Presidente Jair Bolsonaro volta atrás e nega ”acordo” com o ministro Moro por vaga no STF

/ Brasília

Sérgio Moro seria indicado para o STF. Foto:Isaac Amorim

O presidente Jair Bolsonaro voltou atrás e negou que tenha feito um acordo prévio com Sérgio Moro para que o então juiz da Lava Jato aceitasse integrar o governo com a perspectiva de uma cadeira como ministro do Supremo Tribunal Federal no futuro. ”Não teve nenhum acordo, nada. Nunca ninguém me viu com Moro. (…) Só vim conversar com Sérgio Moro depois de eleito presidente da República”, disse Bolsonaro, em Dallas, durante transmissão ao vivo nas redes sociais.

No domingo, ele afirmou em entrevista à Rádio Bandeirantes, que esperava cumprir seu ”compromisso” de indicar o ex-juiz da Lava Jato para uma vaga no STF. No dia seguinte, Moro afirmou que não impôs ”nenhuma condição” quando aceitou convite de Jair Bolsonaro para fazer parte do governo.

Ontem, Bolsonaro minimizou a história e afirmou que ”sempre falava” que o País precisa de ‘alguém com perfil de Sérgio Moro” no STF. ”E mais: mais um momento eu tenho, e todo mundo tem, com toda a certeza, para elogiar Sergio Moro. Ele abriu mão de 22 anos de magistratura. Tinha tranquilo lá, mais poucos anos ele se aposentava pelo teto e ia cuidar da vida dele. Podia advogar, ministrar palestras, cuidar da vida dele. Ele preferiu abrir mão de 22 anos de magistratura”, afirmou.

Deixar uma Resposta