Mototaxista baleado segue internado; presidiário mandante do crime é transferido, diz polícia

/ Jaguaquara

Erisvaldo foi baleado e o mandate seria Ademilton Mercês, diz polícia

A tentativa de homicídio sofrida na sexta-feira (30) pelo mototaxista Erisvaldo dos Santos Fontes, de 25 anos, cujo crime foi registrado na Rodovia BA-250 pode estar relacionada ao envolvimento da vítima com líderes do tráfico de entorpecente na região, conforme informações policiais. Erisvaldo foi interceptado por dois criminosos a bordo de um carro preto, por volta das 12h30, quando retornava de Itiruçu para Jaguaquara, onde atuava como mototaxista e teria sido obrigado pelo carona do carro a entregar a sua moto, que foi levada pelos autores após a vítima receber disparos de arma de fogo. Erisvaldo foi encontrado agonizando por populares, na margem da estrada, próximo ao distrito Stela Dubois e socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência ao Hospital Geral Prado Valadares – HGPV, em Jequié, onde segue internado em estado grave. Ele foi atingido no crânio durante o cometimento do crime. Em nota, o Comando do 19º Batalhão de Polícia Militar de Jequié, informou que, um detendo do Conjunto Penal de Jequié, também oriundo de Jaguaquara, Ademilton Mercês Alves, Mirtão, que cumpre pena por tráfico, foi transferido na sexta para o Presídio de Serrinha/BA para estabilizar a região, já que o detendo tem ligação com uma facção criminosa e estaria determinando crimes em Jaguaquara, inclusive, sendo o mandante do crime contra Erisvaldo. Ainda conforme informações da PM repassadas pelo Comandante, o Tenente Coronel Itamar Gondim Bandeira, um dos coordenadores das ações criminosas determinadas por Mirtão, Neguinho, teria sido preso pela 3º Cia da PM, em outubro, por homicídio – o que gerou a ordem da tentativa contra Erisvaldo, uma vez que o mesmo, conforme a polícia, seria testemunha do assassinato praticado.

Deixar uma Resposta