Santa Inês: Com sentimento de traição, oposição contesta eleição da Câmara de Vereadores

/ Política

Vereadora Rosely revela sentimento de traição na eleição
Vereadora Rosely revela sentimento de traição na eleição

A eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de Santa Inês, que aconteceu na noite desta sexta-feira (12) é contestada pela oposição, que saiu derrotada do processo. As articulações nos corredores da Casa, momentos antes da votação, apontavam para uma reviravolta. A líder da oposição, Rosely França (PP), dialogava com vereadores governistas para tentar formar chapa para derrubar o que já estava costurado pelo presidente José Antônio (PCdoB), o Xó, que foi reeleito líder da Câmara. Com o sentimento de traição estampado na expressão e no olhar, a vereadora confidenciou ao Blog Marcos Frahm que a oposição contava com a participação do 2º secretário eleito na chapa única, Anerildo da Silva (PT), para disputar a presidência. ”Ele (Anerildo) teria nos garantido que formaria a chapa, e assim somaríamos quatro votos, contra quatro da chapa de lá e teríamos o voto que iria decidir. Eu não posso revelar o nome, mas se Anerildo garantisse a palavra a gente tinha o apoio de um vereador que acabou votando na chapa única porque a gente não conseguiu formar a chapa”, disse Rosely, que tentava reverter o que já era considerado irreversível pelo presidente eleito. Ela disse ainda ter ficado surpreendida com a mudança repentina das articulações. Assegurou que tudo já estava conversado com o petista Anerildo, mas que de uma hora para outra ele conversou com o reeleito José Antônio e frustrou a base oposicionista. Já o petista Anerildo, consultado pelo Blog, rechaçou as informações afirmando que não teria oficializado apoio à vereadora. Rosely França é aliada do ex-prefeito Wilson Moura e opositora ferrenha do prefeito Zé Afrânio (PCdoB). Apesar da derrota, garante que permanecerá na oposição e espera que, o presidente Xó, seja mais democrático e não engavete os seus requerimentos. ”Espero que ele não seja, nesse novo mandato, tão omisso como foi no primeiro. A gente apresenta os requerimentos pedindo melhoria para a cidade e ficam todos aí os requerimentos, ele não encaminha nada”.

Os comentários estão fechados.