Vacinação contra Poliomielite atinge 81% da meta em Jequié; A informação é do secretário de Saúde

/ Jequié

De acordo com a Prefeitura, 6.873 doses foram aplicadas. Foto: PMJ

”A campanha de vacinação contra a pólio chegou a 81,48% do público-alvo”. A informação é do secretário de Saúde, Marlon Pereira, ao falar sobre o trabalho realizado em Jequié no decorrer da Campanha de Multivacinação, que contempla uma dose extra da vacina contra a Poliomielite, que terminou em todo o país na sexta-feira (30).

Segundo o secretário, o montante superou diversos outros municípios e atribui os índices ao empenho dos profissionais da saúde e a parceiros a exemplo do Rotary que mobilizou todos os seus clubes da cidade. ”Essa é uma doença que, infelizmente, já retornou em vários países, devido à baixa cobertura de rotina e da campanha. Não podemos ficar parados, esperando que surja um primeiro caso, após tantos anos de inatividade da doença no Brasil”, frisou Marlon Pereira.

Ele aproveitou para alertar a população para as demais campanhas de vacinação que ainda estão ativas, como a do Sarampo e contra a gripe Influenza. ”Precisamos da participação de todos neste momento!”, destacou.

Desde o início da campanha, a Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, em parceria com a Secretaria de Educação e com apoio dos clubes de Rotary de Jequié, adotou várias estratégias para facilitar o acesso à vacinação. Além das Unidades de Saúde, a imunização foi ofertada, também, em postos temporários de vacinação, nos bairros, em algumas unidades escolares e nos núcleos do Projeto Judô Ação, no Residencial Segredo, Loteamentos Jardim Tropical e Sol Nascente, ampliando, assim, o atendimento do esquema vacinal.

De acordo com a Prefeitura, 6.873 doses foram aplicadas com uma cobertura de 81,48% do público-alvo, sendo este um montante bastante satisfatório em comparação aos demais resultados obtidos no país afora.

Ainda, como forma de manter ativas as estratégias de Saúde no combate à gripe Influenza e ao Sarampo, a Secretaria de Saúde convoca a população, a partir de 6 meses de idade e os trabalhadores da Saúde, para se vacinar contra essas doenças. Para isso, é preciso levar a carteira de vacinação ou cartão SUS, um documento com foto e se dirigir até uma Unidade de Saúde.

Os comentários estão fechados.