Bahia registra 511 casos de Covid-19 e mais dez óbitos nas últimas 48 horas, diz boletim epidemiológico

/ Bahia

Na Bahia, nas últimas 48 horas, foram registrados 511 casos de Covid-19 e dez mortes. De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), de 1.700.520 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.669.164 são considerados recuperados, 624 encontram-se ativos e 30.732 pessoas fora a óbito confirmado.

Segundo a Sesab, o boletim epidemiológico desta quinta-feira (13) contabiliza ainda 2.040.048 casos descartados e 358.706 em investigação. Na Bahia, conforme a secretaria, 68.658 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

Vacinação

A Sesab ainda informa que a Bahia contabiliza 11.682.249 pessoas vacinadas contra a Covid-19 com a primeira dose, 10.834.622 com a segunda ou dose única, 7.400.700 com a de reforço e 2.361.793 com o segundo reforço. Do público de 5 a 11 anos, 1.051.362 crianças foram imunizadas com a primeira dose e 691.163 tomaram também a segunda. Do grupo de 3 e 4 anos, 52.770 receberam a primeira e 13.596 a segunda dose.

Defensoria da União aciona MPF contra Bolsonaro por associar Lula a voto em cadeias

/ Justiça

DPU apresentou à PGE denúncia contra Bolsonaro. Foto: Estadão

A Defensoria Pública da União (DPU) apresentou à Procuradoria-Geral Eleitoral uma notícia de fato contra o presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, por veicular uma propaganda em que afirma que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi o mais votado nos presídios do país.

Para o órgão, a peça é racista e discriminatória, extrapola a liberdade de crítica e veicula desinformação sobre o exercício do voto em estabelecimentos prisionais. ”Sabe onde Lula teve mais votos no primeiro turno das eleições? Nas cadeias e nos presídios do Brasil”, diz a propaganda. O vídeo ainda sugere que o petista defende criminosos e, por isso, teria bons resultados entre detentos.

Bolsonaristas divulgaram dados de sites regionais e relatórios de urnas de presídios, entre os quais o de Tremembé (SP), para sustentar a tese. Não foi apresentado, porém, um relatório consolidado dos votos de todas as cadeias do Brasil.

De acordo com a Defensoria Pública da União, a peça leva desinformação à população ao não esclarecer como funciona o exercício do voto por pessoas presas —o direito é garantido apenas a aqueles que não estão condenados em caráter definitivo ou que estão detidos em razão de medida cautelar judicial.

”A propaganda eleitoral também não informa que tal direito não vem sendo historicamente assegurado pelo Estado brasileiro, que ostenta uma das maiores populações carcerárias do mundo”, diz o órgão. A DPU aponta que a campanha de Jair Bolsonaro se vale de imagens sensacionalistas e de jovens negros para rotular o candidato adversário como ”apoiador de bandidos”.

”Chama atenção ainda o vídeo exibido em que um jovem negro se encontra algemado e não se elucida a que pretexto declara voto no candidato adversário, em situação que indicia possível prática de abuso ou até tortura, pois parece incomum a espontaneidade desse tipo de declaração em situação de abordagem ou detenção regular”, afirma o órgão, que recomenda uma investigação do caso.

A Defensoria pede que o presidente Jair Bolsonaro seja penalizado por veicular propaganda eleitoral “politicamente abusiva e de conteúdo discriminatório, que estigmatiza o legítimo exercício do direito de voto da população carcerária em caráter provisório e vincula imagens selecionadas de jovens negros em referência ao rótulo de ‘criminosos’ e ‘bandidos”’.

Solicita, ainda, que a propaganda seja retirada imediatamente dos veículos de mídia, TV aberta, internet e rádio, e que o mandatário seja advertido de que deve evitar todo e qualquer conteúdo de campanha que discrimine grupos e pessoas em situação de vulnerabilidade social e política.

