

/ Entretenimento

Kill deixa o Patchanka e ingressa no Chiclete. Foto: Instagram

Através de uma postagem nas redes sociais, o Chiclete com Banana confirmou a mudança nos vocais do grupo. Khill, que cantava na banda Patchanka, agora é o novo cantor do Chiclete. Ele assume o posto antes ocupado por Rafa Chaves, que sucedeu Bell Marques a partir de 2013. ”É isso aí… A raiz está no chão, está no gueto, está na cor do corpo e da alma. Está na mudança pra o que der e vier. Chic é ser Chiclete. Chicleteiro por inteiro no mundo da dança, que vem do menino filho do bem, que desce rasgando, dançando e cantando no meio da multidão”, diz um trecho do anúncio de boas-vindas, publicado pelo perfil da banda no Instagram. Desde que a Patchanka ganhou repercussão no estado, no início dos anos 2000, Khill chamava atenção do público pela semelhança com o tom de voz de Bell. Na época, o cantor ainda usava bandana – marca registrada do veterano, que hoje segue em carreira solo –, só que enrolada na testa. ”Se quiser falar, sinta-se à vontade, fale o que quiser, mas nos deixe passar porque a verdade está de pé. Não existe bandido nem mocinho, herói ou vilão, existe sim o tempo certo de dar a volta no mundo para pular o seu muro”, completa o Chiclete em outro trecho do texto. A notícia da mudança já vinha sendo repercutida no último fim de semana e o empresário da Patchanka, Gabriel Cruz, confirmou ao site Bahia Notícias que havia uma negociação nesse sentido. Como também é sócio, Khill permanece na gestão dos negócios do grupo. De acordo com Cruz, logo mais eles devem anunciar o novo cantor, que assumirá a banda para as apresentações do Carnaval. Já Chaves integra o projeto Confraria da Música, que reúne outros artistas da cena baiana.

Temer decide afastar quatro vice-presidentes da Caixa por 15 dias, após investigação da Polícia Federal

/ Brasília

Temer afasta quatro vice-presidentes da Caixa. Foto: Beto Barata

O presidente Michel Temer determinou o afastamento de quatro dos 12 vice-presidentes da Caixa Econômica Federal (CEF) por um período de 15 dias. Em nota, o Palácio do Planalto informou que esse será o prazo para que eles apresentem defesa das acusações de que são alvo. Os vice-presidentes são investigados em operações da Polícia Federal. Temer deu a ordem ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; e ao presidente da Caixa, Gilberto Occhi, para que procedessem com os afastamentos. A determinação foi anunciada oito dias depois que o governo federal não seguiu a recomendação do Ministério Público Federal (MPF) para exonerar todos os 12 vice-presidentes do órgão. Na última quinta-feira (11), os procuradores responsáveis pela Operação Greenfield enviaram um novo ofício ao presidente, desta vez alertando que ele poderia ser responsabilizado por ”eventuais novos ilícitos” cometidos pelos gestores do banco. No documento, encaminhado inicialmente à Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, os membros do MPF colocam como data final para atendimento à recomendação o dia 26 de fevereiro. Eles solicitam também que sejam anexados aos autos o relatório das investigações feitas por um escritório independente de advocacia contratado pela Caixa, o ofício enviado anteriormente a Temer e uma recomendação do Banco Central, de ”teor semelhante” ao enviado pelo Ministério Público. Na semana passada, o Palácio do Planalto disse que não cumpriria a recomendação. A Operação Greenfield investiga indícios da existência de um esquema de cooptação de testemunhas para que não contribuíssem com a apuração de supostas irregularidades envolvendo fundos de pensão. O primeiro pedido havia sido encaminhado a Temer no final do ano passado. Além das investigações em andamento, os procuradores citam a relação de alguns desses executivos com o ex-deputado Eduardo Cunha e o ex-ministro Geddel Vieira Lima, ambos presos por denúncias de corrupção. As informações são da Agência Brasil

Após ser baleado na cabeça durante assalto, jornalista da Globo é aposentado por invalidez

/ Imprensa

Alexandre Farias foi baleado. Foto: Reprodução/TV Asa Branca

O apresentador da TV Asa Branca, afiliada da TV Globo em Pernambuco, Alexandre Farias, foi aposentado por invalidez. Ele foi atingido por um tiro na cabeça depois de sair do trabalho em setembro de 2017. As informações são do Jornal do Comércio. Segundo a publicação, o jornalista já foi submetido a uma avaliação de médicos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Ele já está na fase de recuperação dos movimentos, mas não tem previsão de alta médica.

