Rui Costa cobra leis severas para quem comete crimes; ”bandido sai dando adeusinho da delegacia”

/ Bahia

”Sou defensor de mudar a lei de execução penal”. Foto: Secom

O governador Rui Costa (PT) voltou a cobrar, nesta terça-feira (7), leis mais severas para quem comete crimes. Segundo o petista, hoje os infratores ”saem dando adeusinho da delegacia”, antes mesmo do policial, que fica na unidade ”preenchendo o requerimento”. ”Sou defensor de mudar a lei de execução penal. Sou contra alguém que tira a vida de outra pessoa ter regressão de pena. Mata o pai, a mãe e com 3 anos está em liberdade provisória. Prende e solta. Não é possível. O criminoso que foi pego com arma, assaltando, ele sai antes da delegacia que o policial. Sai dando ‘adeusinho’ e o policial fica preenchendo requerimento e o cara sai antes. Isso desestimula a ação policial”, analisou, em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole. Ainda de acordo com Rui, o governo federal também precisa se empenhar mais na segurança pública dos Estados. ”Não é possível mais o governo federal fingir que não tem nada a ver com segurança dos estados. A força de Segurança Nacional é composta por agentes estaduais, não tem um federal nessa força. Chamam militares dos estados para a Força Nacional, que de Força Nacional não tem nada. É preciso ter uma política nacional de segurança”, opinou.

Os comentários estão fechados.