Sou contra covardia; agredir quem está fazendo seu trabalho não faz parte da minha cultura, diz Mourão

/ Política

Mourão sai em defesa de jornalistas. Foto: Romério Cunha

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, classificou de ”covardia” as agressões sofridas por jornalistas nas manifestações pró-governo neste domingo (3), em Brasília.

Questionado pela Folha sobre o episódio, Mourão respondeu: ”Sou contra qualquer tipo de covardia e agredir quem está fazendo seu trabalho não faz parte da minha cultura”.

Manifestantes pró-governo Jair Bolsonaro agrediram, ameaçaram e expulsaram jornalistas que cobriam o ato na rampa do Palácio do Planalto realizado neste domingo com a presença do presidente da República.

Enquanto o presidente acenava para apoiadores, o grupo passou a dirigir ofensas ao repórter fotográfico Dida Sampaio, de O Estado de S. Paulo, que registrava o momento. ​

Ao mesmo tempo, Bolsonaro foi alertado, segundo imagens transmitidas pela live de sua rede social, da confusão envolvendo jornalistas. Ele prestigiou pessoalmente a manifestação de apoiadores a ele e com críticas ao STF (Supremo Tribunal Federal) e ao Congresso.

”Expulsaram os repórteres da Globo, expulsaram os repórteres”, disse uma pessoa ao presidente. Bolsonaro então respondeu: ”Pessoal da Globo vem aqui falar besteira. Essa TV foi longe demais”, disse, sem repudiar as agressões aos repórteres.​

Os comentários estão fechados.