Passagem de caminhões e ônibus de turismo por dentro de Ubatã é proibida até Dnit restaurar trecho da BR 330

/ Trânsito

Chuva destruiu trecho. Foto: Bruno Dias/ Ubatã Notícias

Quem pretende viajar de Jequié para Ilhéus, Itabuna ou outros municípios da região Sul da Bahia, de caminhão ou ônibus de turismo, tem como alternativa a BA 547, estrada que liga Florestal/Itamari/Gandu. Já as pessoas de Ipiaú deverão se deslocar pela BA 650, estrada que liga Ipiaú/Ibirataia/Gandu.

Esses caminhos alternativos devem ser utilizados a partir desta quinta-feira (20jan22), depois da nova proibição de tráfego de carros pesados por dentro da cidade de Ubatã até que o Dnit restaure o trecho da BR 330, no perímetro urbano de Ubatá, que cedeu em decorrências das chuvas de dezembro do ano passado.

A decisão de proibir, novamente, o tráfego de caminhões por dentro da cidade, foi motivada pelos prejuízos causados nas vias públicas e outros transtornos provocados junto à população ubatense, conforme relatos feitos durante reunião da qual participaram o prefeito da cidade, todos os vereadores, além de representantes da CDL, Polícia Militar, Polícia Civil e do próprio DNIT.

As únicas exceções para a passagem de carros pesados são para caminhão toco (2 eixos com até 16 toneladas), permitido unicamente para abastecer a cidade; ônibus comercial, independente de baldeação; ônibus das empresas Atlantic Nikel e Nutricau. O tráfego de ônibus de turismo foi proibido, informa o site Ubatã Notícias.

Ficou acertado ainda, segundo o informativo, que o DNIT se comprometeu a promover toda a recuperação e recapeamento de 2,2 km, em cobertura asfáltica, das vias danificadas.

(Foto: Bruno Dias/ Ubatã Notícias).

Os comentários estão fechados.