Policial é detido suspeito de atear fogo em carro de mulher que criticou greve da PM no Ceará

/ Nordeste

Um policial militar foi preso na madrugada desta quinta-feira (20) no Crato, interior do Ceará, por atear fogo em um carro de uma moradora. Segundo o jornal O Povo, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do estado (SSPDS) o homem teria ateado fogo no carro de uma mulher que teria feito críticas à greve dos policiais militares do estado.

A paralisação ocorre desde a terça-feira (18). O acusado foi detido por agentes que participam da operação de reforço junto com a Delegacia Regional do Crato. A SSPDS disse que já foi instalado um procedimento para apurar o caso. Nesta quarta-feira (19), o senador e ex-governador cearense Cid Gomes foi baleado ao tentar avançar com uma retroescavadeira contra um portão de um quartel onde PMs estavam amotinados em Sobral, também no interior do Ceará.

O ex-governador chegou a ser internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em um hospital de Sobral, mas já deixou o setor e foi para uma enfermaria. Ele também não corre risco de morte.

Os comentários estão fechados.