Justiça Federal mantém para domingo realização do segundo dia de provas do Enem

/ Educação

A Justiça Federal de São Paulo manteve a realização do segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio de 2020 no próximo domingo (24). A Defensoria Pública da União (DPU) ingressou na segunda-feira (18) com um novo pedido de suspensão da prova.

Desta vez, o argumento utilizado foi a não-garantia de dos protocolos de segurança sanitárias na aplicação da primeira fase do exame, que aconteceu no último domingo (17). Com 5,7 milhões de inscritos, o primeiro dia de provas registrou 51,5% de abstenção – o maior percentual em toda a história do exame.

De acordo com informações da Folha de S.Paulo, a juíza Marisa Claudia Gonçalves Cucio, da 12ª Vara Cível Federal de São Paulo, entendeu que não há provas cabais de que os protocolos sanitários não foram cumpridos. Além disso, as notícias publicadas na imprensa não poderiam ser suficientes para acolher o pedido de suspensão da prova.

Por outro lado, a decisão obriga o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a garantir reaplicação da prova aos candidatos impedidos de fazer o exame. A data prevista para essa reaplicação, que ocorre todo ano, é 23 e 24 de fevereiro.

Segundo a Folha, o Inep informou que abrirá um sistema de cadastro para afetados e candidatos infectados às vésperas do exame. O sistema ficará aberto entre 25 e 29 de janeiro.

Na decisão, a juíza ponderou que, se comprovado que o Inep mentiu ao juízo sobre redução real de ocupação das salas, como acusa a DPU, deverão ser aplicadas penalidades legais por eventual violação ao dever de lealdade processual. A investigação poderá ocorrer até o final do processo.

No domingo passado, foram aplicadas as provas de Ciências Humanas, Linguagens e Redação. No próximo, os candidatos responderão questões de Ciências da Natureza e Matemática.

Buracos voltam a causar prejuízos e riscos a motoristas na BR-420, entre Itaquara e Santa Inês

Crateras podem causar acidentes na BR-420. Foto: Blog Marcos Frahm

Na BR-420, rodovia que corta o Vale do Jiquiriçá, os buracos estão atormentando os motoristas e complicando a trafegabilidade no trecho entre Itaquara e Santa Inês. Nas proximidades do KM 336, no perímetro de Itaquara, por exemplo, enormes crateras obrigam os motoristas a dirigem em zigue-zague para evitar acidentes.

Alguns dos usuários, como taxistas que fazem a linha Itaquara  / Jaguaquara relatam prejuízos com peças deterioradas e pneus dos veículos estourados no trecho em razão das péssimas condições de tráfego.

Os motoristas aguardam providências de autoridades da região para que cobrem do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes-DNIT, o serviço de restauração da via, que registra diariamente grande fluxo de veículos. O órgão federal é duramente criticado pela falta de atenção ao problema apontado.

Bahia registra 31 óbitos e 4.991 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h, diz boletim

/ Bahia

A Bahia registrou, nas últimas 24 horas, 4.991 novos casos da Covid-19 e mais 31 óbitos pela doença, segundo dados divulgados hoje (20) pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 9.697.

São 549.315 casos confirmados desde o início da pandemia. Destes, 529.058 já são considerados recuperados e 10.529 encontram-se ativos. Entre os diagnosticados com a doença na Bahia, 38.809 profissionais da saúde foram confirmados com a Covid-19.

Dos 2.031 leitos disponíveis para tratamento do coronavírus, 1.309 possuem pacientes internados. A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid para adultos no estado é de 73%.

Vacina

As primeiras doses do imunizante contra a Covid-19 já foram enviadas pela Sesab para os 417 municípios baianos. Do total de cidades, 306 atualizaram o total de vacinas aplicadas. Até às 14h desta quarta, 19.166 doses haviam sido aplicadas em profissionais de saúde, indígenas aldeados, idosos em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência.

Agora ex-presidente, Trump deixa bilhete para Biden na Casa Branca e mantém tradição nos EUA

/ Mundo

Donald Trump deixa o comando dos EUA. Foto: White House

O agora ex-presidente americano Donald Trump deixou um bilhete para Joe Biden no Salão Oval da Casa Branca, mantendo uma tradição que tem mais de 30 anos nas transições de governo nos Estados Unidos. O gesto surpreendeu especialistas e membros do novo gabinete. O conteúdo do bilhete não foi divulgado.