A representação foi elaborada pelo Grupo de Trabalho de Políticas Etnorraciais da Defensoria Pública da União. Assinam o documento os defensores Rita Cristina De Oliveira, Natália Von Rondow, Alexandre Mendes Lima de Oliveira, Laura Lucia Pereira Ferrarez, Thales Arcoverde Treiger, Yuri Michael Pereira Costa, Wagner Wille Nascimento Vaz, Ricardo Russel Brandão Cavalcanti, Gabriel Cesar dos Santos, João Marcio Simões, Diego Bruno Martins Alves, Daniel Mourgues Cogoy, Alexandre Benevides Cabral e Guillermo Rojas de Cerqueira César.

*por Mônica Bergamo/Folhapress

STJ mantém afastamento de governador de Alagoas, apoiado por Lula, e vencedor do 1º turno

/ Política

Paulo é candidato à reeleição, apoiado por Rennan. Foto: Reprodução

A Corte Especial do STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu nesta quinta-feira (13), por 10 votos a 2, manter o afastamento do governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), determinado pela ministra Laurita Vaz, relatora do caso.

Votaram para manter o afastamento a própria Laurita e os ministros Francisco Falcão, Nancy Andrighi, Herman Benjamin, Og Fernandes, Raul Araújo, Benedito Gonçalves, Paulo de Tarso Sanseverino, Isabel Gallotti e Antônio Carlos Ferreira.

Por outro lado, votaram por manter Dantas no cargo os ministros João Otávio de Noronha e Jorge Mussi. A maioria deles, porém, decidiu fixar o afastamento do governador ao menos até o final de dezembro, e não por seis meses, como previsto inicialmente.

Paulo Dantas é candidato à reeleição e é apoiado pela família do senador Renan Calheiros (MDB-AL) e também pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). O advogado de defesa, Cristiano Zanin Martins, estuda se irá recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal). Zanin também advoga para o ex-presidente Lula.

No julgamento, a ministra Laurita Vaz fez forte defesa da sua decisão de afastamento do governador e rebateu críticas feitas contra ela —sem nomear, enviou os recados a Renan Calheiros. Ela foi elogiada pelos demais ministros e, ao fim do julgamento, agradeceu aos colegas pelas homenagens e chorou.

Renan chamou a ministra de bolsonarista e a Polícia Federal de ”a Gestapo” de Arthur Lira (PP-AL), seu adversário político. O afastamento de um governador do cargo, afirmou a relatora Laurita, ”caracteriza uma ação drástica de grande repercussão, porém prevista no ordenamento jurídico”. “A dose do remédio deve ser proporcional ao mal que se pretende combater”, disse.

”Nunca, em absolutamente nenhuma manifestação ou decisão que sobrescrevi, foi motivada por decisão política”, afirmou. Segundo ela, os críticos tentaram transformar uma decisão judicial em ”palco para embates políticos e assim desviar a atenção do cerne da questão jurídicas”. ”Plantam veneno para colher os frutos estragados pela baixeza dos seus argumentos falaciosos e mal-intencionados”, afirmou.

A ministra diz que toda a operação ocorreu normalmente, mas ”algumas personalidades políticas e pseudointelectuais declararam publicamente ‘estranheza’ por terem sido as medidas” feitas antes do segundo turno eleitoral.

”[Houve] clara intenção de inquinar a decisão com a mácula do descrédito, apontando suposta parcialidade a essa relatora, o que repudio com veemência.”

”Se eu tivesse, como se diz por aí, ‘sentado em cima dos autos’ em razões das eleições, aí sim, estaria agindo com viés político, porque estaria esperando fato estranho aos autos de um inquérito em regular andamento para adotar medidas cautelares necessárias e urgentes para a conclusão das investigações e, mais ainda, para estancar a sangria desatada do dinheiro dos cofres públicos do estado de Alagoas.”

O ministro João Otávio de Noronha abriu divergência. Ele votou por manter outras medidas tomadas por Laurita, como busca e apreensão, mas foi contrário ao afastamento do governador. ”Não apontam para fatos contemporâneos diretamente vinculados ao governador Paulo Dantas, mas sim ao prefeito de Major Isidoro (AL), Theobaldo Cintra”, disse ele. A maioria dos ministros discordaram e entenderam que há, sim, suspeitas em andamento ligadas diretamente a Dantas.

