Secretária estadual de Trabalho é vítima de discriminação e pede punição para agressora

/ Bahia

Secretária de Trabalho, Olíva Santana. Foto: Mateus Pereira

A secretária estadual de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olíva Santana (PCdoB), relatou, neste sábado (3), que foi vítima de discriminação no Hotel Catussaba, em Salvador. ”Essa senhora que aparece na foto dirigiu -se a mim como se fosse me cumprimentar. Ela apertou fortemente a minha mão ignorando meus apelos para que soltasse. Disse em tom de acusação que sou uma ‘comunista’ e por isso não deveria estar no Hotel Catussaba. Gritava que eu tinha que voltar para a favela”, contou Olívia Santana, em uma de suas redes sociais. Ainda na postagem, a secretária cobrou punição para agressora. ”A discriminação vem de onde menos esperamos. O que não podemos admitir é que ela fique impune. Denunciar é preciso”, ressaltou, conforme publicação do site Bahia.ba

”Passei agora por uma situação absurda. Convidada pela vice-presidenta da Federação Nacional de Automobilismo, Selma Moraes, fui até o Hotel Catussaba participar do Folia do Batom, uma confraternização das mulheres que fazem o Rallye do Batom, evento que sempre contou com o apoio da Setre-Sudesb. Essa senhora que aparece na foto dirigiu -se a mim como se fosse me cumprimentar. Ela apertou fortemente a minha mão ignorando meus apelos para que soltasse. Disse em tom de acusação que sou uma comunista e por isso não deveria estar no Hotel Catussaba. Gritava que eu tinha que voltar para a favela. A discriminação vem de onde menos esperamos. O que não podemos admitir é que ela fique impune. Denunciar é preciso!”, escreveu a secretária.

Os comentários estão fechados.