Motociclistas de Jequié realizam protesto contra aumento dos preços dos combustíveis

/ Jequié

Consumidores apresentavam a NF de consumo no valor de R$ 0,50
Consumidores mostram NF de consumo no valor de R$ 0,50

Um protesto contra o aumento do preço da gasolina e a forma como é aplicado pelos postos Jequié ganhou as ruas da cidade na tarde deste sábado (7/2).  A manifestação foi convocada pelo facebook e a concentração inicial de motoristas e motociclistas teve início por volta de 16h30, em frente ao prédio da Prefeitura de Jequié, de onde o grupo saiu com cerca de 50 manifestantes, em carreata, ganhando praticamente o dobro de adesões  no trajeto. Os motoristas e motociclistas ao chegarem nas bombas dos postos [o primeiro deles foi o Pampa, na Avenida Landulfo Caribé),  pediam R$ 0,50 em combustível, pagando com uma nota de R$ 50 ou no cartão de crédito,  exigindo a nota fiscal. O segundo posto visitado pelo grupo foi o Ypiranga, na Rua Brigadeiro Sá,  no Jequiézinho, logo após eles foram até o  Posto Badica no centro da cidade,  encerrando o protesto no Posto Maringá.

Manifestantes solicitavam a colocação de R$ 0,50 de gasolina
Manifestantes solicitavam a colocação de R$ 0,50 de gasolina

Apesar da manifestação ter sido pacífica e  acompanhada à distância por viaturas da Polícia Militar, nas empresas visitadas foi observada a irritação por parte de proprietários das empresas e frentistas diante do tumulto criado em frente aos estabelecimentos, ocorrendo algumas discussões e a insatisfação pela inviabilidade de acesso às bombas, por  outras pessoas que quisessem abastecer.  Em cada posto visitado o movimento durou cerca de 40 minutos. No Posto Maringá, último percorrido pelo movimento, foi decidido pela administração da empresa suspender as atividades alegando falta de combustível. Os manifestantes afirmaram que após o Carnaval será programa uma nova data para a realização de manifestação semelhante. Reportagem e fotos Uberlan Costa/93 FM

Os comentários estão fechados.