Formada pelos 15 ministros mais antigos do STJ, a Corte Especial é responsável, entre outras atribuições, por julgar ações penais contra governadores e desembargadores.

Três ministros não votaram nesta quinta: a presidente, Maria Thereza de Assis Moura (que vota apenas em caso de empate); Mauro Campbell, ausente; e Humberto Martins, que se declarou suspeito no caso. Paulo Dantas foi afastado do cargo a pedido da Polícia Federal na última terça-feira (11) no âmbito da Operação Edema. Segundo os investigadores, os fatos apurados são da época que Dantas era deputado estadual e, também, do período em que já ocupava o cargo de governador.

Entre as suspeitas está a prática de uso de funcionários fantasmas em seu gabinete. Em nota após a operação, o governador afastado chamou a ação de “grotesca” e a classificou como uma ”encenação”. Disse ainda que uma “ala da Polícia Federal” tenta ”dar um golpe” em sua candidatura à reeleição.

Dantas foi apontado pela Polícia Federal como líder de uma suposta organização criminosa que se valia de funcionários fantasmas para desviar dinheiro público da Assembleia Legislativa e de prefeituras alagoanas. O emedebista também foi alvo de busca e apreensão na segunda fase da operação Edema, que mira o possível cometimento dos crimes de peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro a partir do período em que ele foi deputado estadual.

Segundo a PF, Dantas é o ”principal beneficiário e autor intelectual” do esquema e que ”parcela considerável dos desvios foi utilizada para pagamentos de despesas pessoais, honorários advocatícios, transferências a familiares e aquisição de bens em seu nome”.

Mesmo após assumir o executivo estadual, em maio deste ano, o governador, dizem os investigadores, ”manteve o controle sobre os desvios de verbas investigados, com origem no orçamento da Assembleia Legislativa de Alagoas, beneficiando-se de pagamentos em proveito pessoal da mesma forma que ocorreu desde 2019”.

Na decisão que autorizou a operação, a ministra Laurita Vaz disse que ”a perniciosa ação da organização criminosa [sob suspeita] gerou, e continua gerando, enormes prejuízos ao Estado de Alagoas e seus cidadãos”.

”E, diante do modus operandi revelado pelas diligências policiais, infere-se que há uma razoável probabilidade de esses valores atingirem patamares ainda mais elevados”.

Dantas foi eleito governador de Alagoas numa escolha indireta feita pela Assembleia Legislativa. O ex-governador Renan Filho (MDB) havia se afastado do cargo para poder disputar o Senado. A vice-governadoria não estava ocupada. Ele é candidato à reeleição e terminou o primeiro turno com 46,64% dos votos. Seu adversário, Rodrigo Cunha (União Brasil), recebeu 26,79%.

*José Marques/Folhapress

STF nega interrupção de gravidez de gêmeos siameses que não sobreviverão ao nascer

/ Justiça

Os ministros da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), em julgamento virtual, negaram um pedido de uma mulher do Rio Grande do Sul para interromper a gravidez de gêmeos siameses. Para o colegiado, o mérito do caso ainda precisa ser analisado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Os ministros entenderam que, deferir o pedido, poderia caracterizar dupla supressão de instância.

A gestante está no quinto mês de gravidez. Os bebês têm malformação e não têm chance de vida extrauterina. Ela alega risco de morte em caso da manutenção da gestação. A Defensoria Pública do RS, que faz a defesa da mulher, argumenta que ”embora a condição de gêmeos siameses não autorize, por si só, a interrupção da gravidez, a hipótese assemelha-se aos casos de aborto de fetos com anencefalia”, que já foi permitido pelo STF na ADPF 54.

Em primeiro grau, o juízo negou o pedido de expedição de alvará para interrupção da gestação. Através da Defensoria, a mulher apresentou um habeas corpus no TJ-RS, que não foi conhecido em decisão monocrática. O caso foi levado ao STJ, mas o mérito também não foi analisado. No Supremo, o caso é relatado pelo ministro André Mendonça, que considerou que o agravo não é a via adequada para pedir a interrupção da gravidez. ”Em que pesem os contornos relevantes do presente caso, bem assim sua sensibilidade e peculiaridades, não vislumbro coação ilegal a autorizar a prestação jurisdicional pretendida”, declarou no voto. O ministro disse, ainda, que não cabe ao Poder Judiciário ser previamente consultado sobre a probabilística configuração de um crime.

