Rui recorre a embaixadas para suprir perda da Ford: ”Não será decisão de curto prazo”

/ Bahia

O governador Rui Costa (PT) em coletiva realizada nesta quarta-feira. Foto: Divulgação

O governador Rui Costa (PT) já deu início aos trabalhos para tentar suprir a perda econômica no Estado com a saída da montadora Ford de Camaçari.

Em coletiva realizada nesta quarta-feira (13), o petista anunciou que irá recorrer as embaixadas da Índia, China e Japão na busca de novas empresas interessadas no espaço deixado pela Ford.

”Montamos um grupo de trabalho, ontem mesmo enviei material para as embaixadas. Terça-feira eu estarei em Brasília visitando pessoalmente as embaixadas da Índia, China, Japão também, para entregar o material e conversar com as equipes econômicas. Vamos pedir apoio das embaixadas para convidar as possíveis empresas interessadas e fazer com que esse material chegue rapidamente e que a gente possa receber em breve comitivas internacionais para conhecer”, afirmou.

Na última terça (12), o governador participou da primeira reunião do Grupo de Trabalho criado para viabilizar a atração de uma nova montadora.

Apesar da rapidez na mobilização, Rui foi realista quanto ao resultado. ”Esta não será uma decisão de curtíssimo prazo. O mundo vive uma contração econômica forte por causa da Covid-19. Com o avanço da Covid, aumenta a contração e a resseção global. Eu não quero transmitir essa falsa expectativa de que em poucos dias nós teremos uma empresa anunciando instalação na Bahia”. Do bahia.ba.

Deixar uma Resposta