A tradição do bilhete escrito a mão pelo presidente a seu sucessor teve início em 1989 com Ronald Reagan. Quando se preparava para deixar a residência oficial, Reagan queria deixar um recado para o então presidente eleito George H.W. Bush. Para isso, escolheu um bloco de notas com o desenho de um elefante, mascote do Partido Republicano do qual os dois eram membros, e uma frase motivacional.

”Querido George, você terá momentos em que vai querer usar este papel em particular”, escreveu Reagan. Ele disse que rezaria pelo novo presidente e que prezava ”as memórias que partilhamos”. E concluiu ”sentirei falta dos nossos almoços às quintas-feiras. Ron.”

Todos os presidentes dos EUA desde então deixaram bilhetes para seus sucessores. Normalmente as mensagens são tratadas de forma confidencial pelo governo americano, mas com frequência o conteúdo é publicado posteriormente por pesquisadores, pelos próprios ex-presidentes em suas memórias ou por jornalistas que obtêm acesso.

Analistas especularam que Trump poderia quebrar com a tradição, uma vez que decidiu não comparecer à inauguração de Biden nesta quarta-feira, 20. Trump preferiu deixar Washington horas antes da cerimônia, e disse em seu discurso que voltaria ”de uma maneira ou de outra”. / AP

*O Estado de S.Paulo

Jequié inicia imunização contra Covid; 1ª vacina é aplicada pela vice-prefeita, enfermeira Polliana

/ Jequié

Enfermeira, vice-prefeita aplicou a primeira vacina. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Saúde, deu início, nesta quarta-feira, 20, a vacinação no Centro de Vacinação Contra a Covid-19, no antigo prédio do Pronto-Atendimento (P.A.) 24 Horas, no bairro Campo do América. Participaram do momento, o prefeito de Jequié, Zé Cocá; a vice-prefeita e secretária de Saúde, Polliana Leandro; o secretário de Governo, Hassan Iossef; os vereadores Gilvan Santana, Soldado Gilvan; Ladislau Bulhões, o Bui; Marcos Lameque, o Marcos do Ovo; membros da equipe técnica da Secretaria de Saúde, e representantes da imprensa local.

Em um ato simbólico e que marcou o início da vacinação, a técnica de enfermagem, Maria dos Anjos dos Santos Andrade, de 49 anos, foi a primeira pessoa imunizada, representando todos os profissionais de saúde, que atuam na linha de frente contra o Coronavírus, em Jequié. São eles, da área de Urgência e Emergência, lotados no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, SAMU 192, área hospitalar, vacinadores, que atuam no serviço de imunização contra a Covid-19 e trabalhadores das instituições de acolhimento de idosos, de longa duração.

Com três salas de imunização, o Centro conta com profissionais capacitados e treinados para a aplicação da vacina, que ocorrerá em duas doses, como determina o Ministério da Saúde. Nesta primeira fase estarão sendo vacinados 35% dos profissionais de saúde, do município, e 100% dos trabalhadores e idosos da Fundação Leur Brito e Fundação Urbano de Almeida Neto, a FUAN.

”É uma alegria. Sabemos que essa doença é algo que tem trazido realmente muita tristeza à família brasileira. Estamos muito alegres porque essa vacina chegou ao município. Eu, que sou vacinadora, pra eu receber essa vacina, né, eu dou glórias a Deus! É um privilégio, uma alegria realmente.”, disse emocionada, a técnica de enfermagem, Maria dos Anjos dos Santos Andrade.

”Hoje é um marco histórico. Nós estamos abrindo a porta do Centro de Vacinação, onde começaremos a imunizar um total de 35% dos profissionais da área de Saúde que estão na linha de frente, no cuidado com pacientes crônicos. Serão imunizados primeiramente os profissionais da linha de Urgência e Emergência, Unidade de Terapia Intensiva (UTI), como SAMU, Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), ou seja, profissionais que estão diretamente ligados ao cuidado. Todos os profissionais precisam apresentar uma declaração de trabalho e comprovante de residência.”, destacou a secretária de Saúde, Polliana Leandro.

”É um momento de celebração, o início da imunização contra o Coronavírus no município de Jequié, e o sentimento é de alegria e esperança! A imunização é a maior forma de proteção que a população pode ter contra o Coronavírus e sua eficácia já é comprovada pela ciência. Tenho certeza que o ano de 2021 será um ano de mudanças no combate a Covid-19, por meio da ampliação da vacinação.”, disse o prefeito de Jequié, Zé Cocá.

Prefeito diz que tenta comprar vacinas para Salvador, mas que obrigação é do governo federal

/ Política

Bruno quer parceria com Rui pela Sputink. Foto: Matheus Morais/bahia.ba

O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), revelou durante conferência de imprensa, nesta quarta-feira (20), que tem trabalhado para comprar vacinas através da prefeitura e acelerar a vacinação da população. No entanto, o democrata informou que ainda não há prazos para que todos os soteropolitanos sejam imunizados.

