Senadores baianos dizem que MP das fraudes previdenciárias prejudica sindicatos

/ Política

Wagner, Coronel e Otto votaram contra MP. Foto: Reprodução

Os senadores baianos Jaques Wagner (PT) e Ângelo Coronel explicaram em discursos no plenário o motivo do voto contra a medida provisória que cria programas de combate a fraudes previdências. O senador Otto Alencar (PSD) também votou contra a matéria, aprovada na noite de segunda-feira (3).

Wagner acusou o governo de ter uma “obsessão” em tentar “criminalizar a atividade sindical”. “Se nega o direito da representação sindical estar num colegiado que vá validar as aposentadorias. Se lá estivesse, mesmo em minoria, seria um chancelador daquilo e poderia colocar a sua opinião”, discursou.

Os comentários estão fechados.