Médico segue na UTI após acidente na BR-330; foi vítima de acidente no mesmo trecho em 2019

/ Trânsito

Caminhonete caiu em ribanceira às margens da BR-330. Foto: WhatsApp

O médico Rômulo Garcia Mazanti segue internado no Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, até esta segunda-feira (28), depois de ter dado entrada na unidade hospitalar apresentando graves ferimentos, vítima de um acidente de trânsito na manhã de domingo (27), na BR-330, no trecho que compreende o município de Jitaúna, no Médio Rio de Contas. Rômulo conduzia um caminhonete que saiu da pista e precipitou-se numa ribanceira às margens da estrada, colidindo com uma árvore. Socorrido ao HGPV, o profissional de saúde permanece internado e deve deixar a UTI nesta terça-feira (29), conforme informações levantadas pelo Blog do Marcos Frahm.

Antecedente de acidente

Em 2019, o mesmo médico teria se envolvido em acidente, também na BR-330, quando Rômulo conduzia uma caminhonete que bateu com um carro Fiat Strada, tendo a colisão à época provocado a morte do motorista identificado como José Santos da Silva, de 52 anos, morador da cidade de Itagi. O caso motivou manifestações de familiares e amigos da vítima que acusavam o médico de ter ingerido bebida alcoólica para dirigir. Um inquérito policial foi instaurado e concluído em 2020 e encaminhado ao Ministério Público, apurando as principais causas do acidente que ainda deixou outras duas pessoas feridas

O médico Rômulo Garcia Mezanti, que acidentou-se no último domingo (27), na BR 330, tem antecedente de um outro registro na mesmo trecho da rodovia, quando em setembro de 2019, quando ele na condução de uma caminhonete colidiu com uma picape Fiat-Strada, resultando na morte de José Santos da Silva, 52 anos, conhecido como Pelé, residente na cidade de Itagi. Em janeiro de 2020 foi concluído e entregue ao Ministério Público, o inquérito policial que apurou as causas do acidente, que também deixou duas pessoas feridas. No inquérito foi apresentado como prova das causas um vídeo revelando que a caminhonete transitava na via contrária, provocando a tragédia.

Os comentários estão fechados.