”As instâncias antecedentes deixaram de apreciar o mérito do writ pela complexidade que envolve a interrupção terapêutica da gravidez fora das hipóteses legais, circunstância incompatível com os limites e o escopo da medida formalizada. Nesse contexto, em homenagem à segurança jurídica a ser promovida pela jurisdição constitucional, à luz da gravidade e relevância dos fundamentos trazidos pela agravante, não é possível concluir, em sede de habeas corpus, pela aderência do quadro em tela, em que atestada condição de ‘gêmeos siameses inviáveis’, àquele objeto da ADPF nº 54/DF, relativo à tutela de direitos fundamentais diante da condição clínica de feto anencéfalo como sinônimo de ‘natimorto cerebral”, escreveu o ministro no voto.

O único a divergir do relator foi o ministro Edson Fachin, que votou pela interrupção da gestação, para resguardar a vida e dignidade da paciente. ”Registro, por derradeiro, que a paciente procurou o sistema de justiça não apenas pela inviabilidade da vida extrauterina do feto que carrega, mas, sobretudo para que, em exercício de defesa da sua própria vida, ora sob grave risco, não venha sofrer criminalização, persecução penal e dificuldades para obter assistência médica. A preponderância de questões e barreiras processuais, neste cenário, possui carga simbólica, capaz de gerar uma segunda vitimização de quem, pelas próprias circunstâncias, acha-se em profunda vulnerabilidade e sofrimento”, declarou Fachin. Com informações do Bahia Notícias

Polícia Rodoviária apreende R$ 2,5 milhões na mala de carro; suspeita é de compra de votos

/ Polícia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve um homem e apreendeu cerca de R$ 2,5 milhões em dinheiro em espécie dentro do porta-malas de um carro na BR-010, em Ulianópolis, sudeste do Pará, nesta terça-feira (11).

De acordo com informações do G1, ao abordarem o Toyota Corollacom placa do Distrito Federal os agentes perceberam contradições nas respostas do motorista a respeito do motivo da viagem. Diante da suspeita, os policiais fizeram vistoria no carro e encontraram o dinheiro em notas de R$ 100, dentro de caixas de papelão.

O condutor, que tinha credencial de acesso ao Congresso Nacional, alegou que a quantia seria utilizada para pagar serviços ligados ao aluguel de carros, mas não apresentou comprovação. “As primeiras medidas de polícia judiciária foram adotadas no tratamento inicial da ocorrência, com vistas ao esclarecimento da hipótese criminal, tais como oitiva (coleta de depoimento), apreensão de aparelhos telefônicos e apreensão de aproximadamente R$ 2.508.500,00”, informou a PRF a jornalistas.

O caso deve ser investigado pela Polícia Federal, que vai apurar suspeita de lavagem de dinheiro e de compra de votos.

Policiais Militares da CIPE CENTRAL promovem festa para as crianças no Parque do Sol, em Jequié

/ Jequié

O projeto foi desenvolvido a partir da arrecadação de brinquedos

Policiais Militares da CIPE CENTRAL promovem festa em comemoração ao Dia das Crianças no Loteamento Parque do Sol, em Jequié. O projeto foi desenvolvido a partir da arrecadação de brinquedos e roupas para serem doadas às crianças daquela comunidade.

No total foram distribuídos 60 brinquedos, 1 bicicleta, 2 sapatinhos e 3 conjuntos de roupas , alcançando o sorriso de 66 crianças e reforçando os laços mútuos de cooperação e respeito entre a PMBA e a sociedade. Cabe destacar que todos os presentes foram doações exclusivas dos Policiais Militares que compõem a CIPE CENTRAL.

Jerônimo não irá a debate da TV Aratu e acusa emissora de ser parcial; vice de ACM é gestora da TV

/ Política

Candidato não vai ao debate da Aratu. Foto: Ascom/Jerônimo Rodrigues

A campanha do candidato ao governo do estado pelo Partido dos Trabalhadores, Jerônimo Rodrigues, afirmou nesta quinta-feira (13), através de um comunicado, que o político não participará do debate promovido pela TV Aratu na tarde de hoje.

