PRF divulga vídeo esclarecendo ação que resultou na morte de Genivaldo. ”Assistimos com indignação”

/ Trânsito

A morte de Genivaldo está repercutindo no país. Foto: Reprodução

Após repercussão da ação policial que resultou na morte por asfixia do sergipano Genivaldo Jesus dos Santos, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou vídeo no qual afirma não compactuar com as medidas adotadas durante a abordagem. De acordo com o coordenador-geral de Comunicação Institucional da PRF, Marco Territo, a conduta dos agentes foi isolada e ”não reflete o comportamento dos mais de 12 mil policiais rodoviários federais”. Além disso, Territo destacou que a corporação ”assistiu com indignação os fatos ocorridos”.

Na gravação, o chefe da comunicação também destaca que a PRF agiu ”desde o primeiro instante” e afastou os policiais envolvidos na abordagem de Genivaldo. ”Ao tomar conhecimento, imediatamente, instaurou Procedimento Administrativo Disciplinar, afastando os policiais de todas as suas atividades”, ressaltou o policial.

A morte de Genivaldo está sendo apurada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público Federal. Territo diz que a PRF ”não medirá esforços para colaborar com todas as investigações”.

Na quinta-feira (26), o presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado, Humberto Costa (PT-PE), afirmou que a comissão investigará e exigirá uma ”apuração rigorosa” do acontecido. ”A violência policial, em nenhuma circunstância, é positiva para a sociedade ou para os profissionais e corporações da segurança pública. Por isso mesmo, deve ser repudiada e duramente combatida”, destacou o presidente da CDH, no Twitter.

Os comentários estão fechados.