Salvador: Em greve há 14 dias, professores municipais fazem protesto em Secretaria Municipal

/ Educação

Professores mantém greve na capital. Foto: Divulgação/APLB

Professores da rede municipal de ensino de Salvador fizeram protesto na noite desta terça-feira (24), em frente à Secretaria Municipal de Gestão (Semge). A categoria, que está em greve há 14 dias, pede a retomada das negociações com a prefeitura. Aos gritos de ”Fora, Barral”, os manifestantes, que iniciaram o ato à tarde, pedem a saída do secretário municipal de Educação, Bruno Barral, e também o criticam pelo que chamam de falta de maleabilidade da prefeitura nas negociações com a categoria. ”Que gestão é essa que nos faz sofrer?” e ”Não respeita o professor e se acha o maioral” são algumas das frases proferidas em coro pelos professores. Nesta noite, a prefeitura voltou à mesa de negociações com os servidores. Representantes da APLB, Barral e o secretário municipal de Gestão, Thiago Dantas, estão reunidos na sede da Semge, nos Barris, para tentar um acordo que viabilize o fim da greve. Inicialmente, os trabalhadores reivindicaram reajuste linear de 12,41%, para todos os trabalhadores em educação. A contraproposta apresentada pela prefeitura é de 2,5%. Sem avanço nas conversas, a categoria reduziu a proposta de reajuste salarial e aprovou uma contraproposta de reajuste linear no percentual de 6,8% mais 2,5% de avanço na referência. A proposição será apresentada ao prefeito ACM Neto (DEM). As informações são do site Bahia Notícias

Os comentários estão fechados.