Segundo a equipe do petista, a emissora afiliada do SBT denota uma ”aparente parcialidade”, uma vez que a gestora é a candidada a vice-governadora na chapa adversária, Ana Coelho (Republicanos).

Entre os pontos que justificam a recusa estão ainda o fato de que a TV Aratu, no primeiro turno, não realizou debate. Segundo a campanha, esse fato ”coadunava” com o interesse de ACM Neto (União) naquele momento.

Ainda de acordo com a nota, ”televisão é uma concessão pública que não pode estar a serviço de interesse privados, contra o interesse público e a democracia”, desta maneira, qualquer benefício que supostamente possa ser dado ao ex-prefeito de Salvador poderá ser considerado como um abuso e assim atestar a referida parcialidade. Com informações do site Bahia Notícias

Inscrições para o concurso do IFBA se encerram nesta quinta-feira; salários chegam a R$ 9,6 mil

/ Emprego

Encerram-se nesta quinta-feira (13) as inscrições para o concurso que visa a contratação de 65 professores do Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico e 125 técnicos administrativos em educação no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA).

O pagamento da inscrição deverá ser feito até a próxima sexta-feira (14). O valor da taxa para participar do concurso público para professores é de R$ 150,00. A taxa para os candidatos às vagas dos cargos técnico- administrativos varia entre R$ 80,00 e R$ 120,00, de acordo com a classe do cargo.

EDITAIS

O concurso público contemplará 65 vagas para o cargo de professor de Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico. Para o cargo de técnico-administrativos, são 125 vagas em educação do quadro de pessoal permanente do IFBA. As provas serão aplicadas pela Fundação de Apoio à Educação e Desenvolvimento Tecnológico de Minas Gerais –Fundação CEFETMINAS (FCM).

Os dois editais dos concursos públicos do IFBA, lançados no dia 19 de agosto de 2022, estão disponíveis no site https://concurso.fundacaocefetminas.org.br e na página de editais do portal do IFBA.

REMUNERAÇÃO

A remuneração básica dos cargos técnico-administrativos varia de R$ 1.945,07 a R$ 4.180,66. O valor do auxílio-alimentação é de R$ 458,00. Além da remuneração e do auxílio-alimentação, o servidor poderá ter os seguintes benefícios: auxílio transporte, auxílio pré-escolar, assistência à saúde suplementar, incentivo à qualificação.

A remuneração para os cargos de professor varia de R$ 2.236,32 a R$ 3.522,21, para o regime de trabalho de 20 horas semanais. Para o regime de trabalho de 40 horas com dedicação exclusiva, o valor total da remuneração (vencimento básico + retribuição por titulação) varia entre R$ 4.472,64 e R$ 9.616,18.

Copa do Brasil: após 0 a 0, Flamengo e Corinthians decidirão título da competição no RJ

/ Esporte

O Flamengo enfileirou chances seguidas. Foto: Reuters

Sobraram chances de gol, mas Corinthians e Flamengo não saíram do 0 a 0 na noite desta quarta-feira (12), no primeiro duelo da final da Copa do Brasil, com recorde de público na Neo Química Arena, em São Paulo, com 47032 torcedores. No primeiro tempo, Gabigol quase abriu o placar para os cariocas com menos de um minuto, e o Rubro-Negro ainda teve outras chances, mas o goleiro Cássio salvou o Timão. Do lado paulista, Yuri Alberto desperdiçou duas ótimas oportunidades de marcar, a última delas já nos acréscimos do segundo tempo. A decisão do título segue totalmente aberta para o jogo da volta, na próxima quarta (19), no Maracanã. Se as equipes voltarem a empatar no tempo normal, a decisão do título ocorrerá após cobrança de pênaltis.

O fato inusitado da noite foi a queda de energia de alguns refletores da Arena, aos 43 minutos do segundo tempo. No momento, Vidal cobrava escanteio e David Luiz aproveitou para marcar de cabeça, mas a defesa do Timão sequer se mexeu. Não valeu nada, pois a arbitragem interrompeu o jogo, só retomado seis minutos depois, com o retorno total da iluminação. Um novo escanteio foi batido, mas não resultou em gol para os cariocas.

