Ouvidoria do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia promove debate sobre Fake News

/ Bahia

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), por meio da Ouvidoria, dará início, na próxima terça-feira (11/9), à série de debates “Eleições limpas passam pelas nossas mãos”. O primeiro evento, promovido em parceria com o curso de Comunicação Social da União Metropolitana de Educação e Cultura (Unime), tratará sobre o tema “Fake News”. O encontro acontecerá no auditório do Campus Paralela (Unime/Salvador), a partir das 19h. O evento tem como público-alvo os estudantes dos cursos de Comunicação da Unime, futuros profissionais, que já lidam com a produção e transmissão de notícias. “O objetivo é, também, envolver os alunos nas discussões como usuários das redes sociais, uma vez que esse é um dos principais meios de propagação das fake news”, destaca o Juiz Ouvidor do TRE-BA, Rui Barata Filho, que fará a abertura do encontro. O palestrante convidado será Jaime Barreiros, professor de Direito da UFBA e analista judiciário do Eleitoral baiano. Os debatedores serão Victor Xavier, Coordenador de Assuntos Jurídicos e Correcionais da CRE-BA; e José Carlos Peixoto, professor de Comunicação Social da Unime. O projeto “Eleições limpas passam pelas nossas mãos” é uma das ações do Programa Ouvidoria Viva e tem o objetivo de informar e estimular os eleitores a ajudarem no combate às notícias falsas veiculadas nas redes sociais. O programa, iniciado no último mês de maio por meio de postagens nas redes sociais oficiais do Regional baiano, é fruto da parceria entre a Ouvidoria e a Corregedoria Regional Eleitoral da Bahia (CRE-BA) e também conta com o apoio da Seção de Atenção ao Cliente (Seacli) do TRE baiano. A propagação de notícias falsas, as chamadas “Fake News”, como primeiro tema a ser abordado se deu pela atualidade e importância da discussão sobre o assunto, especialmente em ano eleitoral. Os impactos das fake news nos resultados eleitorais são analisados por profissionais das mais diversas áreas, como jornalistas, cientistas políticos, profissionais de Direito e especialistas em Tecnologia da Informação, dada a abrangência do tema. As fake news viraram pauta de interesse mundial após a eleição presidencial de 2016, nos Estados Unidos, e de 2017, na França. As discussões sobre o tema vêm, constantemente, à tona nas análises sobre a relação entre redes sociais e eleições.

Os comentários estão fechados.