Prefeito de Correntina é condenado à suspensão dos direitos políticos por desvio na Educação

/ Educação

Usou verba da Educação para abastecer veículos. Foto: O Porto

Conhecido como Maguila, o prefeito de Correntina, Nilson José Rodrigues (PCdoB), foi condenado pela Justiça Federal à suspensão dos direitos políticos por cinco anos, por improbidade administrativa.

O gestor também foi condenado ao ressarcimento dos danos causados, pagamento de multas civis no valor equivalente ao dano e de sete vezes a remuneração recebida à época, além de ficar proibido de contratar com o Poder Público ou dele receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios por cinco anos. O prefeito ainda poderá recorrer da decisão.

Autor da denúncia, o Ministério Público Federal (MPF) afirma que, durante seu segundo mandato, Maguila utilizou cerca de R$ 41,6 mil do Salário-Educação – transferido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) – para contratar diretamente, sem processo licitatório, um posto de gasolina, cujos combustíveis eram destinados a diversas secretarias municipais, e não ao transporte escolar.

Deixar uma Resposta