Prefeito e irmão têm R$ 253 mil bloqueados por irregularidades em contratação

/ NOTÍCIAS

O prefeito de Barra do Mendes, Armênio Sodré Nunes, e seu irmão, o empresário Arlênio Sodré Nunes, tiveram R$ 253.071,00 bloqueados de suas contas, após decisão judicial. A determinação da juíza Marina Lemos Ferrari é resposta a pedido liminar do Ministério Público da Bahia (MPBA), em ação civil pública ajuizada pelo promotor de Justiça Marco Aurélio Nascimento Amado.

O órgão argumentou que houve irregularidades realizadas pelo município entre 2013 e 2019 com a aquisição direta e sem licitação de produtos de papelaria. O MPBA apurou que a empresa com a qual a prefeitura fez negócio pertence ao empresário Arlênio Nunes, irmão do prefeito. O ato configura improbidade administrativa

”As compras foram realizadas de forma fraudulenta para beneficiar o irmão do prefeito, comprovando dolo na conduta do chefe do Executivo Municipal”, argumentou o promotor.

Os comentários estão fechados.