Prefeito de Maracás visita hospital, diz que situação é preocupante e apela por isolamento social

/ Saúde

Prefeito e secretária de Saúde no interior do hospital. Foto: Divulgação

O prefeito de Maracás, Soya Novais, acompanhado da secretária municipal de Saúde, Darlene Rosa, visitou, na noite desta segunda-feira (22), o Hospital Municipal Álvaro Bezerra, para acompanhar de perto dados relacionados ao Coronavírus no Município.

O número de óbitos distribuídos entre as 20 cidades que compõem o território do Vale do Jiquiriçá desde o inicio da pandemia é de 170, e Maracás é a cidade com o maior número de mortes, 32 no total.

Até esta terça, foram registrados pela Secretaria de Saúde 1.787 casos, com 107 ativos atualmente. Para o prefeito, a situação é preocupante e o que mais lhe chama a atenção é a dificuldade que a prefeitura enfrenta para a transferência de pacientes com quadro agravado do vírus, para os grande centros, em face da superlotação de UTIs/Covid. ”Estamos enfrentando a nova variante do coronavírus, vendo pessoas aqui no hospital aguardando vagas em UTI e essas vagas não estão surgindo como antes. O hospital de Maracás conta com respiradores, com uma UTI/Móvel, mas não são os recursos suficientes para tratar os pacientes e por isso pedimos a compreensão da população, para evitar aglomeração, para nos ajudar. Estamos cumprindo o decreto do governo e vamos cumprir tudo quilo que for decretado para tentar frear essa doença.”, assegura o prefeito.

De acordo com a secretária de Saúde, Darlene, a direção do Hospital desativou salas que funcionavam como centro cirúrgico e ala de partos para acolher pacientes com Covid. Ela revelou que duas pessoas aguardam transferência para tratamento fora do Município, mas que até esta noite não foi possível transferi os pacientes.

A unidade municipal dispõe de 45 leitos, com 15 direcionados ao Coronavírus. ”A vacinação ainda está se iniciando, mas recebemos 700 doses até agora. É um clima muito angustiante para todos nós, para os profissionais de saúde e não temos recursos a nível de UTI instalada no hospital para salvar uma vida. O comitê da Covid registra diariamente um grande número de pessoas para testagem e os casos só aumentam. Vamos precisar da colaboração de cada um, para que cumpram as determinações e assim nos ajudar a conter a doença, sem esquecer  uso da máscara”, reforça a secretária

Os comentários estão fechados.