Coordenador do DNOCS, Lucas Lobão é afastado após denúncia de sobrepreço em caixas d’água

/ Política

Alexandre Aleluia e Lucas Lobão. Foto: Reprodução / Redes Sociais

O coordenador na Bahia do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), Lucas Maciel Lobão Vieira, foi afastado do cargo neste final de semana. A informação foi confirmada pelo próprio dirigente em contato com o site Bahia.Ba.

Lucas foi indicado pelo ex-deputado José Carlos Aleluia (DEM) e assumiu em agosto de 2017, após a saída do ex-deputado Heraldo Rocha (DEM).

Antes de assumir a função no órgão federal, Lucas atuou como chefe de gabinete do vereador de Salvador Alexandre Aleluia (DEM), com quem aparece ao lado na foto acima. Advogado ligado ao DEM baiano,  Lobão também atuou como assessor técnico da Secretaria da Administração da Prefeitura de Salvador em 2008. Em 2009, coordenou a Central de Serviços e Contratos da pasta e foi ainda subcoordenador de Trabalho, Assistência Social e Direito do Cidadão da administração soteropolitana no mesmo ano.

Relatório elaborado em 2020 pela Controladoria-Geral da União (CGU) identificou sobrepreço estimado de até R$ 192 milhões na aquisição de reservatórios de água de polietileno realizada pela a Coordenadoria Estadual na Bahia (CEST-BA), sob o comando de Lobão.

”As situações produzem um potencial risco de prejuízo ao erário, de modo que se firma o entendimento quanto à necessidade premente de adoção de medidas de saneamento a serem adotadas para mitigação dos riscos envolvidos nessa contratação”, diz o órgão de controle interno em seu relatório. Segundo a CGU, o diretor geral do DNOCS, Fernando Marcondes de Araújo Leão, determinou a suspensão do pregão em setembro do ano passado.

Os comentários estão fechados.