Procuradora Raquel Dodge diz ser contra proposta de autonomia da Polícia Federal

/ Brasília

Raquel Dodge se coloca contra a PEC 412. Foto: Divulgação

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, se colocou contra a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 412/09, que prevê dar autonomia funcional e administrativa à Polícia Federal (PF), órgão que hoje é subordinado ao Ministério da Justiça. Nesta terça-feira (7), o Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) aprovou o envio de um comunicado à Câmara que desaprova a proposta. Segundo Dodge, há “uma situação clara em que um quinto poder ressurgiria desse modelo constitucional se essa PEC vier a ser aprovada, um modelo em que um desses poderes teria a força e certamente a força armada”. Para Dodge, com tamanha autonomia, a PF teria potencial de ameaçar o próprio Estado Democrático de Direito no Brasil.”A proposta, como enfatizado aqui [no Conselho], ela tem essa gravidade de alterar o modelo do Estado que temos. Parece simples a fórmula de autonomia funcional e administrativa, mas ela atinge o que há de mais essencial no modelo de separação de Poderes e no modelo de freios e contrapesos”, defendeu Dodge durante a sessão do CSMPF.

Os comentários estão fechados.