Na primeira etapa, com menos de um minuto de bola rolando, Gabigol quase abre o placar, ao receber a bola pela direita, avançar, se livrar da  marcação de Fábrio Santos até soltar uma bomba de canhota que passou rente à trave do goleiro Cássio. A partir daí, os cariocas dominaram a troca de passes na intermediária, com o Timão recuado. Aos 11 minutos, Everton rolou para Pedro que por pouco não acerta um chute de cavadinha, mas a bola passou por cima do gol.

Depois, aos 29 minutos, Pedro tocou para Gabigol chutar, mas Cássio defendeu. A dez minutos do fim, o Timão teve a melhor chance de sair na frente do marcador, após vacilo de Léo Preira, Yuri Alberto partiu em velocidade, se desvencihou de David Luiz, e já estava preparado para chutar ao gol quando foi travado por Thiago Maia. Já nos acréscimos, ainda deu tempo de Gabigol, e depois Thiago Maia, arriscar de fora da área, mas o goleiro Cássio,  atento,  defendeu duas vezes seguidas.

Após o intervalo, a partida foi ainda mais acirrada. O Flamengo enfileirou chances seguidas para fazer o primeiro gol, mas Cássio brilhou com defesas incríveis. A primeira delas aos 11 minutos; após lançamento, Éverton Ribeiro ajeitou para Gabigol chutar com perigo, e Cássio foi na bola. Aos 20, David Luiz mandou uma bomba no travessão, e dois minutos depois, após linda jogada individual, Éverton Ribeiro chutou com perigo, e novamente Cássio fechou o gol corintiano. Da Agência Brasil

 

Tiroteio no Barro Preto, em Jequié, termina com um jovem morto e outro ferido; vítima foi a óbito no HGPV

/ Jequié

Uma das vítimas morreu no HGPV. Foto: Blog Marcos Frahm

Um tiroteio resultou na morte de um jovem e deixou outra ferida, em Jequié, na noite desta quarta-feira (12). O caso teria ocorrido na localidade de Manga de Elza, uma área do bairro Barro Preto, no início da noite, quando jovens se divertiam com som automotivo / paredão no local e foi iniciada a confusão com troca de tiros que atingiram um rapaz identificado como Rafael Gonçalves, este socorrido em uma ambulância ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, onde faleceu depois de dar entrada na unidade hospitalar.

Outra vítima, uma jovem, de identidade não revelada, também foi encaminhada ao HGPV, mas por populares e as últimas informações são de que ela permanece no hospital ao apresentar perfurações à bala pelo corpo.

O corpo de Rafael será liberado para o Instituto Médico Legal na manhã desta quinta-feira (13) e passará pelo processo de necropsia. As causas e motivação do atentado serão apuradas pela Delegacia territorial de Jequié .

Doce Mel vence o Lusaca em Jequié, por 5 x 1, e se mantém no G4 do Baiano de Futebol Feminino

/ Esporte

Jogo aconteceu no Estádio Waldomiro Borges. Foto: Emanuel Jr.

Em partida válida pela quarta rodada do Campeonato Baiano de Futebol Feminino 2022, organizado pela Federação Baiana de Futebol Feminino, o Doce Mel/Jequié venceu o Lusaca por 5 x 1, e ocupa a quarta colocação, os gols da partida foram marcados pela restreante Sol (3), Tainá (1) e Lorrane (1) a lateral Lane do Lusaca descontou para as visitantes em cobrança de falta.

Resultados da quarta rodada:

Bahia 12 x 0 Leônico
Juventude 2 x 0 Jacuipense
Vitória 2 x 3 Astro
Doce Mel 5 x 1 Lusaca

Classificação:

1° Bahia – 10 pontos
2° Vitória – 9 pontos
3° Astro – 9 pontos
4° Doce Mel – 7 pontos
5° Juventude – 6 pontos
6° Jacuipense – 3 pontos
7° Lusaca – 3 pontos
8° Leônico – 0 pontos

Candidato ao Governo da Bahia, Jerônimo diz que Lula tem a ”responsabilidade de unificar o povo brasileiro”

/ Bahia

Jerônimo percorreu a Orla de Salvador com Lula. Foto: Divulgação

O candidato ao Governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), enalteceu a presença em Salvador do ex-presidente e candidato ao Palácio do Planalto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), nesta quarta-feira (12).

