Para conter rejeição, marqueteiros do candidato Bolsonaro se concentram nas ”minorias”

/ Política

Campanha vai focar em mulheres e homossexuais. Foto: Estadão

Com o maior índice de rejeição entre os presidenciáveis, de acordo com as pesquisas de opinião de voto, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), que venceria as eleições ao Palácio do Planalto, conforme aos mesmos levantamentos, vai concentrar a campanha nas mulheres e homossexuais. Segundo a coluna do Estadão, a equipe de marketing do capitão da reserva finalizou dois vídeos que serão impulsionados nas redes sociais para reverter a imagem de machista e homofóbico do candidato. Em seguida, o próximo passo dos marqueteiros é atrair a atenção dos ruralistas e defender o suporte do governo aos produtores: ”Um governo que se preza não pode se lembrar da classe produtiva apenas para arrancar impostos”. Bolsonaro continua internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e teve as visitas reduzidas nesta quinta-feira (13) para tentar acelerar a recuperação da última cirurgia.

Os comentários estão fechados.