Acusados de esquema de corrupção na Câmara de Ilhéus, vereador e empresário são presos

/ Polícia

O vereador Lukas Paiva (PSB) e o empresário Leandro Silva, alvos da operação Xavier, contra corrupção na Câmara de Vereadores de Ilhéus, no sul da Bahia, foram presos na terça-feira (28), em Salvador. Eles eram os últimos foragidos da ação.

Segundo o advogado dos dois, Sérgio Habib, o vereador e o empresário tiveram mandados de prisão cumpridos após se apresentarem à Justiça, na capital baiana. Eles serão levados para o Presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus, nos próximos dias.

Em nota, a defesa informou que já ingressou com um pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça da Bahia e que aguarda decisão. Além de Lukas Paiva e de Leandro Silva, outros cinco suspeitos foram presos por conta da operação, nomeada ”Operação Xavier” que foi deflagrada no dia 15 de maio.

Quatro deles permanecem presos: o empresário Cleomir Primo Santana, o ex-vereador e atual secretário de Agricultura e Pesca de Ilhéus, Valmir Freitas, que foi afastado temporariamente do cargo pela prefeitura; o vereador Tarcísio Paixão (PP); e o secretário-geral da Câmara, Paulo Eduardo Leal do Nascimento. O empresário Aêdo Laranjeiras foi liberado do presídio pela Justiça na última semana, por conta de um tratamento de saúde que estava fazendo antes da prisão e que deve continuar em casa. Ele está em prisão domiciliar.

Os comentários estão fechados.