STF forma maioria e rejeita investigação no caso dos cheques de Queiroz à Michelle Bolsonaro

/ Justiça

Dos 11 ministros, seis votaram contra à investigação. Foto: Reprodução

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria para rejeitar um pedido de investigação sobre depósitos em forma de cheques realizados por Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro. As informações são do jornalista Robson Bonin, da Revista Veja.

De acordo com a publicação, dos 11 ministros da corte, seis votaram contra à investigação: Alexandre de Moraes, Cármen Lúcia, Nunes Marques, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber e o relator Marco Aurélio Mello.

Segundo o portal IG, a votação derivou de um pedido do advogado Ricardo Bretanha Schmidt, que acusou o presidente Jair Bolsonaro de peculato, alegando que Fabrício Queiroz depositou R$ 89 mil na conta da primeira-dama sem explicações.

Os comentários estão fechados.