Pré-candidato, Ciro Gomes descarta apoio do DEM e afirma que prioridade é o PSB

/ Política

Ciro afirma que não negocia com o Democratas. Foto: Reprodução

Pré-candidato ao Palácio do Planalto pelo PDT, Ciro Gomes garantiu nesta terça-feira (12) que não há negociações para uma composição com o DEM e PP, mas defendeu trabalhar em um projeto sustentado por ”amplas forças do centro à esquerda”. O presidenciável, de acordo com a Folha, chamou a hipótese de aliança de fofoca, destacando que sua prioridade é uma coligação com o PSB, partido ao qual já foi filiado e que não deve ter candidato à Presidência. A justificativa para não chamar o DEM para apoiá-lo seria porque a legenda já tem o pré-candidato Rodrigo Maia, mas admite que não seria difícil dialogar com o presidente da Câmara dos Deputados para chegar a um entendimento. ”Tenho uma relação antiga de amizade, de respeito. Sou velho amigo do pai dele. E, portanto, não haveria muita dificuldade de estabelecer, em linha com essa velha amizade, um entendimento sobre o Brasil”, disse durante um evento da Força Sindical, em São Paulo. A hipótese de aliança entre o DEM e PDT já estaria sendo costurada nos bastidores. Cid Gomes (PDT), irmão de Ciro, inclusive, deve ser reunir com Maia nessa quarta-feira (13).

Os comentários estão fechados.