Prefeito Giuliano diz acreditar no início das obras do IFBA em Jaguaquara ainda neste ano

/ Entrevista

Martinelli comenta ainda obras do hospital. Foto: Alípio Fontes/BMF

”Jaguaquara vive um momento histórico com a realização de importantes obras que permitem a ampliação e a oferta de novos serviços, bem como a melhoria e o aumento no número de atendimento, especialmente nas áreas da saúde e da educação”. As declarações são do prefeito do município, Giuliano Martinelli, em entrevista ao Blog Marcos Frahm, após a inauguração do SAC – Serviço de Atendimento ao Cidadão, na sexta-feira (14). Na saúde, ele citou a construção de cinco PSFs e a requalificação de outras sete unidades, e a reforma e ampliação do Hospital Municipal, ora em andamento. ”Em breve entregaremos à população, o nosso hospital reformado e ampliado. A construção continua, inclusive foram identificadas algumas coisas que precisam ser equacionadas, mas vamos passar essas demandas ao governador do estado para assegurar que a reforma e ampliação do hospital sejam concluídas em outubro do ano que vem”, declarou. Além da reforma e ampliação do hospital, Martinelli falou também da construção de cinco PSFs e a requalificação de outras sete unidades, ações consideradas muito importantes para a melhoria do atendimento.

Construção do IFBA

Em relação a educação, a construção do IFBA – Instituto Federal da Bahia – Campus Jaguaquara – é apontada pelo prefeito Giuliano Martinelli como um marco para toda a extensão do Vale do Jiquiriçá. Diz acreditar no início das obras ainda em 2018. Informou que a verba estará empenhada e a licitação realizada já nos próximos dias, uma vez que o edital já foi lançado. ”Todas as providências vêm sendo adotadas. A nossa parte foi feita com a doação do terreno, que contou com o apoio da câmara de vereadores, foram muitas idas e vindas à Brasília, com sucessivas reuniões no ministério da educação, agora, resta-nos aguardar a conclusão do processo para o início da construção que vai custar R$17,5 milhões, oriundos do governo federal”.

Os comentários estão fechados.