Com contrato em Salvador, Grupo TCP ganha R$ 32,5 milhões na Prefeitura da parceira Camaçari

/ Bahia

Gestão de Antônio Elinaldo (DEM) confirma contrato. Foto: A Tarde

Empresa do grupo TCP Logística, a Promo Express foi a vencedora do processo licitatório para gerir o almoxarifado da Prefeitura Municipal de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, confirmou a própria administração do prefeito Antônio Elinaldo (DEM), nesta terça-feira (16), ao site Metro1. O serviço era feito, até então, pelo próprio poder público. De acordo com a assessoria de imprensa da gestão, “o processo licitatório está em fase final e breve será assinado o contrato”. O valor destinado à empresa vencedora do certame é de R$ 6,5 milhões a cada 12 meses, durante seis anos, o que equivale a R$ 32,5 milhões ao final do contrato. O Grupo TCP é uma das maiores operadoras logísticas do país e tem entre seus clientes as prefeituras de São Paulo, chefiada por João Doria (PSDB), Rio de Janeiro, comandada por Marcelo Crivella (PR), e Salvador, do prefeito ACM Neto (DEM), aliado politicamente dos gestores paulista e carioca. Na última segunda (15), um ouvinte identificado como Luiz Alberto, que se dizia morador do município, denunciou à Rádio Metrópole, antes de ser promulgado o resultado da licitação, que tal concorrência pública na cidade seria vencida por uma “superempresa de logística do grupo político ao qual ele [Elinaldo] faz parte” por um “valor exorbitante” (ouça abaixo).

Juiz de Salvador nega pedido para anular Comenda Dois de Julho para Lula na Assembleia

/ Justiça

Lula receberá Comenda Dois de Julho na Bahia. Foto: Antônio Cruz

O juiz Mário Soares Caymmi, da 8ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, negou uma liminar que pedia a anulação da Comenda Dois de Julho concedida ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela Assembleia Legislativa baiana. A honraria foi aprovada por unanimidade pelos deputados estaduais. A liminar havia sido proposta por meio de uma ação popular movida por Antônio Marcos Souza Braga, uma das lideranças do movimento “Vem pra Rua” na Bahia. Ele alegou que a concessão da honraria poderia “agravar ou piorar a moralidade pública nacional”. No entendimento do magistrado, não há “fundamento jurídico” para proferir decisão que impeça a concessão da comenda a Lula. “Não se tem notícia de qualquer proibição legal de que pessoa condenada em primeira instância judicial e que esteja respondendo a ações penais deixe de ser apta a receber Comendas”, afirmou Caymmi na sentença. Já aprovada, a cerimônia com o petista ainda não tem data marcada para ser realizada.

Mesmo com o PMDB em crise, ops, MDB, após prisão de Geddel, vice-prefeito de Salvador nega saída

/ Política

Bruno Reis nega que deixará MDB após crise. Foto: Divulgação

O vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, negou que possa deixar o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) após a crise da legenda na Bahia, que envolve a família Vieira Lima. Segundo a Coluna do Estadão, do jornal Estado de S. Paulo, o emedebista pode ingressar no Democratas, partido do prefeito soteropolitano ACM Neto. Em entrevista à rádio Itapoan, em setembro do ano passado, o emedebista já tinha sinalizado que poderia sair da legenda, caso não houvesse uma renovação na agremiação. “Se o PMDB [atual MDB] tiver uma nova cara e tiver independência, eu continuo. Senão, eu vou discutir a minha permanência no partido”, afirmou, na época. No entanto, ontem, Bruno Reis negou a especulação. “Não sou candidato em 2018 e não há necessidade de mudança de legenda”, ressaltou. Nos bastidores, os aliados do vice-prefeito contaram que o emedebista não descarta deixar o partido, mas qualquer decisão só será tomada entre o final de março e início de abril, quando o prefeito ACM Neto definirá sua decisão sobre disputar ou não o governo da Bahia. A saída de Bruno do MDB para o DEM pode fazer parte também de outra possível estratégia. Se Neto deixar o Palácio Thomé de Souza neste ano, o Democratas perderá força política, já que Salvador é a única capital comandada pela sigla. O partido não administra nenhum estado. Logo a ida do vice-prefeito para a legenda de Neto, seria uma tática para o DEM manter a projeção nacional. Em face das especulações, os principais emedebistas baianos trataram de negar a provável retirada do vice-prefeito do Movimento Democrático Brasileiro. “Desconheço. Nunca conversei com ele sobre isso. É uma liderança importante do MDB. Eu sempre converso com Bruno e ele mostra uma disposição de fortalecer o partido. É uma liderança que tem agregado. Sem dúvida, um dos responsáveis pelo crescimento do partido na capital”, disse o presidente interino do MDB da Bahia, o deputado estadual Pedro Tavares. Líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o parlamentar Leur Lomanto Jr. também afirmou não acreditar na saída do vice do Thomé de Souza. “Não acredito. Já tive com o Bruno várias vezes e ele está entusiasmado e motivado para comandar esse novo momento que o MDB da Bahia precisa”, falou, em entrevista à rádio Metrópole. O MDB baiano entrou em crise após a Polícia Federal prender, no ano passado, o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, e abrir uma investigação contra o irmão dele, o deputado federal Lúcio Vieira Lima. Os policiais encontraram em apartamento ligado aos Vieira Lima R$ 51 milhões.

