Suspeito de estuprar alunos de escola de futebol onde dava aula é preso na cidade de Porto Seguro

/ Polícia

Suspeito foi preso nesta sexta-feira em Porto. Foto: Arquivo pessoal

O homem de 30 anos que foi preso na manhã desta sexta-feira (20), em Trancoso, distrito da cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia, suspeito de estuprar crianças e adolescentes que eram alunos de uma escolinha de futebol onde atuou como professor, já está no presídio.

Pela manhã, ele foi preso em Arraial D´Ajuda. Em seguida, recambiado para a delegacia de Porto Seguro e nesta tarde foi levado para o presídio de Eunápolis. O pai de uma das crianças diz que se sente indignado. Uma mãe contou que os abusos aconteciam no campo, enquanto as crianças treinavam.

Segundo a polícia, as investigações apontam que o homem teria abusado sexualmente de alunos da escolinha de Futebol Júnior Trancoso, entre os anos de 2016 a 2019. A escolinha tinha cerca de 100 alunos, fechou final do ano passado e não reabriu esse ano, por causa da pandemia.

O delegado que investiga o caso, Valfredo Borges, informou que já tem o depoimento de cinco menores a partir de 9 anos. E que hoje, alguns já têm 17 anos. Eles confirmam o abuso, mas a polícia acredita que existem mais vítimas.

”A partir da condução dele para delegacia, sem ser em flagrante, semana passada, percebemos que outras vítimas tomaram coragem e vieram para delegacia denunciar”, disse o delegado responsável.

Ao ser interrogado, o suspeito negou o crime. Entretanto, celulares foram apreendidos na casa do professor e serão periciados.

Investigação

Segundo informações apuradas na delegacia de Arraial D’ Ajuda, o crime foi descoberto após a mãe de um aluno ligar pra o Disque Denúncia. O homem mantinha relações sexuais com os alunos na casa onde morava, no 1º andar, em Trancoso. A mãe dele mora na parte de baixo. Ela foi ouvida e disse que não sabia de nada.

Os abusos, segundo as denúncias, também ocorriam no centro de treinamento da escolinha e nas viagens com o grupo. As vítimas detalharam que ele praticava atos sexuais com os alunos e ainda registrava por meio de fotos. Com as imagens, o homem ameaçava mostrá-las para os pais das vítimas e ainda dizia que se eles contassem a alguém, não seriam indicados para nenhum clube de futebol.

O homem está preso temporariamente, após mandado de busca e apreensão. Ele é investigado pelos crimes de estupro de vulnerável, favorecimento de prostituição a menores, corrupção de menores e divulgação fotográfica envolvendo menores. As informações são do G1

Deixar uma Resposta