Jequié: Suspeito de latrocínio contra mototaxista será liberado em cumprimento à legislação eleitoral

/ Jequié

Um suspeito de ter praticado crime de latrocínio (matar para roubar)  contra um mototaxista  que trabalhava em ponto localizado  na área do Centro de Abastecimento Vicente Grillo, em Jequié, foi conduzido por policiais militares à Delegacia Territorial de Polícia na manhã deste sábado (25), mas poderá ser posto em liberdade a qualquer  momento, graças ao artigo 236 do Código Eleitoral brasileiro (lei número 4.737/1965) que não permite que qualquer cidadão seja preso em até cinco dias antes da eleição e até 48 horas depois. O mototaxista identificado até o momento pelo apelido de Tião, estava nesta manhã no seu local de trabalho, em frente à loja Big Mais, quando surgiu um elemento solicitando uma corrida para a Rua Vovó Camila, bairro Jequiezinho. Nas proximidades do destino contratado pelo suposto passageiro, o mesmo sacou de uma faca fazendo uma perfuração no mototaxista na região do abdome. Em seguida o elemento fugiu levando a moto, que foi posteriormente encontrada nas proximidades do povoado Cachoeirinha.  Ferido o mototaxista permaneceu algum tempo no local, tendo perdido muito sangue até ser socorrido e levado para a emergência do Hospital Geral Prado Valadares, onde morreu. A vítima ainda teria conseguido passar para os policiais as características do criminoso, um homem alto, magro, de pele parda com um brinco em uma das orelhas. Um suspeito com essas características foi encontrado e detido. O corpo do mototaxista que era morador da Urbis III foi removido para o Instituto Médico Legal-IML, de Vitória da Conquista, para realização da necropsia em razão da unidade de medicina legal de Jequié ainda permanecer sem a disponibilidade de legistas para os plantões de sábados e domingos. O caso crime está sendo investigado. As informações são do Jequié Repórter

Os comentários estão fechados.