Procuradoria alerta que Michel Temer pode ser punido por não trocar vices da Caixa Econômica

/ Brasília

Temer pode ser punido pela Procuradoria-geral. Foto: Beto Barata

Procuradores da força-tarefa Greenfield, que investigam desvios em fundos de pensão e na Caixa Econômica Federal, enviaram um ofício para a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que deve ser encaminhado ao presidente da República, em que alertam sobre a possibilidade de Michel Temer ser punido por não trocar os vice-presidentes do banco público. A substituição dos vices foi uma sugestão do Ministério Público Federal (MPF) baseada em uma investigação interna da Caixa que apontou influência política e possíveis crimes praticados pelos executivos. Encaminhada à Caixa e a Casa Civil, a sugestão não foi acatada e os vices foram mantidos. “Esclarece-se desde já que, caso não seja observada a recomendação, eventuais novos ilícitos cometidos pelos atuais vice-presidentes da Caixa Econômica Federal poderão gerar a responsabilização civil de Vossa Excelência, por culpa in eligendo”, diz o ofício assinado por 5 procuradores da República. Apesar de não ter sido notificado ainda, a avaliação de interlocutores do presidente é que “a recomendação não pode ser ameaça”, ainda mais por quem não teria competência para processar o presidente. A Caixa Econômica Federal informou que foi notificada da recomendação do Ministério Público Federal em Brasília de trocar todos os seus vice-presidentes e de contratar outros por “processos seletivos impessoais”. “O banco irá responder formalmente obedecendo o prazo legal”, acrescentou. Leia mais no Estadão.

Procuradoria pede 386 anos de prisão para Eduardo Cunha e 78 anos para Henrique Alves

/ Brasília

Cunha está preso por corrupção passiva. Foto: Agência Câmara

Em alegações finais no âmbito da ação penal derivada da operação Sépsis, que investiga desvios no fundo de investimentos do FI-FGTS, o Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça que os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha (MDB) e Henrique Eduardo Alves (MDB) sejam condenados, respectivamente, a penas de 386 anos e de 78 anos de prisão. De acordo com a acusação, Cunha cometeu os crimes de corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e prevaricação. Henrique Alves, por sua vez, responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Além dos dois ex-parlamentares, que já estão presos, são réus no processo o ex-vice-presidente da Caixa, Fabio Cleto, o corretor Lúcio Bolonha Funaro e seu funcionário Alexandre Margotto. Os três assinaram acordos de delação premiada e, portanto, os procuradores sugerem o cumprimento das penas estipuladas nas negociações. As alegações finais são a última etapa do processo antes das sentença. Esse caso tramita na 10.ª Vara Federal em Brasília sob titularidade do juiz Vallisney de Souza Oliveira. Ainda por conta dos supostos prejuízos causados pela corrupção, os procuradores pedem uma multa de R$ 13,7 milhões para Cunha e R$ 3,2 milhões para Alves. Na peça, o MPF explica que os crimes imputados a eles são referentes apenas ao caso envolvendo a empresa Carioca Engenharia. O caso representa apenas 4% da propina recebido por Cleto enquanto vice-presidente de Fundos de Governo e Loteria da Caixa. “Ficou comprovado nestes autos, pelos elementos probatórios, assim como atualmente vem sendo descortinado em diversas operações realizadas, como é o caso das denominadas operações Sépsis, Cui Bono, Patmos e Lava Jato, entre outras, um esquema criminoso que utiliza ardilosamente a Administração Pública como forma de obter vantagens indevidas. Participavam desse conluio políticos, agentes públicos, operadores financeiros, empresários e outros agentes privados”, diz o MPF A operação Sépsis, origem do processo no qual o MPF pede a condenação dos emedebistas, foi deflagrada pela Polícia Federal e pela Procuradoria-geral da República em julho de 2015. A ação teve como base a delação premiada de Cleto e dos executivos da Carioca Engenharia que detalharam como o grupo político de Cunha e Alves se valiam da nomeação de diretores na Caixa para cobrar propina de empresas interessadas em aportes do FI-FGTS. No tópico em que define a dosimetria de pena e aponta a sugestão de 386 anos para Cunha e 78 para Alves, os procuradores Anselmo Lopes e Sarah Moreira, afirmam que os dois são “criminosos em série (criminal serial) ,fazendo da política e da vida pública um caminho para a vida delituosa.” “De fato, restou demonstrado no curso da ação penal que Cunha e Alves possuem personalidades voltadas para o crime, para a corrupção em seu sentido mais amplo. São pessoas que não demonstraram ou comunicaram, ao menos até o presente momento, qualquer arrependimento por seus crimes”, afirmam os procuradores.