Mulher que teria herdado comando do tráfico em Feira de Santana após morte do marido é presa

/ Polícia

Suspeita tatuou rosto de marido em um dos braços — Foto: SSP-BA

Uma mulher suspeita de comandar o tráfico de drogas na cidade de Feira de Santana foi presa na quarta-feira (20), dentro de um shopping, em Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador. Conforme a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), a suspeita ”herdou” as transações criminosas do marido, que morreu em confronto com policiais em 2017. De acordo com informações da SSP, Aldacy Santos Souza, conhecida como ”Sady”, atuava no bairro Rua Nova. A suspeita, que também investigada como mandante de vários homicídios, fez uma tatuagem do rosto do marido em um dos braços, com a data de nascimento e morte dele.

O órgão informou que a suspeita era um dos alvos prioritários da Secretaria da Segurança Pública e tinha um mandado de prisão em aberto. Aldacy Souza foi encontrada por equipes da 1ª Coordenadoria de Polícia do Interior da Polícia Civil (Coorpin – Feira de Santana) e do Comando de Policiamento da Região Leste da Polícia Militar.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, Sady assumiu o tráfico de drogas no bairro Rua Nova e em outras regiões do município após a morte do companheiro, Ronilson Oliveira de Jesus, conhecido como ”Rafael”, em janeiro de 2017, em um confronto com policiais da Coordenação de Operações Especiais (COE) da Polícia Civil. Rafael também era alvo prioritário da SSP e, na época do crime, integrava o Baralho do Crime, na carta Valete de Ouro. Durante o confronto, os policiais encontraram mais de 400 quilos de maconha e diversas munições de fuzis.

Os comentários estão fechados.