Prefeito de Jaguaquara lança pré-candidata e descarta apoio a qualquer político em 2020

/ Jaguaquara

Martinelli confirma Edione Agostinone. Fotomontagem BMF

O prefeito de Jaguaquara, Giuliano Martinelli (PP), deu um chega pra lá nos aliados que sonhavam com seu apoio nas eleições para prefeito de 2020 e decidiu por uma solução ”caseira” para a sucessão dele. O nome de Edione Agostinone foi anunciado por Martinelli em entrevista a Rádio Povo local, nesta terça-feira (26). A atual secretária de Desenvolvimento Social do Município trabalha na pasta desde o primeiro mandato quando auxiliava a secretária à época, ou seja, a primeira-dama Geisa Martinelli que ocupou o mais cobiçado cargo da Prefeitura.

A escolha de Edione, que é sogra do irmão do prefeito, não é nenhuma novidade, pois o Blog Marcos Frahm antecipou a informação (AQUI) no último dia (14), dando conta de sua escolha em torno do nome dela. Por outro lado, o que ninguém esperava era que o anúncio público saísse da boca do próprio prefeito um ano e meio antes das eleições municipais ainda mais da forma como foi divulgado, descartando de todas as formas os aliados políticos. Afirmou categoricamente que não vai colocar a Prefeitura na mão de político, mesmo estando na política. ”Esquece” disse, acrescentando que as pré-candidaturas postas até aqui não tem sustentação nenhuma e são pessoas que, segundo o mandatário, não conhecem a realidade de Jaguaquara.

Disse que acompanha movimentos em redes sociais onde nomes são cogitados, mas, para o prefeito, são pessoas (pré-candidatos) ”que não tem comprometimento com Jaguaquara, que são apenas políticos e não administradores”. Concluiu deixando claro que político não terá vez na continuação de seu projeto político. ”Jaguaquara nunca teve uma mulher representando o Município”, disse ao falar de Edione Agostinone, agora, sua principal e única aposta, já que descartou os demais.

4 comentários para “Prefeito de Jaguaquara lança pré-candidata e descarta apoio a qualquer político em 2020”

  1. DAISY

    E dessa forma a cidade só afunda, em outras palavras estarão trocando seis por meia dúzia. E vemos aí um grande exemplo de monopólio de poder, que de certa forma caso a senhora em questão ganhe, permanecerá nas mãos dos Martinelli.

  2. DAISY

    E dessa forma a cidade só afunda, em outras palavras estarão trocando seis por meia dúzia. E vemos aí um grande exemplo de monopólio de poder, que de certa forma caso a senhora em questão ganhe, permanecerá nas mão dos Martinelli.

  3. Clovis Dragone

    O prefeiro Giuliano Martinelli sabe o que faz e só quer o melhor pelo seu município. Tambem tem razão quando diz que existem pessoas que são pré candidatas a prefeitura de Jaguaquara, mas que não conhecem da cidade para postular tão importante cargo.
    Quando Martinelli sugeriu o nome de Edione Agostinone foi porque ele viu que nos seus dois mandatos ela se saiu muito bem na pasta que ocupa como secretária municipal e que também conhece de tudo sobre o município.
    Estamos com Giuliano Martinelli e sua proposta de sucessão!

  4. sineide

    Seria bom mesmo uma mulher comandar jaguaquara, pra vê se faz alguma coisa pelos moradores não só de jaguaquara mais também do Entroncamento, que fica esquecido pelos governantes de jaguaquara.sou do Entroncamento, porém hoje não moro lá, há quinze anos
    estou fora da cidade e fico triste toda vez que vou lá por
    vê que a cidade que continua a mesma, esquecida por todos, infelizmente só é lembrada na época das eleições, vão fazem alguma coisa pra enganar o povo, ganhar os votos, emfim chega de enganação e que realmente tenha alguém que trabalhe por JAGUAQUARA E PELO ENTRNCAMENTO. É um lugar que mesmo assim tem crescido e precisa de melhorias principalmente nas
    ruas e investimentos na cidade. Sem mais, desde já agradeço.

Os comentários estão fechados.