Novo coordenador da 7ª Ciretran de Jequié diz que atua para colaborar com investigação

/ Jequié

Coordenador Ricardo Tuacha

No cargo de Coordenador da 7ª Ciretran de Jequie desde o dia (17) de março de 2022, quando foi nomeado pelo governador Rui Costa, o administrador Ricardo Tuacha esclarece que não foi alvo das diligências deflagradas na sexta-feira (20) pela Polícia Civil, que dá continuidade à investigações iniciadas no ano de 2019.

A Operação Dolus mira possíveis crimes cometidos por servidores do órgão estadual. Na época, foi instaurado Inquérito Policial, o qual conta atualmente com cerca de 2.000 páginas. Diante dos fatos verificou-se um esquema de falso reconhecimento de firma em um dos cartórios da cidade e, paralelamente a isso fraudes no primeiro emplacamento de veículos praticados por um despachante na 7ª Ciretran/Jequié, conforme informações divulgadas pelo delegado Moabe Macêdo, que comandou a ação de sexta-feira.

Já o Coordenador, Tuacha, em contato com o BMFrahm disse que o órgão colabora com as investigações e que adotará todas as providências para aumentar o controle e transparência na Ciretran. Segundo Ricardo, na ação, foram detidas três pessoas, mas ele afirma que não tem como detalhar uma operação que é de competência da Polícia Civil. ”Não posso opinar sobre a operação, apenas colaborar com as autoridades para que possam apurar as possíveis irregularidades. Essa operação nos surpreendeu na manhã de sexta-feira, mas informamos que, a partir desta segunda-feira, a Ciretran estará funcionando normalmente”, esclareceu.

Os comentários estão fechados.