Pazuello terá que dar esclarecimentos sobre estoque de seringas e agulhas, diz STF

/ Saúde

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Foto: Tony Winston

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, terá que dar esclarecimentos sobre o estoque de seringas e agulhas da União e dos estados para iniciar a vacinação da população brasileira contra o Covid-19. A decisão foi tomada pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), após uma ação movida pelo partido Rede Sustentabilidade.

Pazuello tem cinco dias para dar os esclarecimentos, segundo a decisão. Nas redes sociais, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) comentou a ação do seu partido para que o governo dê informações sobre a suspensão da compra de insumos.

”Em resposta à nossa petição na ADPF 754, o STF acaba de intimar o ministro da Saúde a prestar informações sobre a suspensão da compra de seringas. Agora o governo terá que demonstrar a compatibilidade do estoque com o plano de vacinação”.

Os comentários estão fechados.