”Caso o governo do estado consiga adquirir a vacina Sputink V, a prefeitura tem o interesse adquirir doses também em parceria. Nós estamos também tentando com outros laboratórios, mas há dificuldades porque a vacina se tornou o bem mais desejado do mundo, então isso é uma disputa global”, afirmou o prefeito, segundo publicação do bahia.ba.

Bruno ainda ressaltou que apesar dos esforços da prefeitura, é uma responsabilidade do governo federal conceder as vacinas aos estados e municípios. ”Qual o papel do governo federal na política nacional de vacinação estabelecida pelo SUS? É o fornecimento da vacina”, completou.

O democrata também garantiu que Salvador possui estrutura armazenar até três milhões de doses e que a prefeitura tem a quantidade de insumos necessária para a vacinação, além de estar pronta para contratar novos funcionários para aplicar as doses, caso seja necessário.

”Se nós recebermos até três milhões de doses, teremos como armazenar, como fazer a distribuição e como aplicar essas vacinas porque nós temos salas de vacinação em 153 unidades de saúde das nossas 158, e podemos ainda fazer centros de vacinação e um drive-thru”, disse.

Euclides destaca empenho do governador Rui Costa para vacinar baianos contra Covid-19

/ Política

Euclides destaca trabalho de Rui durante pandemia. Foto: ALBA

O deputado Euclides Fernandes (PDT) aplaudiu o início da campanha de vacinação contra o coronavírus na Bahia. Em moção de aplausos apresentada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), ele destacou o ”empenho e seriedade” do governador Rui Costa na condução do processo.

Na moção, o pedetista lembrou que o mundo foi surpreendido com o surgimento e circulação do novo coronavírus, também conhecido como Covid-19. ”Neste contexto, depois da propagação do vírus, lamentavelmente, milhões de pessoas foram mortas em decorrência da contaminação com tal doença. No Brasil, foram mais de 200 mil vítimas. Na Bahia, os óbitos ultrapassaram a triste soma de 9 mil pessoas, não podendo esquecer dos danos econômicos e sociais”, lamentou Euclides.

Mas, por outro lado, o deputado comemorou a ”tão esperada” vacina aprovada e liberada pela Anvisa para uso emergencial, fato que possibilitará o início da campanha de vacinação contra o coronavírus na Bahia. ”Neste sentido”, afirmou, ”cumpre destacar a seriedade e empenho do governador Rui Costa que, desde o início da pandemia, tomou decisões na busca de impedir a propagação dos males da doença”. Euclides ressaltou que o anúncio do governador de que a infraestrutura já está pronta para imunizar milhões de baianos, ”situação que salvará incontáveis vidas”.

Segundo ele, insumos como seringas e agulhas já foram adquiridos pelo Estado, salas e profissionais estão prontos, bem como caminhões refrigerados e câmaras frias para armazenamento dos imunológicos também já estão disponíveis para executar essa megaoperação de saúde.

”Portanto, é imperioso aplaudir o trabalho da ciência brasileira, e o empenho e seriedade do governador Rui Costa, no combate ao problema que, esperançosamente, começará a ter fim”, concluiu.

 

 

Técnico de enfermagem é o primeiro a ser vacinado contra Covid-19 em Jaguaquara

/ Jaguaquara

O vacinado com prefeita, vice e vereador. Foto: Divulgação

O Município mais populoso do Vale do Jiquiriçá, Jaguaquara, recebeu da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia – SESAB 360 doses da vacina Coronavac, destinadas na primeira remessa, na terça-feira (19).

Na manhã desta quarta, a primeira dose da vacina foi aplicada na Secretaria Municipal de Saúde e o primeiro paciente a receber o imunizante foi um técnico em enfermagem de 52 anos, Dionísio Silva Pirôpo, que atua na rede municipal.

O ato contou com a presença da prefeita Edione Agostinone, do vice-prefeito Francisnei Santos e do presidente da Câmara de Vereadores, Nildo Pirôpo.

Jaguaquara registrou, desde o início da pandemia, 2.871 casos do coronavírus, conforme revela o último boletim epidemiológico, estando atualmente com 47 casos ativos e notificados pelo Município, distribuídos entre a sede, o distrito Stela e zona rural. O número de mortes provocadas pela doença é de 24.

