”O desafio da classe trabalhadora é barrar a onda de perdas de direitos”, afirma dirigente da CUT

/ Bahia

Diretor da CUT na Bahia, Valdemir Medeiros. Foto: Divulgação

Durante o ato unificado das centrais sindicais, realizado neste domingo, no Farol da Barra, em Salvador, o diretor da CUT na Bahia, Valdemir Medeiros, afirmou que não há nada a comemorar neste 1º de maio.

Segundo ele, o Brasil vive um período sombrio de retirada de direitos dos trabalhadores e precarização da mão-de-obra. ”Não há como seguirmos com essa política de extinção dos empregos formais. Isso não gera mais ocupações e está mais que comprovado que a Reforma Trabalhista foi uma grande fraude. Prometeram milhões de vagas e entregaram miséria, fome e pessoas desalentadas, que sequer estão procurando emprego”, disse.

Para Medeiros, ”não basta que o País eleja um presidente da República comprometido com a classe trabalhadora, mas também deputados e senadores que representem de fato aqueles que lutam todos os dias para levar o pão para casa e não apenas os representantes do capital”, disse.

Os comentários estão fechados.