”Se começou, tem que terminar”, diz Bellintani, presidente do ahia, sobre o Baianão

/ Esporte

Presidente do Bahia Guilherme Bellintani. Foto: Reprodução

Em entrevista ao jornalista Alexandre Praetzel, através do YouTube, o presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, voltou a defender o reinício do Campeonato Baiano 2020, prevendo retorno já no mês de julho.

Alvo constante de críticas, o calendário do futebol brasileiro este ano será mais apertado que o normal, devido à pandemia de Covid-19, que paralisou os torneios estaduais por cerca de dois meses. Mesmo com o desejo de retomar aos trabalhos, Bellintani espera a liberação do Governo do Estado e da Prefeitura de Salvador.

”Estamos discutindo muito isso. Se tudo correr bem no mês de junho nos índices da Bahia que tem procurado cada vez mais ter muita responsabilidade tanto governador quanto prefeito. Isso tem se refletido nos índices que tem melhorado, tem caído, a curva está achatando de fato. Se isso seguir assim em junho, espero que em julho, já no próximo mês, a gente consiga ter as primeiras partidas, lógico que sem público ainda. Mas espero que isso aconteça, repito, sempre estando na pauta do governador e do prefeito essa responsabilidade principal. Vamos seguir o que eles entenderem o que é prioridade na gestão da pandemia”, contou o gestor.

Questionado pelo jornalista sobre a necessidade de retornar, o presidente tricolor afirmou não concordar com retorno do campeonato nos mesmos moldes e também comentou que vem conversando com o presidente do Vitória, Paulo Carneiro.

”Eu acho que sim. Dentro do que for possível, sim. Se começou, tem que terminar. Temos que fazer esse trabalho para tentar terminar. Acho que é um propósito interessante para campeonatos que já começaram. Apesar de, repito, eu ser contra a continuidade dos campeonatos estaduais nesse modelo atual”, declarou. “É bom. Temos conversado bastante. Estilos muito diferentes, jeitos diferentes formas de entender o futebol diferentes, mas alguns entendimentos em comuns. É uma boa relação”, afirmou o dirigente. Com informações do A Tarde

Os comentários estão fechados.