O postulante ao Palácio de Ondina disse que, caso eleito, Lula deve ter como missão acabar com as divisões que atrasam o Brasil. ”O senhor tem a responsabilidade de unificar o povo brasileiro e garantir que o Brasil volte a ter a imagem de um país unido e trabalhador”, disse Jerônimo.

Sem citar nomes, o petista baiano também direcionou críticas a Jair Bolsonaro (PL), que fez comentários ofensivos contra os nordestinos. ”Nós compartilhamos essa responsabilidade com você na Bahia e no Nordeste. Sua vinda é para a gente reafirmar o lugar do Nordeste na política brasileira. Nenhum líder de um país pode tratar o estado ou município da forma que esse presidente fez com o Nordeste”, afirmou.

Na semana passada, Bolsonaro citou que o analfabetismo na região explicaria a derrota dele para Lula no primeiro turno das eleições presidenciais (veja mais aqui). O Nordeste foi a região em que os dois principais candidatos tiveram a maior diferença de votos. Lula fez 67%, contra 26,8% de Bolsonaro. Com informações do site Bahia Notícias

Eleições 2022: Multidão acompanha Lula e Jerônimo durante caminhada na orla de Salvador

/ Política

Lula e Jerônimo fizeram caminhada na Orla de Salvador. Foto: Divulgação

Uma multidão compareceu na Ondina para acompanhar a caminhada do ex-presidente e candidato ao Palácio do Planalto, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), junto com o candidato ao Governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), no final tarde desta quarta-feira (12).

Lula e Jerônimo estão acompanhados do governador Rui Costa, o senador reeleito Otto Alencar e do candidato a vice na chapa Geraldo Júnior. Antes do início da caminhada, Lula tirou fotos e atendeu apoiadores.

Embalados com os jingles da campanha eleitoral, eles seguem em direção ao Farol da Barra, onde o ato será encerrado. Com informações do site Bahia Notícias

Comercialização de carne moída por frigoríficos terá novas regras a partir de novembro

/ Economia

A comercialização de carne moída por frigoríficos a partir de 1º de novembro terá novas normas. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a medida é direcionada para estabelecimentos e indústrias produtores de carne moída que sejam registrados junto ao Serviço de Inspeção Federal (SIF) e ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA). As informações são da Agência Brasil.

De acordo com a pasta, a medida pretende modernizar os processos produtivos e procedimentos industriais, além de assegurar a segurança dos produtos e de dar mais transparência aos consumidores. Os estabelecimentos terão prazo de um ano para se adequar às condições previstas na portaria. A medida não se aplica aos supermercados e açougues que vendem direto ao consumidor.

Novas regras 

A carne moída deverá ser embalada imediatamente após a moagem, devendo cada pacote do produto ter peso máximo de 1 quilo. Não é permitida a obtenção de carne moída a partir de moagem de carnes oriundas da raspagem de ossos ou obtidas de quaisquer outros processos de separação mecânica dos ossos.

É ingrediente obrigatório na fabricação de carne moída, a carne obtida das massas musculares esqueléticas. Já a porcentagem máxima de gordura do produto deverá ser informada no painel principal, próximo à denominação de venda.

A portaria estabelece ainda que a matéria-prima para fabricação do produto deve ser exclusivamente carne, submetida a processamento prévio de resfriamento ou congelamento. É proibida a utilização de carne industrial para a fabricação de carne moída e a obtenção de carne moída a partir de moagem de miúdos.

A carne moída resfriada deverá ser mantida entre 0°C e 4°C e a carne moída congelada à temperatura máxima de -12°C. O produto não poderá sair do equipamento de moagem com temperatura superior a 7°C e deve ser submetido imediatamente ao resfriamento ou ao congelamento rápido.