Após a primeira remessa disponibilizada pelo Governo Federal e enviada pelo Estado as prefeituras vivem a expectativa do quantitativo de doses que serão liberadas na próxima distribuição, cuja data ainda não foi divulgada.

Primeiras doses de vacina contra Covid-19 em Itiruçu são aplicadas prefeita médica em idosa e enfermeiro

/ Itiruçu

Prefeita Lorena, ao meio, com profissionais de saúde. Foto: Rede social

As primeiras doses da vacina Coronavac, em Itiruçu, foram aplicadas na terça-feira (19), em duas pessoas, por quem entende do assunto, a própria gestora do Município, que é médica, Lorena Di Gregório (PSD).

A idosa Eufrásia Pereira, que segundo a Prefeitura vive em instituição de longa espera – Centro do Idoso e se enquadra no grupo da primeira fase, conforme determina o plano nacional de operacionalização da vacinação contra Covid-19, além de um profissional de saúde, o enfermeiro Anderson Souza, que atua no Município.

Itiruçu recebeu da SESAB apenas 67 doses da vacina Coronavac disponibilizada pelo Governo Federal e vive a expectativa do quantitativo de doses que serão enviadas na próxima remessa, cuja data ainda não foi divulgada.

Brasil não recebe vacinas da Índia contra Covid porque negou pedido de suspensão de patente

/ Saúde

Um dos motivos do Brasil não ser uma prioridade da Índia para o envio de vacinas da Oxford contra o coronavírus foi a recusa do pedido do país asiático de suspensão temporária de patentes sobre insumos de enfrentamento ao coronavírus, como os próprios imunizantes. As informações são do blog de Ana Flor, do portal G1.

Em outubro, a Índia solicitou à Organização Mundial do Comércio (OMC) a licença compulsória temporária de produtos relacionados ao combate da pandemia. O governo do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido), decidiu acompanhar a decisão dos Estados Unidos, da União Europeia e do Japão e negou o pedido.

Desde então, segundo fontes da diplomacia brasileira, a relação entre o Brasil e a Índia está instável. A nação indiana iniciou a exportação de vacinas e seis países as receberão até o final desta semana. Os brasileiros, porém, ainda não têm nem uma previsão de tê-las.

Batida frontal entre carreta de cerveja e caminhão de verduras deixa mortos e feridos na BR-101

/ Trânsito

Acidente aconteceu no trecho de São Gonçalo. Foto: Rede social

Um acidente envolvendo um caminhão modelo F4000 carregado com frutas e verduras, que teria saído de Jaguaquara, no Vale do Jiquiriçá, e uma carreta com carga de cerveja, vitimou duas pessoas por volta das 06h30 desta quarta-feira (20) na BR-101, no trecho de São Gonçalo dos Campos.

De acordo com o Inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Carlos Santos, a carreta carregada com cerveja teria invadido a contramão, colidindo com o veículo menor.

”No veículo da F4000 morreram os dois passageiros, motorista e carona. O Corpo de Bombeiros já está removendo das ferragens. Já na carreta, uma das vítimas teve lesões leves e a outra vítima ficou com lesões mais graves. Mas, a equipe do Corpo de Bombeiros já está aqui no local fazendo essa remoção”, explicou.

Ainda segundo o inspetor, por conta da colisão, os engradados de cerveja ficaram espalhados pela pista e a pista será totalmente liberada após a remoção de todos os materiais e destroços e dos veículos.

”Informamos aos ouvintes que estão nesse momento se dirigindo da região sul para a região norte, que entrem pelo município de São Gonçalo dos Campos ou Conceição da Feira. Já aqueles que estão indo sentido região sul, não têm muito o que fazer, senão aguardar. Existe um engarrafamento muito grande e estamos fazendo o serviço ‘Siga e Pare’ entre as vias que estão interditadas. Estamos administrando a situação, mas quem está vindo no sentido Santo Antônio de Jesus e Cruz das Almas e quiser adiantar a viagem, sugiro que siga por São Gonçalo dos Campos ou Conceição da Feira. Até que a via seja liberada totalmente, vai demorar um pouco devido aos destroços espalhados pela pista”, disse o inspetor.

Por conta da grande quantidade de populares que estavam no local do acidente, a PRF não conseguiu evitar o saque das mercadorias.

Após anunciar demissão, ”Ford” chama trabalhadores de volta para produzir peças de reposição

/ Economia

A Ford iniciou ontem (18) a convocação oficial para que os empregados das fábricas que a empresa fechou no país retornem ao trabalho para produzir peças de reposição. A informação foi divulgada pelos sindicatos que representam os metalúrgicos das unidades.

