Preso, ex-ministro Antônio Palocci delatou entrega de dinheiro vivo a Lula, diz jornal

/ Justiça

Delação premiada do petista deve ser homologado. Foto: Uol

Em delação que deve ser homologada em até duas semanas pelo juiz Sérgio Moro, o ex-ministro Antonio Palocci relatou entregas de dinheiro vivo ao ex-presidente Lula, de acordo com informações do Globo. A defesa do petista nega as acusações. Ainda segundo a publicação, Palocci delatou episódios ligados ao esquema de corrupção na Petrobras, as relações das empreiteiras com políticos do PT e o envolvimento de Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff em negócios que causaram um prejuízo de aproximadamente R$ 42 bilhões à estatal, conforme estimativa da Polícia Federal.

Os comentários estão fechados.