”A Ford está mandando comunicados, mas a adesão está zero, está tudo parado, ninguém está indo (dar expediente). A fábrica precisou alugar um galpão porque na região de Simões Filho (BA) não tinha gente para descarregar mercadorias de 90 caminhoneiros aqui em Camaçari”, afirma Julio Bonfim, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari.

Segundo ele, as entidades são contra a volta dos funcionários até que a multinacional negocie indenizações.

Camaçari

Julio Bonfim e o governador da Bahia, Rui Costa, foram a Brasília nesta terça para visitar as embaixadas de Índia, Coreia do Sul e Japão na busca por oportunidades de investimentos para Camaçari, na tentativa de mitigar as demissões na região. As informações são do Metro1

Após falhas na logística, ministro Pazuello diz que entregou doses de vacina antes do planejado

/ Saúde

Atual ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Fotos: Tony Winston/MS

Após uma série de problemas na logística no envio das primeiras vacinas contra Covid-19, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, gravou um vídeo nesta terça-feira (19) em que afirma que a pasta entregou doses aos estados antes do planejado.

”Tínhamos um planejamento de entregar todas as vacinas no Brasil em cinco dias. Realizamos essa missão em 24h ininterruptas. Aceleramos o processo logístico de entrega das vacinas para atender a urgência dos estados em iniciar imediatamente a vacinação em seus municípios”, disse.

Apesar de já ter divulgado anteriormente que faria a distribuição em até cinco dias, Pazuello fez um acordo na segunda (18) com governadores para adiantar a entrega e o início da vacinação para as 17h do mesmo dia na maioria dos estados. A logística de envio, no entanto, foi marcada por alterações repentinas de horários de voos e atropelos na comunicação.

A situação provocou críticas de governadores e autoridades de saúde locais e fez com que ao menos 11 estados iniciassem a vacinação só nesta terça (19). No vídeo, Pazuello cita ”dificuldades impostas pelas dimensões continentais do país” e afirma que a entrega foi concluída às 11h desta terça, com ”esforço de instituições públicas e privadas”.

Sem citar números e empresas, o ministro diz que a pasta continua ”fazendo negociações e aquisições de milhões de doses de vacinas com outros laboratórios”.

Questionado sobre quais seriam essas possíveis novas aquisições, o Ministério da Saúde não respondeu até o momento. Segundo membros da pasta, não houve novos acordos recentes.

Sem conseguir obter os 2 milhões de doses da vacina de Oxford que estavam previstas para ser importadas da Índia, até então tidas como principal aposta para iniciar a vacinação, o governo iniciou a estratégia nesta segunda (18) com a distribuição de 4,6 milhões de doses da Coronavac, do Butantan.

Nos últimos meses, a Coronavac esteve no meio de uma guerra política travada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com o governador paulista, João Doria (PSDB), o que levou o ministério a suspender temporariamente um acordo para obter 100 milhões de doses.

O contrato só foi fechado no início deste mês, mas a entrega ainda enfrenta impasses devido à dificuldade de obter insumos da China para produzir mais doses. Problema semelhante ocorre com a Fiocruz.

Distanciamento continua fundamental, mesmo com vacinação, diz Organização Pan-Americana da Saúde

/ Saúde

No momento em que a vacinação começa nas Américas, a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) alertou ontem (19) que ainda haverá um longo caminho até a imunização massiva e, enquanto isso não ocorrer, é fundamental manter as medidas de distanciamento social e de prevenção ao novo coronavírus.

Sete países das Américas já iniciaram seus programas de vacinação: Brasil, Canadá, Estados Unidos, México, Argentina, Chile e Costa Rica. Diante desse contexto, a diretora da Opas, Carissa Etienne, fez um chamado aos governantes da região para não ”baixar a guarda” neste momento e salvar vidas.

“As vacinas vão ajudar a salvar vidas. Estamos cientes de que ainda não há doses para atingir o impacto da transmissão [do vírus] no curto prazo. As doses disponíveis são poucas. E esses fatores mostram a necessidade de intensificar as ações do sistema de saúde para limitar a exposição ao vírus. Distanciamento social, evitar aglomeração e lavagem das mãos são nossas melhores esperanças”, disse Carissa, em entrevista coletiva.

De acordo com Carissa, a situação de acesso limitado à vacina deve durar algumas semanas ou meses, mas, ao mesmo tempo em que países já estão começando, é importante manter todas as medidas de proteção. ”Para este ano, vamos ter que manter medidas para limitar transmissão intensa”, completou o brasileiro Jarbas Barbosa, diretor assistente da Opas. Da Agência Brasil